Arquivo do dia: junho 9, 2010

Copom eleva taxa básica de juros 10,25% ao ano


O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC) decidiu nesta quarta-feira (9) elevar a taxa básica de juros (Selic) em 0,75 ponto percentual (p.p.), para 10,25% ao ano.

Segundo comunicado da autoridade monetária, a decisão foi unânime e sem viés, dando continuidade a elevação da taxa verificada na última reunião e visando assegurar a convergência da inflação à trajetória de metas.

Histórico

Após as incertezas ocasionadas pelos efeitos da crise econômica mundial, o BC interrompeu o período de afrouxamento em julho de 2009, quando a taxa Selic estava em 8,75%, e manteve o juro-base neste patamar por seis reuniões consecutivas.

Apenas em abril de 2010 o BC voltou a elevar a taxa básica, promovendo um aumento de 0,75 p.p., para 9,5% ao ano.

A próxima reunião do Copom ocorre nos dias 20 e 21 de julho e analistas consultados pelo Brasil Econômico esperam por nova alta, desta vez de 0,5 (p.p.).

Avaliação

A decisão dos membros do Copom já era esperada pelos agentes de mercado, que apostavam em uma alta de 0,75 p.p. da Selic nesta reunião. Desta forma, o juro volta a registrar dois dígitos pela primeira vez depois de um ano.

Levantamento do Brasil Econômico com 10 economistas apontou que, se a autoridade monetária não agisse de forma mais agressiva agora, a expectativa de inflação poderia continuar em elevação, o que seria prejudicial dentro de um sistema de metas.

A expectativa dos economistas é que a Selic encerre o ano em 11,50%.

Inflação

No último relatório Focus, do BC, divulgado na segunda-feira (7), o mercado reduziu o prognóstico para a inflação em 2010.

Os agentes de mercado estimam que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) encerrará 2010 a 5,64%, contra 5,67% esperado na semana passada.

Há quatro semanas, a projeção era de 5,50%. Para o ano que vem, as instituições mantiveram a estimativa de 4,80%.

Silvio Luiz pede demissão do BandSports


Silvio Luiz

O locutor e comentarista do BandSports, Silvio Luiz, pediu demissão na última terça-feira (08), alegando falta de consideração e respeito do canal.

Segundo Luiz explicou em seu site oficial, o pedido de demissão teria sido causado pelo seu corte da equipe do canal que fará a cobertura da Copa do Mundo na África do Sul.

Em um trecho da postagem, o locutor escreveu: “Acredito que um profissional com alguns serviços prestados, principalmente ao grupo, merecia um pouco mais de consideração e respeito. Estou pedindo demissão sem saber por que fui cortado, como se trabalhar na Copa fosse prêmio. Cansei de engolir sacanagem, politicagem e traição”.

Ao Portal IMPRENSA, a assessoria do BandSports informou que o pedido de demissão de Luiz foi aceito, e que a emissora não vai comentar as declarações do locutor feitas em seu blog.

O comentarista ingressou no BandSports em 2002. Desde que saiu da Band, em 2008, Luiz usa seu perfil no Twitter para fazer críticas à emissora.

Paula Franco/Portal IMPRENSA

SP desiste de projeto para abertura da Copa 2014

Projeto do estádio do Morumbi

São Paulo desistiu de realizar o projeto de reforma do Morumbi aprovado pela Fifa e que credenciaria tecnicamente o estádio a ser forte concorrente ao jogo de abertura do Mundial da Copa do Mundo de 2014.

Segundo reportagem da Follha de São Paulo, o comitê enviará à Fifa um projeto mais modesto, no qual as obras no estádio deverão custar entre R$ 250 milhões e R$ 280 milhões. O projeto anterior previa gastos de R$ 630 milhões, valor considerado alto pelos responsáveis.

Mesmo com essa mudança, o comitê não acredita que estaria abrindo mão de sediar a abertura da competição. Acredita-se que a Fifa possa, no futuro, apresentar uma flexibilizarão as suas exigências. Nesse projeto, não haverá o rebaixamento do gramado nem a demolição de dois níveis de arquibancada para a construção de apenas um. Essas duas mudanças que encareciam bastante o antigo projeto.

A reportagem da Folha teve acesso a uma nota do comitê paulista no qual o órgão diz que “as exigências da Fifa para um estádio ter direito ao jogo de abertura da Copa são grandes e demandam intervenções excessivamente dispendiosas”.

Assim, a entidade continuará a apoiar o Morumbi como sede paulista, “ainda que seu projeto de requalificação não atenda a todas as exigências da Fifa para sediar a partida de abertura”.

Além disso, o comitê mais uma vez refutou a possibilidade de erguer um estádio em Pirituba (zona norte). A obra seria realizada com uma verba superior a R$ 1 bilhão, quantia que inviabilizaria o projeto. (AL)

Projeto São Paulo

O estádio Cícero Pompeu de Toledo, também conhecido como Morumbi, foi o escolhido para sediar os jogos da cidade de São Paulo durante o Mundial. O projeto inicial apresentado pelo time do São Paulo Futebol Clube, dono do estádio, teve de ser refeito por apresentar problemas.

Do ponto de vista estético, a mudança mais significativa será a cobertura. Na parte interna do estádio, as principais intervenções serão a construção de uma ampla área VIP e de um grande setor de imprensa, itens que desagradaram a FIFA no projeto inicial. Assim, o setor de imprensa será transferido para um setor mais alto, facilitando a visibilidade, e o setor VIP usará uma área do clube social do São Paulo.

O custo da obra, bancado pelo próprio clube, está orçado em aproximadamente R$ 136 milhões e a entrega está prevista para dezembro de 2012. O estádio abrigará 62.882 torcedores. O principal objetivo do comitê responsável pela candidatura da cidade é receber o jogo de abertura da Copa de 2014, o que vem causando bastante polêmica.

Os jogos da Copa do Mundo de 1950 na cidade de São Paulo foram disputados no estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. O Morumbi foi inaugurado em 1960.

Lady Gagaúcha vira hit instantâneo na web; assista!

Assim como no exterior, os brasileiros estão entrando na febre de parodiar a cantora Lady Gaga. Depois de hits instantâneos na web como a “mini Gaga” e a versão (já clássica) do clipe de Telephone pela dupla Ximbica e Nany People, o país nos traz agora mais uma sucesso: a Lady Gagaúcha.

A música Porto Alegre é Demais, um cover do sucesso Bad Romance, é uma autêntica ode à cidade. Logo depois do lançamento do clipe, a tag #Lady Gagaúcha já virou um dos trending topics (assuntos mais comentados) do Twitter no Brasil.

Veja o engraçado vídeo logo abaixo:

Médico condenado a 21 anos de cadeia por pedofilia

A Justiça do Pará condenou, nesta terça-feira, a 21 anos de prisão em regime fechado, o ex-deputado estadual e médico Luiz Afonso Proença Sefer, acusado de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos. Em sua decisão, a juíza Maria das Graças Alfaia Fonseca, titular da Vara Penal de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém, também decretou a prisão de Sefer que ainda terá de pagar à vítima R$ 120 mil por danos morais.

A condenação do ex-deputado e médico Luiz Afonso Proença Sefer a 21 anos de prisão, por abusar sexualmente de uma criança de nove anos em 2005, decretada na terça-feira (8), fez com que o advogado dele já começasse a preparar o pedido  de habeas corpus. Assim, a defesa busca manter Sefer em liberdade enquanto aguarda o julgamento dos recursos do processo. O ex-deputado não se apresentou após a condenação e é considerado foragido pela Justiça.

Consta na denúncia do Ministério Público que o réu pediu que Estélio Guimarães e Joaquim Oliveira, trouxessem uma menina do interior do Estado, na faixa etária de oito a nove anos. A justificativa seria a de que ela faria na casa do ex-deputado ‘companhia a uma criança’. A menina foi trazida de Mocajuba e entregue ao médico, por Joaquim Oliveira. Após dois dias na casa o médico passou a abusar sexualmente da menina, além de também agredi-la fisicamente e obrigá-la a ingerir bebida alcoólica. A prática criminosa aconteceu por cerca de quatro anos seguidos, ou seja, dos nove aos 13 anos de idade da vítima. A menina foi também estrupada pelo filho do réu.

A decisão de condenar o ex-deputado acompanhou o entendimento da promotora Sandra Gonçalves, representante do Ministério Público que requereu a juíza a condenação do acusado. Este é o segundo médico condenado por pedofilia em Belém, em menos de um mês. No último dia 27 foi condenado a 18 anos um médico hondurenho que vivia em Belém, Hector Puerto.

A denúncia foi inicialmente apresentada para o Tribunal de Justiça do Estado, em virtude do réu ter foro privilegiado – benefício concedido a autoridades políticas de ser julgado por um tribunal diferente do de primeira instância, onde são julgados a maioria dos brasileiros que cometem crimes –  na época, por ser deputado. Após o acusado ter perdido o cargo e foro privilegiado o processo retornou à Vara Penal especializada. No total foram ouvidas 20 testemunhas, entre as do Ministério Público e da defesa do réu, além de cinco ouvidos como informantes, também chamados de ‘testemunhas do juízo’.

No interrogatório feito à juíza, Sefer negou a autoria do crime e alegou que a menina foi trazida para sua casa para estudar e que as acusações seriam: ‘uma atitude inconsequente da vítima e uma estratégia dela para não retornar ao município de Mocajuba’. O acusado alegou ainda que vinha planejando mandar de volta a menina por que ela tinha ‘mal comportamento’.

Com base em decisões anteriores e na análise das provas encontradas no processo, como as testemunhais e laudos periciais de atos libidinosos diversos da conjução carnal, verificação de contágio venéreo e verificação de gravidez realizado na vítima, a juíza entendeu que as alegações de Sefer não encontram respaldo no conjunto de provas.

Por fim a juíza julgou procedente a denúncia para condenar o ex-deputado fixando a pena em 12 anos e 6 meses de reclusão, que aumentou em mais um ano e seis meses, por ter sido crime praticado contra a criança, totalizando 14 anos de reclusão. Com base nos artigos 226, II e 71 do Código de Penal Brasileiro (CPB), pelo crime ter sido praticado de forma continuada, a pena dobrou ficando em 21 anos de prisão em regime inicialmente fechado.

Vale lembrar que a sentença a juíza também determinou o pagamento de indenização por dano moral, que será pago pelo réu em favor da vítima, no valor total de R$ 120 mil reais

Top Model lança livro chamado “Faminta”

Enquanto no Brasil começa a nova edição da SP Fashion Week, criticada anteriormente pelo número de modelos anorexicas que desfilaram, a modelo Crystal Renn, 23 anos, lança no mercado americano o livro Hungry (Faminta).

No livro a modelo, hoje plus-size,  conta a história de uma adolescente que começou a controlar seu apetite aos 14 anos, aos 17 anos sucumbiu à anorexia (teve de emagrecer 32 quilos para ser modelo), chegando a pesar, com 1,75m de altura, 43 quilos.

Veja sua história:

Chegava a desmaiar na rua até resolver chutar o pau da barraca, engordar e ser hoje a modelo plus size mais bem paga dos Estados Unidos. O Brasil também é bem representado nesse bloco: a modelo Fluvia Lacerda é uma das mais requisitadas por lá.

João Gilberto volta ao Carnegie Hall

O cantor João Gilberto deverá se apresentar no Carnegie Hall (a última vez que fez um show lá foi em 2008, como parte das comemorações dos 50 anos da bossa nova) no próximo dia 22, com ingressos custando entre US$ 35 e US$ 95. João Gilberto aceitou participar do festival CareFusion, grupo tecnológico dedicado a criar soluções para evitar erros de medicação e infecções hospitalares, que elegeu o jazz para divulgar seus objetivos.

Prestes a fazer 79 anos, João Gilberto continua surpreendendo. Em rara entrevista concedida a uma publicação brasileira, o ícone da bossa nova comentou diversas peculiaridades de sua personalidades e ironizou ao falar sobre o mais novo fenômeno da música pop.

“Lady Gaga? Nunca ouvi falar. O que é isso? Eles não passam sem isso, inventam, é comercial. É um negócio… tipo Beatles. Botam costeleta maior, menor, óculos grandes, óculos na cabeça, na orelha. Não podem deixar de ter um negócio desses. É tudo bolado. Seu comportamento deve ser assim, tirar fotografia assim, responder assim… É um negócio comercial, claramente comercial. No fundo, tem até uma pecha de honestidade nisso.” As declarações foram feitas à Veja Rio.

%d blogueiros gostam disto: