Category Archives: Moda

MODA: Virgem de Santa Catarina vai desfilar no Fashion Rio

.

Ingrid Migliorini,de 20 anos, famosa por ter leiloado sua virgindade, vai desfilar no Fashion Rio.

“Decidi convidá-la para mostrar que o universo fashion, tão cheio de diversidades, não é preconceituoso”, diz Tito Bessa Jr, diretor da grife TNG, que a convidou.

O desfile será amanhã no Píer Mauá.

O ator Rodrigo Lombardi, o Theo de “Salve Jorge”, também será atração do mesmo desfile.

Outro “famoso” da internet, o mendigo gato, também foi convidado a desfilar no evento, mas por motivos médicos –ele está internado em clínica para recuperação de viciados em drogas– não participará.

Ingrid, que usou o codinome Catarina para fazer o leilão, vendeu sua virgindade a um japonês por R$ 1,5 milhão. Não ficou claro se ela, que nasceu em Itapema (SC) e mora atualmente na Austrália, segue virgem.

MODA com intimidade ecológica

Fabricantes de lingerie dos Estados Unidos, Europa e Brasil estão apostando na produção de calcinhas, sutiãs e outras peças de uso intimo com materiais que reduzem o impacto no meio ambiente. Novas coleções que estão sendo lançadas são feitas com algodão orgânico, tecidos reciclados e fibras sustentáveis. Entre nós, já são usadas fibras extraídas de arvores austríacas.

Outras matérias-primas alternativas, como o bambu, a soja e até mesmo o cânhamo – planta da mesma família da maconha –, também têm sido usadas, principalmente por ter um crescimento mais rápido, o que proporciona uma economia de solo e água. O bambu chega a atingir sua altura máxima em apenas três meses, enquanto o cânhamo ( planta da mesma família da maconha ) rende três vezes mais fibras do que o algodão convencional.

Mas não é só no material que está a diferença entre a lingerie amiga do planeta e as peças tradicionais. O que a empresa faz com os resíduos a serem descartados e como lida com seus fornecedores também é parte da solução. Nos EUA, a marca Hanky Panky doa 100% dos seus retalhos a artesãos e só usa embalagens feitas com papel reciclado. Já a francesa Peau Ethique foca na ética e só negocia com agricultores que se comprometem a não usar trabalho infantil e manter as horas de trabalho dentro de um teto exigido por lei.

O esforço tem sido aprovado pelas consumidoras. “Já colocamos nas lojas uma nova coleção com esse conceito sustentável. Tem sido um sucesso”, diz a gerente de marketing da Hope, Verônica Wolff. Isso se deve também ao design das peças, que, como mostram as fotos nesta página, não foi deixado de lado. Assim, as peças têm tudo para continuar gerando um efeito colateral das lingeries: despertar desejos.

Modelo brasileira Camila Alves é o novo rosto da Macy´s

A modelo brasileira Camila Alves, mulher do ator Matthew McConaughey é nova garota-propaganda da loja de departamento americana Macy´s. Camila irá aparecer nos comerciais de televisão e campanhas impressas da rede.

“Quando Macy´s fez a proposta, eu disse a eles que precisávamos de mais do que uma reunião em Nova York “, disse a modelo ao WWD. ” Recebi toda a equipe da loja em minha casa, em Austin, cozinhei para eles e ofereci vinho. Firmamos uma grande parceria”.

Segundo a vice-presidente de marketing da rede, Nancy Slavin, Camila foi escolhida porque sua aparência multiétnica vai fazer sucesso com uma base diversa de clientes. “Ela está sempre no tapete vermelho, mas também é mãe. É um pacote incrível”, disse Nancy.

 

Desde de que oficializou sua união com Mathew McConaughey, Camila Alves vem lidando com rumores de que estaria grávida. Durante um passeio com os filhos do casal , Levi e Vida, por um zoológico em Nova York, a modelo alimentou ainda mais os boatos, ao usar uma blusa bem soltinha.

O Globo

MODA: A comoditização da subversão

Tá no Blog da TRIP:

Na semana passada, uma loja da grife Marc Jacobs amanheceu pixada em Nova York. O grafitti foi feito em tinta rosa com letras garrafais onde se lia a mensagem ART. Em menos de um dia, antes do fim do expediente da mesma loja, a marca se apropriou da pixação em suas vitrines e criou uma camiseta customizada da marca que não saia por menos de US$ 600. E adivinha só? O produto vendeu que nem água.

A fachada pixada da Marc Jacobs

A fachada pixada da Marc Jacobs (foto do site Jeremiah’s Vanishing New York)

Na hora do almoço, Marc Jacobs se apropriou do graffiti, apresentando-o como obra de Art Jacobs no Twitter:

Reprodução

O tweet de Jacobs provocou a resposta do principal suspeito, o grafiteiro francês Kidult, que assumiu a autoria do graffiti uma hora depois de “Art Jacobs”:

 

Camiseta produzida pela Marc Jacobs

Camiseta produzida pela Marc Jacobs

No dia 11, um estúdio de design anuncia sua meta-camiseta por US$ 35:

Divulgação

 

 

No dia 15, Kidult anunciou sua camiseta com tipologia Jacobsiana por US$ 10 e uma foto onde aparece grafitando, provando a autoria da pixação:

Divulgação

A versão de Kidult para a camiseta

A versão de Kidult para a camiseta

***

Zac Efron vem inaugurar lojas no Brasil

   Getty Images

 Zac Efron visitará o Brasil na próxima semana. De acordo com o colunista Bruno Astuto, da revista Época, o jovem galã virá ao país na terça-feira (28) para inaugurar três novas lojas da grife de roupas Bo.Bô, que já teve Georgia Jaggercomo garota-propaganda.

Os novos estabelecimentos ficam em Campinas, Ribeirão Preto e em São Paulo. Segundo ainda o colunista, o ator deve ficar hospedado no hotel Fasano, junto com o pai, David, e também trará quatro seguranças. A breve passagem pelo Brasil terminará já na quarta-feira (24), quando Zac voltará aos Estados Unidos.

Após ganhar fama com a franquia cinematográfica “High School Musical”, o ator já atuou em outros filmes como “Noite de Ano Novo”.

Falando no cara,  Zac Efron passou um bom aperto no último domingo (19). O ator foi à premiere da animação infantil O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida (dos mesmos criadores de Meu Malvado Favorito), para a qual emprestou a voz, e deixou cair uma camisinha do bolso enquanto desfilava no tapete vermelho.

Efron ficou visivelmente constrangido, embora tenha se mostrado consciente por carregar um preservativo.

O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida é uma adaptação do conto clássico do Dr. Seuss de uma criatura da floresta que compartilha o eterno poder da esperança. A aventura animada conta a jornada de um rapaz que procura pela única coisa que poderá fazer com que ele conquiste a afeição da garota de seus sonhos. Para encontrá-la, ele terá que descobrir a história do Lorax, a zangada porém charmosa criatura que luta para proteger seu mundo.

Sola vermelha do sapato é disputada na justiça

Por ASHBY JONES/Valor Econômico

Quando se trata de cores que distinguem uma empresa, o marrom pertence à empresa de entregas United Parcel Service Inc., ou UPS, e a Tiffany & Co. domina o azul- claro.

Lindsay Holmes/WSJ Color LabTrib Too, da YSL (esq.) e Bambou, da Louboutin

Na terça-feira, a famosa grife de sapatos francesa Christian Louboutin SA entrou foi a um tribunal de recursos em Nova York para defender seu direito exclusivo de usar o vermelho — a empresa chama essa tonalidade de “Vermelho China” – para revestir a sola dos seus sapatos de salto, populares entre as consumidoras apesar do alto preço.

Diante de um público numeroso e visivelmente bem-vestido — incluindo várias mulheres com sapatos de sola vermelha — os advogados de ambos os lados apresentaram seus argumentos.

“A Christian Louboutin criou uma das marcas mais icônicas do século 21”, argumentou o advogado Harley Lewin, diante de um painel de três juízes. “A Louboutin transformou um objeto pedestre em algo cheio de beleza.”

Lewin e seu cliente estavam no tribunal na esperança de reverter uma decisão de primeira instância, que parecia sugerir que a Louboutin não deveria ter o direito de possuir uma marca registrada para os sapatos de sola vermelha. Nos últimos anos, estes vêm aparecendo nos pés de toda uma lista de celebridades, de Scarlett Johansson e Halle Berry até Beyoncé e Christina Aguilera.

Em agosto passado, Victor Marrero, juiz federal de Manhattan, negou o pedido da Louboutin para impedir outra lendária casa de moda francesa, a Yves Saint Laurent, de vender uma linha de sapatos inteiramente vermelhos, na parte superior e na sola.

“A exigência da Louboutin lançaria uma nuvem vermelha sobre toda a indústria das moda, restringindo o que outros designers podem fazer, enquanto permitiria à Louboutin pintar com uma paleta completa”, escreveu o juiz Marrero, em sua sentença. “Dessa forma, a Louboutin poderia vender um traje totalmente vermelho, enquanto outros designers não poderiam fazer o mesmo.”

David Bernstein, advogado da Yves Saint Laurent, argumentou na terça-feira que os juízes devem sustentar a decisão do juiz Marrero.

“Os artistas desse tipo precisam da paleta completa das cores disponíveis. Para poder competir, e competir de forma justa, precisamos do vermelho”, disse Bernstein. “Não queremos ser informados de que podemos fabricar sapatos verdes, azuis, roxos… mas estamos proibidos de fabricar sapatos vermelhos”.

Em 2008, a Louboutin conseguiu uma marca registrada para usar o vermelho nas solas dos sapatos. Mas em sua sentença, ao negar a liminar de Louboutin, o juiz Marrero sugeriu, com veemência, que conceder esse registro foi um equívoco.

O juiz reconheceu que é possível conceder marcas registradas para cores de produtos, sobretudo quando uma única cor é usada apenas para identificar ou anunciar uma marca.

Mas o juiz Marrero questionou se uma cor poderia ser uma marca registrada para uso na moda, onde “a cor (…) realiza uma função criativa; ela tem a meta de agradar ou ser útil, e não identificar e anunciar uma dada origem comercial”.

Durante a audiência, os juízes do tribunal de recursos lidaram com duas questões principais: saber se o juiz Marrero interpretou corretamente as leis sobre marcas registradas, e se o processo deveria voltar para ele para mais esclarecimentos, como saber se haveria um “risco de confusão” entre as duas marcas de sapatos.

Susan Scafidi, professora de Direito da Fordham University e especialista em direito e moda, que vem acompanhando o caso, disse que espera que o tribunal de recursos corrija a sentença do juiz Marrero, o qual, na sua opinião, “colocou tinta bem fora dos limites” em sua decisão.

“Há questões mais amplas levantadas por este caso, entre elas se o design de moda realmente não tem nenhuma proteção”, disse ela. “A indústria da moda vem tentando fazer isso há 100 anos, mas as leis da propriedade intelectual continuam parando bem na porta da moda.”

Noiva de Cristiano Ronaldo posa nua para livro chamado “Culo” de traseiros femininos

.

A supermodelo russa Irina Shayk, noiva de Cristiano Ronaldo, posou nua para um livro de fotografias dedicado às curvas femininas

Culo” é um livro que reúne imagens captadas pelo fotógrafo Raphael Mazzucco de belas mulheres despidas.

Irina Shayk, 25 anos, posou nua para o livro “Culo” (Rabo) tradução livre, que de acordo com Mazzucco é uma homenagem às curvas femininas.

Mazzucco refere no livro que as fotos são trabalhadas de forma artística.

A obra foi encomendada pelo rapper Diddy e pelo presidente da editora Interscope e produtor, Jimmy Iovine.

O livro estará à venda apenas durante o próximo mês de novembro.

Na Internet estão disponíveis alguns vídeos sobre o livro do fotógrafo Raphael Mazzucco onde é visível uma foto de Irina deitada numa cama com uma mancha azul sobre o corpo.

Gisele Bündchen: Conar autoriza propaganda

O Conselho de Ética do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) recomendou nesta quinta-feira (13), em primeira instância, o arquivamento do pedido de suspensão da campanha da fabricante de roupas íntimas Hope, estrelada pela modelo Gisele Bündchen. Com isso, a propaganda pode continuar sendo veiculada normalmente.

A decisão do conselho do Conar foi por unanimidade. Participaram da reunião cerca de 20 conselheiros. Segundo a assessoria do Conar, caso não ocorra nenhum recurso, no prazo de 5 dias, o processo será arquivado em definitivo.

Os membros do conselho acompanharam o voto do relator, que considerou que “os estereótipos presentes na campanha são comuns à sociedade e facilmente identificados por ela, não desmerecendo a condição feminina”, informou o Conar, em nota.

A representação foi aberta a partir de denúncias encaminhadas ao Conar por cerca de 40 consumidores e também pela Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres da Presidência da República (SPM).

Entenda a polêmica
Os vídeos da campanha, chamada “Hope Ensina”, mostram a modelo contando ao marido que bateu seu carro e estourou o limite do cartão de crédito. Primeiro, Gisele revela os problemas vestida com roupas e, na sequência, apenas de lingerie. A propaganda diz que a primeira maneira é errada, e a segunda, a correta. E incentiva as brasileiras a usar seu “charme”.

A Secretaria de Políticas para as Mulheres afirmou que sua ouvidoria recebeu seis reclamações de pessoas “indignadas” com a propaganda desde o dia 20, quando ela foi ao ar. Além do ofício ao Conar, a SPM também enviou documento ao diretor da Hope Lingerie, Sylvio Korytowski, “manifestando repúdio à campanha.”

“‘Hope Ensina’ é a campanha da empresa que ‘ensina’ como a sensualidade pode deixar qualquer homem ‘derretido’. Nela, a modelo Gisele Bundchen estimula as mulheres brasileiras a fazerem uso de seu ‘charme’ (exposição do corpo e insinuações) para amenizar possíveis reações de seus companheiros frente a incidentes do cotidiano”, diz nota divulgada pela SPM.

 

Dona da marca Ellus compra a Bobstore

A companhia soma mais uma marca em seu portfólio, que já conta com Ellus, Richards e Alexandre Herchcovitch.

A Inbrands firmou contrato para aquisição de 100% do negócio atualmente explorado pela Bobstore Confecções, detentora da marca Bobstore.

Os detalhes financeiros da transação não foram divulgados. A empresa destaca, no entanto, que a efetiva aquisição está condicionada ao cumprimento, pela vendedora do negócio, de determinadas condições suspensivas estabelecidas no contrato.

O fundador da marca, Raphael Sahyoun, continuará diretamente envolvido na operação e será o responsável pelas áreas de estilo, marketing e criação por, no mínimo, 5 anos.

A Bobstore foi fundada em 1996 e atualmente conta com 57 lojas, sendo 10 próprias e 47 franqueadas, nas principais cidades brasileiras, e ainda, com uma rede de clientes multimarca no atacado.

Em comunicado, a Inbrands afirma que a aquisição da Bobstore é importante passo na sua estratégia de consolidação de mercado, por ser uma marca ícone de moda feminina, segmento este que completa seu atual portfólio de marcas de vestuário, composto atualmente por Ellus, Ellus Accessories, VR, VR Kids, Richards, Selaria, Salinas, Bintang, Alexandre Herchcovitch, 2nd Floor e Mandi.

 

BrasilEconômico/

Lacoste não quer ver terrorista com a sua roupa

A marca de roupa francesa Lacoste, conhecida pelo crocodilo que lhe serve de símbolo, pediu às autoridades prisionais norueguesas que impeçam o terrorista Anders Breivik, que matou 77 pessoas no dia 22 de Julho, de continuar a utilizar os seus produtos.

O terrorista de extrema-direita de 32 anos foi fotografado com um polo da Lacoste e chegou a incluir a marca francesa no seu manifesto, escrevendo que os produtos da marca francesa são ideais “para pessoas de fino gosto”, entre as quais obviamente se inclui.

Segundo o diário norueguês ‘Dagbladet’, citado pelo britânico ‘Daily Telegraph’, a Lacoste argumenta que está sofrendo danos devido à associação a Breivik. “A empresa sente que ter um homem como ele a vestir sua roupa pode danificar a reputação”, disse um porta-voz da polícia de Oslo.

Anders Breivik matou 69 jovens a tiro num acampamento da Juventude Trabalhista que decorria na ilha de Utoya, junto a Oslo, pouco depois de provocar a morte a outras oito num atentado a bomba na capital norueguesa.

Diário da Manhã/Portugal

%d blogueiros gostam disto: