Arquivo do dia: junho 28, 2010

Sony: 1,5 milhão em sua primeira loja em Porto Alegre

A Sony vai inaugurar, no próximo dia 30, sua primeira loja no Sul do país. O investimento no projeto é de 1,5 milhão de reais – o maior já feito pela empresa na região. A próxima loja Sony Style faz parte da estratégia de aproximação da marca do público gaúcho, considerado de grande importância para o incremento dos negócios da empresa, segundo a Sony. Esta será a única loja da marca a ser aberta neste ano no Brasil.

A loja será inaugurada em um shopping de Porto Alegre, terá 370 metros quadrados e 23 atendentes. Com a nova unidade, a empresa espera receber 20.000 visitantes por mês e ser vista por 200.000 pessoas por meio de suas vitrines e exibição da marca no ambiente. O shopping escolhido tem visitação de um milhão de pessoas mensalmente e atinge, principalmente, as classes A e B, segundo a Sony.

Nesse modelo de loja, o consumidor pode ter contato e experimentar os lançamentos da empresa. Esta será a primeira loja Sony no Brasil a contar com um espaço reservado para os produtos Playstation. Os consumidores poderão testar os lançamentos em jogos e consoles.

Em maio de 2008, a empresa apresentou sua primeira loja própria Sony Style do Brasil, em São Paulo. Até o momento, são cinco lojas, sendo duas em São Paulo e as outras três em Brasília, Rio de Janeiro e Salvador.

Ashton Kutcher veste a camiseta e torce pelo Brasil

O ator norte-americano Ashton Kutcher (foto) voltou a mostrar, nesta segunda-feira, que está na torcida pela Seleção Brasileira. Pelo Twitter, ele voltou a postar uma foto sua com a camisa verde-amarela, dizendo “Quem está pronto para o futebol?” Durante a partida, o ator mostrou sua vibração com a vitória do Brasil sobre o Chile, postando no microblog: “GOOOOOOOOOOOL!!!!”. Ele chegou a trocar mensagens com o apresentador Marco Luque, do CQC.

Kutcher não é a única celebridade internacional que mostra simpatia pela seleção canarinho. No México, onde divulga o filme “Gente Grande”, a atriz Salma Hayek declarou que está torcendo pelo Brasil na Copa do Mundo, já que o México foi eliminado nesse domingo pelos argentinos.

Outra que também afirmou estar torcendo pelos brasileiros é Nicole Kidman, que ganhou recentemente de presente a camisa da Seleção. Segundo a atriz, depois da Austrália, seu país natal, o Brasil é seu país favorito para ganhar a competição.

Gerard Buttler, que este ano esteve no Brasil para curtir o carnaval do Rio de Janeiro, também afirmou na época que aposta que a taça será nossa. “Cresci na Escócia admirando a seleção brasileira. Os brasileiros têm muito talento e a animação da torcida é incomparável”.

Empresário condenado a 2 anos por divulgar fotos íntimas de jornalista

O empresário Eduardo Gonçalves da Silva foi condenado a cumprir pena de um ano e 11 meses de prisão, em regime semiaberto, por divulgar fotos íntimas da ex-namorada, a jornalista Rose Leonel, apresentadora das emissoras RTV Canal 10 e TV Cidade de Maringá, no Paraná.

Divulgação
Rose Leonel

Gonçalves vinha enviando, desde 2006, e-mails com fotos de Leonel e seus telefones pessoais, como se fossem anúncios de uma garota de programa. Ao blog Mulher 7X7, da revista Época, a jornalista contou que mudou várias vezes o número do celular e chegou a ficar sem linha telefônica em casa, mas as ligações não cessavam.

Leonel diz que a divulgação das imagens foi por vingança do empresário, após o fim de três anos e meio de namoro. Ela ainda afirmou que perdeu o emprego de colunista no jornal O Diário, de Maringá, e seus dois filhos foram obrigados a mudar de colégio.

Segundo o Mulher 7X7, Leonel contratou um perito em internet para conseguir provar que as mensagens saíam do computador de um shopping de Maringá, onde o empresário trabalhava.

Casas Bahia: justiça manda readmitir funcionários

A 4ª Vara do Trabalho de Jundiaí determinou em decisão liminar a readmissão de cinco ex-funcionários demitidos da Casas Bahia quando desfrutavam de estabilidade no emprego, apurou o Brasil Econômico.

A Justiça ainda analisa um pedido de multa de mais de R$ 20 milhões à empresa, requerido pelo Ministério Público do Trabalho em ação civil pública.

A Casas Bahia diz que ainda não recebeu ordem de reintegração dos ex-funcionários demitidos sem justa causa, mas que, caso a receba, utilizará o “remédio jurídico cabível”.

Na ação, o procurador do trabalho Nei Messias Vieira acusa a empresa de demitir de forma ilícita e discriminatória os funcionários que tinham estabilidade garantida pela Constituição, já que foram eleitos para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa).

Os cinco funcionários que devem ser reintegrados foram demitidos na mesma data (4 de novembro de 2008).

Pouco antes das demissões, eles tinham participado da comissão de negociação da greve que paralisou pela primeira vez na companhia as atividades do centro de distribuição em Jundiaí, em agosto de 2008. A unidade fica na Rodovia Anhanguera.

Esses funcionários foram empossados na Cipa em 11 de outubro de 2008 e teriam estabilidade garantida por até dois anos.

Um gerente da empresa disse em depoimento à Procuradoria Regional do Trabalho da 15ª região que os líderes grevistas foram demitidos porque a paralisação motivou “instabilidade”.

Com base em depoimentos de ex-funcionários e ocupantes de cargos de confiança da empresa, o Ministério Público argumentou na ação que eles só foram demitidos por causa da participação durante a greve.

Vieira destacou que funcionários eleitos para a Cipa não podem ser demitidos sem justa causa, salvo se a motivação for econômica ou financeira.

Os contratos de rescisão, que citam demissão sem justa causa, foram anexados como provas no processo.

“As dispensas dos empregados que participaram da greve mais ativamente, compuseram comissão de negociação ou foram eleitos para a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes se mostram flagrantemente ilegais e abusivas”, argumentou o procurador na ação.

Na liminar, a juíza do trabalho Kathleen Stamato, escreveu que “os atos praticados pela ré, ao menos nesse primeiro momento em relação aos cipeiros dispensados, configura conduta anti-sindical e merece ser coibida”.

A remuneração dos readmitidos pelo período de afastamento ainda vai ser avaliada, assim como as indenizações individuais.

A Justiça deu cinco dias de prazo para a reintegração contados a partir do recebimento da intimação e o atraso no cumprimento da liminar acarreta o pagamento de multas diárias de R$ 5 mil por empregado.

Exigências feitas pelo Ministério Público para que a empresa dê maior publicidade, número de urnas e prazo de realização às próximas eleições de funcionários da Cipa também foram determinadas na ordem judicial.

Goleiro Bruno é afastado do Flamengo

Cinco carros da Divisão de Homicídios de Contagem entraram, agora no final da tarde, no condomínio residencial Turmalina para tentar encontrar o corpo de Eliza Samudio, de 25 anos, ex-namorada e mãe de um filho do goleiro Bruno, do Flamengo. Com um mandado de prisão nas mãos, os agentes estão conferindo uma denúncia de que a vítima, que teria sido espancada e morta há três semanas, estaria próxima à propriedade do jogador.

Por estar sendo considerado pela polícia mineira suspeito de envolvimento no desaparecimento da namorada, o goleiro Bruno, do Flamengo, foi afastado hoje do time, pela direção do clube. A decisão foi acertada. Com a  gravidade das denúncias, o jogador – apesar de seu estilo debochado – certamente não terá equilíbrio psíquico para trabalhar. Seja culpado ou inocente. Desde que a notícia veio à tona no sábado preferi não comentar porque inicialmente julguei que a polícia tivessse somente suspeitas. É muito comum no Brasil a polícia divulgar suspeitas infundadas sobre pessoas, sobretudo se elas vêm de camadas inferiores da sociedade.

O caso tem vários elementos que atraem a curiosidade popular: traição (o jogador teria pulado a cerca e engravidado a moça), disputa por paternidade, violência  contra mulher, desaparecimento e até mesmo uma criança – o filho da jovem desaparecida, que foi localizado e agora está com o avô, pai dela. A polícia já indiciou a mulher de Bruno, acusada de subtração de menor. Após o desaparecimento da mãe, a criança teria sido encontrada no sítiio de Bruno, para onde teria sido levada por um amigo do jogador.

Em entrevista à rádio Globo hoje, Bruno disse que é inocente e ainda vai rir disso tudo. Mesmo que seja inocente, não há motivo para se rir de nada nesse caso. A ex-namorada dele, está desaparecida desde o dia 20 de junho. Mas para complicar a situação de Bruno, ela deu queixa dele por agressão e conta tudo o que aconteceu com detalhes neste vídeo publicado pelo blog Casos de Polícia, do jornal  “Extra”, parceiro deste blog. Após essa denúncia, Bruno deveria ter dado toda cobertura à moça, para que nada de mal acontecesse a ela.

Ainda não se sabe que fim levou essa queixa na Delegacia especial de atendimento a mulher, mas não há notícia sequer de que Bruno tenha sido intimado a depor sobre a denúncia de agressão contra a jovem. A  polícia mineira, que investiga o desaparecimento da jovem, vai pedir à Justiça autorização para vistoriar o sítio do jogador, em Contagem, onde teria sido ocultado o corpo da moça. A polícia suspeita que Bruno esteja envolvido na morte dela.

Muito cuidado nessa hora para não alimentarmos o linchamento moral do jogador, mas o papel dele nesse momento deve ser o de realmente colaborar com a polícia e a Justiça. Não há outra alternativa. Eu, no lugar dele, já teria aberto as portas do sítio à polícia, mesmo sem autorização judicial. Nesse caso, vale o velho ditado: quem  não deve, não teme.

Blog do Jorge Antonio Barros

Viciados tecnológicos procuram clínicas

O uso exagerado de aparelhos eletrônicos e da internet não é mais preocupação exclusiva de países como Estados Unidos ou Japão.

O Brasil, ao mesmo tempo em que busca caminhos para reduzir a exclusão digital, começa a lidar com um novo problema: o vício tecnológico. Em São Paulo, o Hospital das Clínicas criou o Centro de Estudos de Dependência da Internet. O local atendeu mais de 200 pessoas até agora e a procura não para de crescer.

Cidades como Rio de Janeiro e Porto Alegre também começam a se mexer. A compulsão faz vítimas como o empresário Jarbas Eduardo Leite, que perdeu três empregos porque não conseguia se desconectar da internet.

A indústria cumpre o seu papel. O lançamento de celulares, TVs e laptops nunca esteve tão acelerado, um cenário que, garantem os fabricantes, reflete o momento econômico e a vocação tecnológica do brasileiro, há muito tempo um recordista mundial de tempo de navegação na web.

Publicitários lembram que a lógica da indústria sempre foi a da obsolescência e que a propaganda, por si só, não cria necessidade de consumo, apenas estimula desejos.

Livros de ensino religioso de redes públicas estimulam preconceito

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Brasília (UnB) constatou que aulas de ensino religioso nas redes públicas do país utilizam livros com conteúdo preconceituoso e intolerante, que incita a homofobia.

Foram analisadas as 25 obras temáticas mais utilizadas nas escolas. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, o ensino religioso deve preservar e garantir “o respeito à diversidade cultural religiosa, vedadas quaisquer formas de proselitismo”.

No entanto, a pesquisa apontou que as publicações estimulam homofobia; impõem o cristianismo (em especial o catolicismo); não destacam religiões afrobrasileiras e indígenas; ignoram pessoas sem religião e estigmatizam a pessoa com deficiência.

Denominado “Laicidade e o Ensino Religioso no Brasil“, o estudo mostra ainda que alguns livros relacionam o nazismo com falta de religião, criticam a homossexualidade e afirmam que a ciência só é legítima quando “ligada à ética e a Deus”.

A coordenadora da pesquisa, Debora Diniz, ressalta uma falta de controle por parte do MEC, que deveria fiscalizar as publicações para que essas não chegassem às mãos dos alunos.

“O MEC avalia livros de todas as disciplinas, por que não avaliar esses?

%d blogueiros gostam disto: