Arquivo do dia: setembro 18, 2008

Amy Winehouse põe foto do marido nu na web

Amy Winehouse, em mais um passo rumo à recuperação total de sua dignidade, resolveu inovar. A cantora publicou a foto de seu marido, Blake Fielder-Civil, peladão em seu perfil no Facebook.

Blake, no entanto, não vai poder acompanhar a repercussão da “homenagem” prestada por Amy. O marido da cantora, preso desde novembro de 2007, seria solto na semana passada se tivesse aceito viver com sua mãe. Entre o conforto do lar em Nottinghamshire e a prisão, Blake escolheu a última.

“Ele não quer ir para um lugar em que ele não pode se reunir com Amy e seus amigos. Ele prefere ficar preso”, disse uma fonte ao jornal The Sun.

Ele mal sabe o que o aguarda aqui fora.

Celular do Google terá mesmo preço do iPhone: US$ 199

O primeiro celular a funcionar com o software Android, do Google, custará US$ 199 nos Estados Unidos, o mesmo preço do iPhone, da Apple, com quem o aparelho vai concorrer, afirma hoje o jornal americano “The Wall Street Journal”.

Segundo a publicação, aquele que já está sendo chamado de “Googlephone” vai virar um concorrente direto do iPhone, com o qual compartilha algumas características, como a tela sensível ao toque.

A T-Mobile, a operadora que distribuirá o novo aparelho nos EUA, anunciou ontem que apresentará todos os detalhes do telefone em uma entrevista coletiva na próxima terça-feira, em Nova York, embora o começo das vendas esteja previsto só para o fim de outubro.

Na internet, já circulam fotos não oficiais do telefone, que pode se chamar Dream, segundo o site “Wired.com”.

Com uma grande tela móvel, sob a qual fica o teclado, o aparelho parece uma mistura entre o popular iPhone e o BlackBerry, da RIM. O telefone tem gerado grande expectativa por ser o primeiro a utilizar o Android, uma plataforma de software lançada pelo Google em novembro, desenhada para facilitar a navegação móvel pela internet.

EFE

Microsoft contratará programadores em SP

A Microsoft Brasil procura engenheiros de software para a sua área de desenvolvimento local de software Dynamics, em São Paulo.

Os novos contratados serão integrados à equipe que cria novas funções e recursos dos sistemas de gestão empresarial (Dynamics ERP) e de relacionamento com clientes (Dynamics CRM) da Microsoft.

Os profissionais que a Microsoft busca são os especializados em programação orientada a objetos, nas linguagens C#, C++, .Net e Java. Outros pré-requisitos são o conhecimento em criação de códigos, experiência em desenvolvimento de aplicativos de negócios.

Os candidatos devem ter curso superior em Ciência da Computação, Tecnologia da Informação ou Engenharia, além de inglês fluente. As inscrições podem ser feitas no site http://ms.peoplehr.com.br.

Max Alberto Gonzales, da INFO

Celular: Claro passa TIM em assinantes

A Claro fechou agosto com 5 mil clientes a mais que a TIM. Vivo lidera com pequena folga.

A Claro alcançou a TIM e passou, em agosto, a ocupar também a segunda posição em número de linhas celulares no mês de agosto.

Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e mostram que, no mês passado, a Vivo perdeu parte da participação, mas ainda é a líder do mercado, com 30,12 por cento (índice que era de 30,25 por cento em julho).

A Claro, entretanto, ampliou sua participação para 25,09 por cento, enquanto em julho detinha 24,92 por cento. Ao mesmo tempo, a TIM reduziu sua porcentagem que era de 25,26 por cento no sétimo mês do ano e aparece empatada com a Claro em agosto.

De acordo com os dados da Anatel, a Oi também ampliou sua presença para 15,62 por cento do total de celulares, enquanto no mês de julho esse número era de 15,48 por cento.

Já a Brasil Telecom, cujo controle a Oi pretende comprar, detinha em agosto 3,72 por cento do total de linhas celulares, ligeiramente inferior aos 3,74 por cento do mês anterior.

O Brasil chegou a 138,420 milhões de usuários de celular em agosto.

INFO

Tyson Foods compra avícolas no Sul

O grupo americano Tyson Foods, maior processador de carnes do mundo, anunciou hoje sua a entrada no mercado brasileiro de carne de frango com a aquisição de três empresas na Região Sul do País. O grupo adquiriu a Macedo Agroindustrial, no município São José, em Santa Catarina; a Avícola Itaiópolis (Avita), em Itaiópolis, também em Santa Catarina; e a Frangobras, de Campo Mourão, no Paraná.

De acordo com o presidente da Área Internacional da Tyson Foods, Rick Greubel, as negociações prevêem a aquisição total da Macedo e da Avita e uma participação de 70% na Frangobras. Segundo o executivo, o investimento no Brasil se justifica pelo fato de o País ser o terceiro maior produtor de aves do mundo, atrás de Estados Unidos e China.

A Tyson pretende manter as marcas nacionais e o quadro de diretores, bem como todos os empregos nas empresas. De acordo com Greubel, o presidente da Macedo agroindustrial Joster Macedo ficará à frente das operações a Tyson no Brasil.

A Macedo passará a operar em dois turnos e vai bater 176 mil aves/dia, já a Avita e a Frangobras receberão investimentos para ampliar a produção e chegar a um abate de 320 mil aves/dia em cada uma das empresas. A meta da Tyson no Brasil, é estar em curto prazo entre as cinco principais empresas avícolas do País.

O Brasil é considerado um mercado prioritário para a companhia, já que a população consome, em média, 37 kg de frango por habitante/ano. “Com a estabilidade econômica e o crescimento da classe média, acreditamos no aumento do consumo per capita”.

Exame

Maitê Proença sofre acidente a cavalo em Minas

A atriz Maitê Proença levou um susto no sábado, 13, em Ibitipoca, Minas Gerais. Maitê caiu do cavalo e machucou o pescoço e a coluna.

Maitê, que faz a Walquíria, da novela  “Tres Irmãs”, está com o pescoço imobilizado e tomando morfina para a dor. “Achei que tinha ficado paraplégica”, disse Maitê ao jornal “O Estado de São Paulo”. Por recomendação médica, ela vai ficar dez dias em casa, de repouso. As dores podem durar até quatro semanas.

AE

Votorantim constrói fábrica no Alto Vale do Itajaí

A empresa Votorantim Cimentos lança, nesta quinta-feira, a pedra fundamental da unidade no município de Vidal Ramos. A fábrica, que começa a ser construída de imediato, entrará em operação somente em 2010 e terá capacidade de produção anual de 1,5 milhão de toneladas de cimento. A expectativa é que a unidade gere 1,2 mil postos de trabalho durante as obras e 600 empregos diretos e indiretos na operação. A Votorantim possui 34 unidades de produção no Brasil, sete nos Estados Unidos e uma na Bolívia.

A solenidade contou com a presença do governador Luiz Henrique da Silveira e do presidente da Votorantim Cimentos, Walter Schalka. O evento foi na Rodovia 427, km 34, Bairro Salseiros. Depois foi inaugurado o Centro Educacional Antônio Goedert. A construção da escola faz parte das medidas compensatórias pela instalação da fábrica no município.

Jornal Santa Catarina

Porsche assume o controle da Volkswagen

O controle da Volkswagen está nas mãos da Porsche desde ontem. A transferência ocorreu por meio da aquisição de um pacote de ações com direito a voto que ampliou para 35,14% a participação da Porsche na empresa. A execução do pacote adquirido ontem valerá em novembro, quando a Porsche lançará, segundo estipulado no contrato de aquisição da Volks, oferta de compra da filial Audi.

A Porsche aumentou de 30% para 35% a participação na Volkswagen e assumiu o controle da fabricante de carros alemã, a maior da Europa. A Porsche Automobil Holding SE anunciou, nesta terça-feira (16), a compra de um novo pacote de ações da VW com direito a voto de 4,89%, ampliando com isso para 35,14% sua participação na empresa, o que para a legislação alemã é o suficiente para configurar o controle.

AP

Collor volta a ser julgado no Supremo

Quase 14 anos depois de ser absolvido, Fernando Collor volta a ser julgado no Supremo por sua conduta como presidente.

O
procurador Antônio Fernando de Souza pede sua condenação pelos crimes
de corrupção passiva, peculato e falsidade ideológica, em ação
originada em denúncia feita em 2000 e enviada ao STF depois que Collor
se elegeu senador, em 2006.

Collor é acusado de ter se beneficiado de propinas de empresas de publicidade em troca de fraudes em licitações.

“Vale destacar que o caso é absolutamente diverso de outros já arquivados perante esta Corte, sob o argumento de que não havia indícios de participação de Collor”, escreveu o procurador nas alegações finais. Dos que absolveram Collor, só Celso de Mello continua no STF.

Ancelmo Goes

Prestadores de serviço e liberais pagarão Cofins

Não cabe mais recurso para decisão do STF. Empresas de profissionais liberais terão que pagar retroativo a 12 anos

As empresas de profissionais liberais, como advogados, médicos, dentistas, arquitetos e contadores, terão de pagar a Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) equivalente a 3% sobre o faturamento. O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu ontem, em caráter definitivo, que é constitucional uma lei de 1996 que acabava com a isenção das sociedades civis de prestação de serviços. O Supremo também entendeu que a medida é retroativa, ou seja, essas empresas devem pagar os impostos devidos nos últimos 12 anos.

A decisão do STF deverá atingir em cheio quem simplesmente deixou de pagar a Cofins nos últimos anos, aguardando a decisão da Justiça. Pela legislação tributária, porém, poderá ser cobrado apenas o que é devido nos últimos cinco anos anteriores à notificação da Receita Federal. Ou seja, se o contribuinte for notificado apenas este ano, terá de pagar o que deve desde 2004. Mas se tiver sido notificado anos atrás, valerá os cinco anos anteriores e também os posteriores.

O procurador-geral adjunto da Fazenda, Fabrício da Soller, acredita que o número de empresas nesta situação não deve ser grande, pois nos últimos anos o STF já havia dados sinais de que iria manter a lei de 1996:

– Muitas empresas entraram com ações na Justiça e fizeram um depósito em juízo. Para estes, nada muda. Outras tinham liminares para não pagar e agora devem fazê-lo em 30 dias. E outras foram diligentes e provisionaram o dinheiro desse imposto. Quem simplesmente deixou de pagar, embarcou numa aventura.

O governo não sabe quanto será o aumento da receita de impostos com a efetivação dessa cobrança. Cálculos não oficiais estimam que pode chegar a R$4 bilhões por ano.

A Ordem dos Advogados do Brasil admite que não há mais recursos judiciais e que o pagamento deve ser feito. O vice-presidente nacional da entidade, Vladimir Rossi Lourenço, acredita que a melhor saída será o Congresso Nacional aprovar um projeto de lei cancelando o débito retroativo. O argumento é que uma súmula do Superior Tribunal de Justiça (STJ), de 2003, entende que uma lei ordinária não poderia suplantar uma lei complementar. Na hierarquia legal, portanto, as leis complementares teriam mais força, ficando abaixo apenas da Constituição.

Ontem, por oito votos a dois, a maioria do STF entendeu o contrário e decidiu que a lei ordinária não está subordinada à complementar, porque não há hierarquia de leis no ordenamento jurídico brasileiro. Como a Cofins é uma contribuição prevista na Constituição, pode ser regulamentada por lei ordinária.
Os ministros do STF não chegaram a um acordo em torno da retroatividade da decisão e empataram neste julgamento. Dessa forma, a decisão vale desde a sanção da lei de 1996.

Gustavo Paul/O Globo

%d blogueiros gostam disto: