Arquivo do dia: janeiro 11, 2010

TJ nega indenização de servidora contra RBS

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) negou pedido de indenização pleiteado por uma servidora pública da Receita Federal contra a RBS TV.

A funcionário do Estado entrou com ação devido ao uso de câmera escondida em reportagem do canal que mostrava a qualidade de atendimento do órgão público.

De acordo com o site Conjur, a reportagem -exibida no “Jornal do Almoço” -mostrou o atendimento de um senhor que foi à Receita resolver questões trabalhistas. Na matéria, de autoria da repórter Letícia Palma, a servidora pública aparecia dando respostas ríspidas ao contribuinte, como “pesquisa é pesquisa, procure no dicionário”.

“Em se tratando de servidora pública no desempenho de suas atribuições, não havia necessidade de avisar que a matéria estava sendo gravada, nem de solicitar autorização para veicular a sua imagem”, entendeu o desembargador Antônio Corrêa Palmeiro da Fontoura.  Segundo ele, a reportagem não foi além da narrativa do fato, com base no depoimento de testemunha.

“A reportagem revela-se inspirada pelo interesse público e decorre da prática legítima da liberdade pública. Como bem salientou a repórter Letícia Palma, a profissão de um jornalista é sempre mostrar a verdade e buscar colocar fatos para o telespectador, sempre procurando mostrar a realidade, e esse foi o objetivo principal dessa série”, citou o desembargador, que ainda defendeu o uso da câmera escondida na matéria jornalística.

Portal Imprensa

Vi gostei e colei: Mário Quintana

Mário Quintana: “Bom mesmo é sentar aqui na Travessa dos Venezianos”

.

A queda da ponte sobre o rio Jacuí em Agudo no RS é o assunto da imprensa gaúcha nos últimos dias.

Já temos os perfis dos mortos, as entrevistas com os sobreviventes, os laudos sobre o estado da ponte, o orçamento da reconstrução, a lista das próximas candidatas ao desabamento, etc, etc, etc.

Mas quem quiser saber a razão pela qual as pessoas se agruparam em cima de uma ponte para assistir à enchente não deve recorrer aos jornais, mas aos livros de poesia.

Afinal, o Mário Quintana já disse uma vez, numa daquelas anotações rápidas mas nunca rasteiras: “O homem é o único animal que corre para ver incêndio”.

O elemento desatador do desastre é oposto, mas a ânsia principal é a mesma.

Blog Quentinhas/Maurício Renner

David Letterman balançando na CBS

David Letterman teve uma surpresa quando foi renovar o contrato do programa “Late Night with David Latterman”, que tem há anos na rede norte-americana CBS.

E a surpresa não foi boa: a direção resolveu diminuir, e bastante, a exclusividade do apresentador com o canal. O que era para ser um acordo de dois anos virou uma uma parceria de apenas 10 meses.

Ao que tudo indica isso seria ainda um reflexo negativo do escândalo sexual do qual David foi envolvido e que veio a público no ano passado

Rock in Rio pode ser na Barra da Tijuca em 2011

O prefeito Eduardo Paes está em negociação para que seja realizada uma nova edição do Rock in Rio, no segundo semestre do próximo ano, em um terreno que seria desapropriado para os Jogos Olímpicos de 2016, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

No Brasil, o Rock in Rio já teve três edições. A primeira aconteceu entre 11 e 20 de janeiro de 1985, na “Cidade do Rock”, local especialmente construído para receber o evento, em Jacarepaguá, Zona Oeste da capital fluminense, e teve grandes atrações internacionais  como Queen, Iron Maiden e outros.

Já a segunda edição do projeto foi no Maracanã, entre 18 e 27 de janeiro de 1991, quando Guns N’ Roses, INXS e outros astros atraíram milhares de fãs para o estádio. O último Rock in Rio no país aconteceu entre os dias 12 e 21 de janeiro de 2001, de volta à “Cidade do Rock”,  em Jacarepaguá. Outras edições do Rock in Rio aconteceram em Portugal e na Espanha.

Panasonic e LG fazem acordo para Skype grátis

A Panasonic e a LG Electronics, duas das maiores fabricantes de aparelhos de TV, anunciaram a integração do serviço Skype online gratuito em seus televisores de alta definição ligados à Internet. Estes aparelhos, equipados com webcam e microfone adequado para a sala de estar, permitirão ao telespectador realizar vídeo chats e chamadas telefônicas gratuitas sem sair do sofá.

Este foi um dos anúncios feitos pelas fabricantes de TV na exposição Consumer Electronics Show realizada em Las Vegas na semana passada. As fabricantes de TV procuram dar aos consumidores boas razões para substituírem seus aparelhos de alta definição. Também apresentaram televisores ainda mais finos, com conexão na Internet, e preparam uma nova tecnologia em três dimensões.

O mercado americano de TV sobreviveu à recessão em boas condições. Vendeu 33,86 milhões de unidades em 2009, um aumento de 17% em relação a 2008, enquanto as vendas no varejo em geral ficaram estagnadas, segundo pesquisas.

A concorrência entre as fabricantes reduziu preços e lucros. O preço de uma TV de 46 polegadas com tela de cristal líquido caiu pela primeira vez abaixo dos US$ 1.000. Embora ainda não sejam grande sucesso entre consumidores, os televisores conectados à Internet poderão contribuir para recuperar parte dos lucros que encolheram. Uma TV de plasma de alta definição de 50 polegadas, com conexão com banda larga da LG custa cerca de US$ 300 a mais pela Amazon.com do que uma TV do mesmo tamanho sem a conexão. Em alguns casos, as fabricantes também conseguem fatia da receita quando os clientes fazem compras pela Internet de seus televisores.

É aí que entra o Skype. Até agora, as TVs com conexão com a Web só davam acesso a um número limitado de serviços online, como os do Yahoo, ou como o serviço de streaming de filmes da Netfix. Com a adição de outros serviços e colocando no mercado uma TV mais parecida a um PC, as indústrias querem mudar a própria identidade da tela básica em casa. “A TV não é apenas um aparelho para entretenimento de mão única, mas um meio de comunicação de duas mãos e um portal para as vidas das outras pessoas”, disse Bob Perry, vice-presidente da Panasonic.

O serviço Skype em TV funcionará como um computador, mas com algumas limitações. Um programa de TV para de ser exibido quando há uma ligação pelo Skype. Os processadores de TV ainda não são suficientemente poderosos para permitir que a pessoa converse enquanto assiste a um programa.

A Panasonic do Japão e a LG da Coreia do Sul venderão webcams projetadas para seus aparelhos com Skype, com custo entre US$ 100 e US$ 200. Estas câmeras, ao contrário das típicas webcams, são fabricadas tendo em vista a forte concorrência tecnológica que visa a sala de estar de uma casa, onde pode haver várias distâncias entre a TV e os espectadores.

Os atuais acordos dão à Skype considerável vantagem no mercado. Cerca de 520 milhões de pessoas no mundo usam o serviço para fazer ligações gratuitas e conversar por meio do computador e por outros aparelhos que têm software da Skype. A empresa lucra cobrando tarifa competitiva de quem faz chamada telefônica normal e para outros serviços como correio eletrônico de voz.

A possibilidade de conversar por vídeo tornou-se característica cada vez mais importante do Skype. Segundo a companhia, este tipo de comunicação representa 34% dos chamados do serviço, e até 50% em dias como Natal e Ano Novo, quando as famílias procuram conectar-se cara a cara.

Para expandir esta atividade, o Skype anunciou que seu software para Windows PC e para televisores suportará vídeo chamadas em alta definição de formato 720p HD, se os usuários tiverem webcams que suportam esta tecnologia. O Skype não ganha com os vídeo chats, pelo menos por enquanto. Mas em breve a companhia poderá cobrar pelos serviços adicionais, como a capacidade de fazer videoconferência com três ou mais participantes.

%d blogueiros gostam disto: