Diesel S10: 5 vezes menos enxofre no ar


Um novo combustível foi aprovado pela diretoria da ANP. A especificação do diesel S10, com teor de enxofre cinco vezes menor que o S50, deve permitir à indústria automobilística realizar testes para desenvolver novos motores, a partir de 1º de janeiro.

O objetivo da medida é reduzir a emissão de poluentes em zonas metropolitanas.

Segundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), não há problemas para os motores trabalharem com o S-50. A partir de 2012, todos os carros brasileiros estarão equipados para receber o diesel S-10, já comum em países da Europa. Segundo especialistas em trânsito e meio ambiente, é preciso que toda a frota de carros em circulação nas cidades, e não apenas os ônibus, tenha reduzido o teor de enxofre, que causa uma série de problemas à saúde. O professor da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Antonio Leite Alves Radicchi, diz que a emissão dos gases, como o dióxido de enxofre, provoca irritação das vias aéreas, tendo como efeito as alergias. Além disso, pessoas com asma, rinite alérgica e bronquite podem ter o quadro potencializado.

Cronograma

No acordo firmado com o MPF, foi estabelecido um cronograma para oferta do combustível com menor teor de enxofre à frota de ônibus de algumas capitais brasileiras. Dessa forma, Fortaleza (CE), Recife (PE) e Belém (PA) serão atendidos a partir de maio de 2009; Curitiba (PR), em agosto de 2009; Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG) e Salvador (BA) e a Região Metropolitana de São Paulo, em janeiro de 2010. Outras três regiões metropolitanas de São Paulo – Baixada Santista, Campinas e São José dos Campos – e Rio de Janeiro serão beneficiadas em janeiro de 2011.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Augusto Romero  On janeiro 13, 2009 at am:10 am

    É vergonhoso um país como o nosso que se alarda em dizer que constantemente estamos descobrindo novas áreas de petróleo, que tem uma das maiores empresas petrolíferas do mundo, que é alto suficiente e até exportador de gasolina, continuar fornecendo ombustível com teores tão altos de enxofre para nosso consumo interno.
    Como podemos brigar com os países mais desenvolvidos sobre definições de poluição no mundo se nem nossa lição de casa fazemos e sujeitando os brasileiros a respirar o ar poluido com diesel acima de S50.
    Andamos nas capitais da Europa e não sentimos a poluição que temos não somente nas nossas grandes capitais, mas também em nossas cidade médias e grandes do interior.
    Passou da hora de todo o Brasil ter o diesem mais limpo que a tecnoliga possa fornecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: