Morre ex-reitor da UFRGS


Tuiskon Dick

Criador do Centro de Ecologia da UFRGS

Um dos protagonistas na implantação da pesquisa na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) morreu ontem, em Porto Alegre.  Ex-reitor da universidade, Tuiskon Dick tinha 81 anos e não resistiu a uma parada cardíaca na manhã de ontem em sua residência, no bairro Boa Vista.

Dick nasceu em 1927, em Lajeado. Já na Capital, concluiu os cursos de Química e, pouco depois, de Medicina. A partir daí, construiu uma carreira voltada para o ensino e para a pesquisa que o notabilizou na instituição. Foi um dos fundadores do Departamento de Bioquímica da UFRGS, trazendo o primeiro microscópio eletrônico da universidade. Também foi ele o criador do Centro de Ecologia da UFRGS.

Entre 1988 e 1990, foi vice-reitor na polêmica gestão Gerhard Jacob, escolhido reitor pelo Ministério da Educação mesmo sem ter sido o mais votado. Por ter ficado em terceiro lugar na lista de votação, Jacob sofreu grande pressão.Em 1990, ele renunciou à reitoria para assumir o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). De março de 1990 a agosto de 1992, Dick ocupou o cargo de reitor.

A partir de 1995, Dick passou a exercer funções no Ministério da Educação (MEC). Na Secretaria de Educação Superior (Sesu), dirigiu o Programa de Modernização nos Cursos de Graduação. Ainda no MEC, foi assessor especial da Cooperação Internacional da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.Foi condecorado Oficial da Ordem do Mérito da Marinha, Oficial da Ordem do Rio Branco, além da Grã-Cruz da Ordem Nacional do Mérito Científico.

Deixa a mulher, a professora Yeda Pinheiro Dick, os filhos Deborah, Luis Frederico e Ingrid, além de oito netos. O enterro foi hoje, no Cemitério Evangélico, às 10h, em Porto Alegre.

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Robert H. Wilson  On março 19, 2009 at pm:47 pm

    I learned today of the passing of Prof. Dick with profound sadness. I had the great pleasure of collaborating with Prof. Dick when he was he director of international programs at CAPES and I was the director of Brazilian Studies at the University of Texas at Austin. I don’t believe I ever won an argument with the professor–he was extraordinarily effective and persistent–but I came to admire his vision and defense of the Brazilian academic community. And I was touched when he made the point of contacting me and recognizing by induction into the Ordem Nacional do Cruzeiro do Sul. This was an important moment in my professional life and he acknowledged it, a gesture that continues to have great meaning to me. From an admirer in Texas.

    Robert H. Wilson
    LBJ School
    University of Texas at Austin

  • Morena Pinto Peters  On dezembro 14, 2008 at pm:39 pm

    Querida Yeda

    O congresso em Maringá fez com que nossos caminhos se cruzassem e cultivássemos uma amizade por longo tempo; ainda guardo tuas cartas e cartões e a lembrança que compraste em viagem pela Alemanha quando minha filha nasceu, há 26 anos. Convivemos na FAPERGS, por dois anos, nas reuniões do Comitê de Química e durante este período sempre admirei tua atuação como pessoa e profissional. Acompanhei também a admirável trajetória do Prof. Dick , com imensa contribuição para a UFRGS e para a pesquisa em nosso país. Sempre que ouvia alguém se referir ao Prof. Dick tal referência era sempre acompanhada de inúmeros elogios a seu respeito. Sua memória se eterniza pelos grandes feitos em sua passagem. Somente hoje tomei conhecimento do ocorrido. Lamentando profundamente, expressamos l nossos sentimentos a ti e a teus familiares.

    Um abraço
    Morena Pinto Peters

  • Leonor Almeida de Souza Soares  On dezembro 14, 2008 at am:54 am

    Com imensa tristeza, ao retornar de São Paulo,li a notícia do falecimento de meu inesquecível orientador de mestrado, que juntamente com Dra Yeda foram meus professores e paradigmas no caminho da ciência, desde 1968! Seus exemplos de vida sempre me falaram muito alto! Conseguiram aliar ao conhecimento, e à capacidade profissional o excepcional dom de cativar e manter amigos !Haja vista a atenção pessoal de ambos , em meio as atividades que desempenhavam, em subscritar seus convites, cartões e fotos que nos eram enviadas ! Juntos constituiram uma linda família, com a qual nos permitiram conviver nos momentos em que comemoraram datas importantes de suas vidas ! Numa destas ocasiões ao usar a palavra disse , de público, o que sempre falava para meus alunos de Bioquímica da UFPEL -: a Bioquímica no Rio Grande do Sul foi outra a partir de Dick!!!!Suas aulas eram fantásticas, pois conseguia aliar todo o seu conhecimento de química, ao conhecimento de fisiologia e medicina, fazendo com que este ramo da ciência fosse apaixonante,desafiador e preocupante para nós alunos!Pois para sabermos e dominarmos todas as informações recebidas em uma manhã de aulas, tinhamos de estudar e revisar durante uma semana conceitos de quimica geral, anatítica, orgânica, fisiologia,histologia e todas as ” outras logias” ao nosso alcance! Ou seja,tinhamos de “metabolizar” com muito afinco, dedicação e estudo para podermos realmente sabermos aproveitar ” todo o seu conhecimento, didática, vivência e antes de tudo “a sabedoria e maneira de ser” que no meu conceito e admiração, contrariando a natureza, não seriam finitas!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: