Arquivos de tags: SBT

SBT é condenado a indenizar mulher após negar venda de carro por 1 centavo

O SBT foi condenado pela justiça a pagar indenizar a uma mulher por não vender a ela um carro pelo valor de R$ 0,01 centavo. A autora alega ter participado de uma promoção onde o comprador que desse o menor lance teria direito a compra.

O Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que “não há como aceitar a informação de que haveria lance menor do que o oferecido pela autora, eis que qualquer valor inferior ao dado por ela é negativo, e, portanto estaria fora do regulamento”. Trata-se de uma modalidade de leilão que virou moda entre os anos 2008 e 2010, divulgado por várias emissoras.

Na maioria das vezes, os produtos leiloados era de alto valor – como casas e carros. Pelas regras, o vencedor era quem desse o menor lance único, ou seja, aquele que foi ofertado por apenas uma pessoa. No caso, a autora recebeu uma mensagem com os dizeres “SBT: Já recebemos um lance igual ao seu de 0,01. No momento o menor lance único está abaixo do seu. Tente novamente”. Porém, a telespectadora se sentiu enganada e recorreu à justiça, já que, pelas regras, não era permitido dar lances negativos. O SBT alega falha no sistema que gerou a mensagem.

Claudio Humberto

Chaves terá episódios inéditos no SBT

O SBT anunciou em seu principal telejornal que vai exibir episódios inéditos do seriado “Chaves” a partir de agosto, quando a emissora comemora 30 anos.

No último sábado (2) a história do “Chaves” foi contada no “Festival SBT 30 anos”.

O programa mostrou tudo sobre o garoto que mora em um barril, com direito a muitas curiosidades sobre os episódios, cenas de bastidores com o elenco e até mesmo erros de gravação da atração.

O “Festival SBT 30 Anos” também falou sobre os famosos “episódios perdidos”. Na ocasião, Patrícia Abravanel conversou com Murilo Fraga, diretor de programação do SBT, que mostrou imagens de episódios deteriorados pelas enchentes e explicou que não podem exibir cenas com tantas imperfeições.

Após a exibição do especial, Daniela Beyruti, diretora artística do canal, avisou no Twitter que o SBT iria pedir à detentora dos direitos os episódios perdidos de “Chaves”: “Aos fas eternos de Chaves: vamos pedir para Televisa os episodios perdidos de Chaves e se tudo der certo vamos EXIBIR em breve!!”.

Porém, não foi preciso contactar a Televisa. A apresentadora Patrícia Abravanel contou no “SBT Brasil” que a emissora encontrou episódios inéditos em seus arquivos. A partir de agosto, essas fitas serão restauradas e irão ao ar.

Fãs do “Chaves” já comemoram a notícia no Twitter e o assunto é um dos mais comentados na rede de microblogs.

História de sucesso

No último dia 20, o seriado “Chaves” completou 40 anos ininterruptos no ar.

No dia 20 de junho de 1971, ia ao ar pela primeira vez o o personagem de Roberto Gomez Bolaños em uma esquete do “Programa Chespirito”, produzido pela Televisión Independiente de México e transmitido no canal 8.

No ano seguinte, o canal transformou-se na Televisa e “Chaves” se tornou uma série semanal com duração de trinta minutos. A atração foi cancelada em 1980, mas ainda foram produzidos curtas para o “Programa Chespirito” até 1992.

“Chaves” é exibido até hoje em vários países. No Brasil, vai ao ar pelo SBT desde 1984 e é um dos trunfos da emissora.

No ano passado, a série também passou a ser exibida pelo Cartoon Network, canal de TV por assinatura.

Raul Gil quer sair do SBT

Raul Gil saiu da Record, foi para a Band e atualmente está no SBT. Embora o programa na emissora de Silvio Santos esteja indo bem no Ibope, no faturamento e nos elogios entre colegas, o apresentador não está satisfeito. Não quer renovar seu contrato por mais um ano e mais: pode assinar novamente com a Record.

De acordo com a coluna Zapping, publicada nesta segunda-feira, 20, pelo jornal “Agora São Paulo”, o apresentador desistiu de renovar o contrato com o SBT na última hora. Ele não gostou de saber que receberia apenas 40% dos lucros sobre o programa, diferentemente do primeiro contrato, em que dividia igualmente as despesas e lucros com Silvio Santos.

Sondado pela Rede Record, a emissora que marcou o auge de Raul dos últimos anos, com o conhecido quadro “Quem sabe Canta, Quem não Sabe Dança”, o apresentador pensa seriamente se deve ou não voltar para a antiga casa. O contrato com o SBT já vence neste mês.

Caso saia da emissora, alguns quadros como “A mais bela empregada doméstica”, que teve apenas dois episódios, devem terminar sem conclusão. É esperar para ver…

Coordenador de redação do Fantástico assume jornalismo do SBT

O SBT anuncia a contratação de Alberto Villas como novo diretor nacional de Jornalismo da emissora. O jornalista assume o cargo no dia 4 de abril e chega ao SBT com a missão de incrementar e dar dinamismo ao departamento de Jornalismo.

Alberto Villas nasceu em Belo Horizonte em 1950. Em 1970, venceu o concurso de Contos do Estado do Paraná, fato decisivo para que desistisse do vestibular de Medicina para fazer Jornalismo.

Mudou-se para Paris em 1973. Formado pelo Institut Français de Presse, defendeu a tese “A Censura de Imprensa no Brasil”. Em 1980, voltou ao Brasil e começou sua carreira no jornal O Estado de S. Paulo como redator de Internacional.
Villas fez o projeto do Caderno 2 do Estadão e, um ano depois de lançado, foi convidado para ser o editor-chefe do Jornal de Vanguarda na TV Bandeirantes.  Foi o seu ingresso na televisão.
Depois do Jornal de Vanguarda foi chamado para criar e editar o Jornal do SBT apresentado por Lillian Wite Fibe e, mais tarde por Eliakin Araújo e Leila Cordeiro. Passou também pela extinta Rede Manchete, onde editava o telejornal Noite/Dia, apresentado por Renato Machado e Paulo Markun.
Na Globo, Villas foi editor-chefe do Jornal da Globo, editor-chefe do Jornal Hoje e coordenou a redação do Fantástico por 10 anos.
Colaborador de vários jornais e revistas no Brasil, ele passou também uma temporada na Folha de S.Paulo e na revista Vogue. É autor de cinco livros: “O Mundo Acabou”, “Afinal, o que viemos fazer em Paris?”, “Admirável Mundo Velho!”, “Onde foi parar nosso tempo?” e “Carmo”.

Filha de Silvio Santos assume direção artística do SBT

Daniela Beyruti foi nomeada diretora artística e de programação do SBT pelo vice-presidente, José Roberto dos Santos Maciel, na última quinta-feira (16).

Ela é filha do proprietário do canal, Silvio Santos, e atuava há dois anos como diretora executiva.

Em nota, a assessoria da emissora informou que Daniela deve criar estratégias artísticas e de conteúdo, além de desenvolver a grade de programação, visando o crescimento da emissora. Daniela também focará no estreitamento da relação com os telespectadores, parceiros e anunciantes.

Após o caso do rombo financeiro do Banco Panamericano – que pertence ao Grupo Silvio Santos -, o dono do SBT resolveu fazer algumas mudanças na empresa. Santos decidiu demitir cerca de 40 parentes que trabalhavam para o Grupo, e processar os envolvidos na crise do banco.

Em novembro, Guilherme Stoliar, que é sobrinho de Santos e também foi diretor executivo do SBT, tornou-se presidente do Grupo. Ele assumiu a posição deixada por Luiz Sebastião Sandoval, que pediu demissão por não concordar com as decisões empresariais do “dono do Baú”.

Até mesmo o vice-presidente da emissora assumiu o cargo recentemente. Maciel atuava como diretor administrativo do SBT há 10 anos, e agora é responsável pela elaboração das novas estratégias do canal a curto e longo prazo.

Portal Imprensa

Hebe Camargo sai do SBT

Hoje, ao terminar a gravação do programa de Réveillon da Hebe Camargo no SBT, Hebe camargo se despediu do SBT.

O que acabou surpreendendo o público presente foram as despedidas da apresentadora, não só do ano de 2010, mas da própria emissora.

Lendo uma carta, ela agradeceu os quase 25 anos de casa –estreou em 4 de março de 1986–, a colaboração de todos os companheiros, mas revelou que era chegada a hora de mudar. E ela vai mudar. Partir em busca de novos desafios.

Cláudio Pessutti, sobrinho e agente de Hebe Camargo, acaba de confirmar que não houve acordo para mais uma renovação. A proposta feita, em termos de trabalho, não foi interessante, daí a decisão de sair. Só a partir de agora serão tomadas decisões sobre o futuro da apresentadora. “Uma coisa depois da outra”, disse Pessutti. Ele nega que Hebe já tenha destino certo. Nega que a visita à Globo no fim de semana, como homenageada de Fausto Silva, já seja uma prévia de sua entrada na emissora.

Mas, a essa altura, tudo pode acontecer.

Grupo português quer comprar o SBT

O espanhol Rafael Mora, presidente no Brasil do Ongoing e braço-direito de Nuno Vasconcellos, o controlador do grupo português que vem atuando fortemente no Brasil na área da comunicação. Ele chega com a missão de comprar o Sistema Brasileiro de Televisão –SBT – e, para isso, está reunido com Silvio Santos.
De acordo com Lauro Jardim, da Revista Veja, “pode se dizer tudo do Ongoing — e diz-se muito — menos que o grupo não seja ousado, ambicioso e que o governo não seja simpático às suas investidas”.
O grupo português Ongoing lançou há trezes meses o jornal Brasil Econômico, comprou o grupo carioca O Dia (que edita o jornal do mesmo nome e os diários Meia Hora, focado na classe D, e o esportivo O Campeão, que mudou seu nome para MarcaBr) e lançou vários de seus títulos em São Paulo.

Planeja ainda lançar um jornal em Brasília nos próximos meses. Mais: já criou a Oncasas Engenharia, seu braço na construção civil, para abrigar-se no programa governamental Minha Casa Minha Vida. E quer entrar em áreas de telecomunicação.

Também o  grupo americano Wharton Management está interessado em adquirir empresas de Silvio Santos. De acordo com a jornalista Keila Jimenez, a corporação, uma famosa gestora de fundos para aquisições de empresas, pretende conversar com Silvio Santos nos próximos dias para negociar a possível venda do conglomerado do apresentador, incluindo o SBT. Além da compra, a Wharton também está interessada em prestar consultoria a Silvio Santos.

Sivio Santos pagará indenização milionária pela música “Silvio Santos vem aí”

O SBT foi condenado nesta quinta-feira, 19, a pagar indenização de R$ 1,4 milhão para o autor da música “Silvio Santos Vem Aí”, Archimedes Messina. A ação por danos morais e materiais foi proferida pelo juiz Sidney da Silva Braga.

A decisão, em fase chamada liquidação da sentença, acontece depois que uma ação transita em julgado, ou seja, que se esgotam as possibilidades de recurso. Nesta etapa é que começam a ser apurados os valores da indenização.

Os danos morais foram fixados em 500 salários mínimos. Quanto aos danos materiais, a sentença determinou que o valor fosse apurado na fase de liquidação, correspondendo à quantia que o autor deixou de ganhar nos últimos 20 anos com a utilização da obra e ao lucro obtido pela emissora com sua utilização.

.

Para chegar à quantia, a Justiça levou em conta o custo da publicidade no “Programa Silvio Santos”, que usa a música. Em sua decisão, o juiz afirma que o critério é “a tradução mais próxima da realidade daquilo que significa a expressão econômica da utilização de uma obra artística na mídia”.

O valor corresponde a 1% do montante que teria sido arrecadado com 30 segundos de espaço publicitário em todos os domingos que o programa foi exibido nos últimos 20 anos – 1040 domingos vezes R$ 136 mil (valor de 30 segundos de publicidade no programa em  junho de 2009).

Além disso, o SBT também deverá pagar R$ 359 mil de multa, já que continuou a veicular a canção mesmo depois da decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo determinando que a música não mais fosse utilizada. Da decisão, cabe recurso para contestação do valor determinado.

Pedro da Rocha

SBT: dívida do SBT está em R$ 180 milhões

O Sistema Brasileiro de Televisão (SBT) planeja captar até R$ 100 milhões com sua primeira oferta de debêntures. O objetivo é ampliar investimentos na programação e faturar 16% a mais em 2010.

O grupo, comandado pelo empresário e apresentador de TV Silvio Santos, aposta no lançamento de novelas e telejornais.

A emissora pretende colocar as debêntures no mercado até setembro. José Roberto dos Santos Maciel, diretor-geral de administração e finanças da divisão de comunicações do grupo, disse que espera que o custo da captação fique entre 120% e 125% do Certificado de Depósito Interfinanceiro, o CDI.

O mercado publicitário brasileiro cresceu 35% no primeiro trimestre deste ano na comparação com o mesmo período de 2009, segundo o Projeto Inter-meios, que pertence à revista Meio & Mensagem e que consolida dados do setor com ajuda de veículos de comunicação.

Os gastos dos anunciantes atingiram R$ 5,4 bilhões. As TVs abertas e fechadas ficaram com 63% desse mercado.

“As novelas e o telejornalismo recebem mais de 50% desse dinheiro da televisão”, disse Maciel em entrevista concedida ontem (25) na sede do SBT, em São Paulo. “Não podemos ficar fora desse segmento”, acrescentou o executivo.

A terceira maior rede de TV do Brasil em audiência fechou 2009 com faturamento de R$ 689 milhões. Para este ano, a empresa busca atingir cerca de R$ 800 milhões. Por causa dos investimentos, o executivo diz que as margens não vão crescer.

O SBT lucrou R$ 40 milhões no ano passado e vai investir R$ 25 milhões este ano, 25% a mais que em 2009.

“Consolidar audiência”

“Quando você não é o número um em audiência, tem que primeiro investir, colocar a programação no ar, consolidar a audiência para só depois atrair maior faturamento.”

A dívida líquida do SBT está hoje em R$ 180 milhões. Um terço desse volume foi renegociado em abril no mercado bancário.

Com a operação, o vencimento de R$ 60 milhões foi alongado de 338 dias para 36 meses. Mas outros R$ 120 milhões ainda têm duração de 248 dias.

O executivo disse que o SBT vai alongar a duração média de toda dívida para pelo menos dois anos com a oferta dessas debêntures.

O SBT chegou a analisar junto a bancos este ano o lançamento de bônus no exterior numa operação que começaria com US$ 30 milhões, em colocação junto a investidores Institucionais, disse Maciel.

Segundo ele, o processo foi interrompido por causa da crise financeira na Europa.

Raul Gil vai para o SBT aos sabados


Após quase 5 anos trabalhandona Band, o apresentador, Raul Gil, se despede da emissora e se prepara para uma nova etapa em sua vida. Ele está acertando todos os detalhes da sua ida para o SBT e o seu compromisso é de melhorar a audiência das tardes do canal de Silvio santos e também a de faturar mais.

O acordo entre Raul Gil e o SBT deve ser o mesmo do que o com Ratinho, ou seja, Raul vai arcar com as despesas do seu programa e vai dividir o que ganhar de lucro com o SBT. O apresentador gravou o seu último “Programa Raul Gil” na Band, e o motivo para ele ter deixado a emissora é que estava insatisfeito e se sentindo desvalorizado.

%d blogueiros gostam disto: