Arquivos de tags: UNIBAN

Usou minissaia e foi parar na Playboy

A verdadeira novela Geysi-Uniban faz lembrar, se bem que em circunstância diferente, outra vivida por Kyla Ebbert, em 2007, que foi expulsa de um vôo doméstico nos Estados Unidos da Soithwest Airlines por estar usando minissaia.

Na época, comissários de bordo pediram que ela se retirasse ou “se cobrisse com outra roupa” pelo sistema de alto falantes de bordo.

Kyla foi a todos os grandes programas de TV de lá, denunciando a discriminação, do Today Show e do Good Morning, América aos programas de Oprah Winfrey e Ellen DeGeneres.

A primeira reação da Southwest foi de recriminação a ela, que continuou sua peregrinação pela TV até que no talk show Dr. Phil (exibido no Brasil pela FoxLife), o CEO da empresa, Gray Kelly, lhe apresentou um pedido pessoal de desculpas. Depois, ela posou para Playboy, revelando muito mais do que suas pernas.

Kyla Ebbert, de 23 anos posou para a playboy emNovembro de 2007 no ensaio denominado “Pernas ao Ar”.

A linda loira turbinada ficou mais conhecida por ser expulsa de um avião da companhia aérea Southwest Airlines por vestir saia e blusa muito curtas.

Uniban e a politica

A expulsão da estudante Geysi Arruda da Uniban, agora também chamada de UniTaleban, ganhou sites e jornais do mundo inteiro, sem contar blocos especiais da CNN e na CNN em espanhol. A instituição de ensino de Heitor Pinto e Silva Filho, com cerca de 30 mil alunos, tem cursos de Direito, mas nenhum de seus professores ousou fazer quaisquer comentários sobre a expulsão, à luz dos direitos constituídos.

O texto – mais do que surpreendente – divulgado e até publicado como matéria paga, teria sido mesmo de Heitor Pinto e Silva Filho, o todo-poderoso da Uniban: lá, nada se faz sem que ele tenha total conhecimento. Desta vez, o reitor se escondeu atrás de um assessor jurídico. Heitor, 61 anos, é famoso por suas roupas extravagantes e seus cabelos pintados em cores alternadas. Há dois anos, ele se casou com Eloísa Zits, 35 anos, que toma conta do teatro de lá.

Algo em comum
Ainda o episódio da truculência na Uniban: os 700 selvagens que perseguiam Geysi Arruda gritavam “Vamos estuprar, vamos estuprar”. O que faz lembrar famosa frase de Paulo Maluf, do qual Heitor Pinto e Silva Filho participou de chapa, candidatando-se a vice-prefeito de São Paulo em 2002. Na época, Maluf disse: “Estupra, mas não mata”. E a frase foi incorporada a seu currículo.
image007

A figura que veste redingote branco, botox em excesso, sapatilhas confeccionadas com prepúcio de baleia branca (que era a forração dos assentos do iate de Onassis), é o dono e reitor da Uniban, o “professor” Heitor Pinto da Silva… (A noiva é a que segura o bouquet).

Ex-formandos do PT
A Uniban, palco da selvageria contra a estudante que usava minissaia e acabou sendo expulsa, mantém cursos universitários de até R$ 250 por mês e foi lá que os petistas Vicente Paulo (Vicentinho) da Silva, deputado federal e o prefeito de São Bernardo e ex-ministro do Trabalho e da Previdência, Luiz Marinho, ex-presidente da CUT, se formaram em Direito. Vicentinho, aliás, se formou na mesma época em que permanecia quase toda a semana em Brasília. E os dois foram garotos-propaganda da Uniban.

Giba Um/e Blog do Fabio Campana

%d blogueiros gostam disto: