Arquivos de tags: ULBRA em greve

Ulbra em Greve

Os professores da Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) decidiram ontem entrar em greve por tempo indeterminado.

A paralisação do Ensino Superior já começou nas aulas da noite passada, devendo se fortalecer durante o dia de hoje. Os docentes da Educação Básica poderão cruzar os braços a partir da próxima segunda-feira.

Afalta de pagamento dos salários de março dos cerca de 2 mil professores, que deveriam ter sido depositados na sexta-feira passada, motivou a mobilização. Em assembleia, a categoria decidiu fazer no fim da tarde de hoje um protesto em frente ao campus de Canoas, onde serão distribuídos folhetos explicando o movimento. Os professores entregarão também um manifesto exigindo a saída da atual reitoria da Ulbra.

– Não é mais uma questão só de salário. É um desrespeito total essa continuidade de descumprimentos de acordos. Queremos a destituição da reitoria para que a instituição possa se reorganizar – aponta o diretor do Sindicato dos Professores do Ensino Privado do Rio Grande do Sul(Sinpro), Marcos Fuhr.

O diretor ressalta ainda que a Ulbra teria desobedecido ao acordo judicial, que previa o pagamento dos contracheques atrasados e o comprometimento de quitar em dia os salários dos professores.

Os campi de Canoas, Guaíba e Gravataí concentram a maior parte da mobilização, mas a direção do Sinpro espera a adesão de docentes de outras unidades ainda esta semana.

A Ulbra, por meio da assessoria de imprensa, preferiu não se manifestar ontem e afirmou que o resultado da assembleia deverá ser avaliado hoje pela instituição.

ULBRA prometer pagar professores até amanhã

Alunos da Ulbra fazem protesto

Alunos da Ulbra fazem protesto

Segundo o Correio do Povo, a  crise financeira da Ulbra, que culminou na greve dos professores, levou centenas de estudantes a protestar ontem no campus de Canoas. Pela manhã, os alunos deixaram as salas de aula e percorreram o campus em busca de adesões a favor dos professores. Sem receber os vencimentos dos meses de setembro e outubro, parte do corpo docente da Ulbra optou pela greve por tempo indeterminado.
No protesto, iniciado por alunos da Veterinária, houve concentração em frente à Reitoria e depois caminhada por outros prédios. Participaram integrantes de diversos centros acadêmicos e cursos de graduação. ‘Disseram que o Ensino não seria prejudicado, mas isso já está acontecendo’, disse Natália Herrera, estudante de Medicina Veterinária e integrante do Centro Acadêmico.

Decisão da Justiça do Trabalho já havia determinado, na última sexta-feira, o bloqueio de contas da universidade para uso dos recursos na folha de pagamento. Os atrasos nos salários afetam os 10 mil funcionários da instituição, em dívida estimada de R$ 2 bilhões.

Ângelo Brando, da direção do Sinpro, denunciou a existência de um movimento de repressão na universidade, o que impediria maior adesão à greve. Mas a mobilização será avaliada em nova assembléia amanhã. Nos campi do Interior, a paralisação foi rejeitada. A Universidade se manifestou por meio da assessoria de imprensa, prevendo os pagamentos relativos a setembro e outubro até amanhã.

CP/NF

%d blogueiros gostam disto: