Arquivos de tags: Supermercados

Código de barras vai alertar vencimento do produto e não emitirá nota fiscal

Os distraídos e os que não olham a validade dos produtos que compram em breve deixarão de passar por este constrangimento. Também os gerentes de lojas e supermercados deixarão de ser presos por venderem produtos vencidos.

A GS1 Brasil – Associação Brasileira de Automação, presidida por João Carlos de Oliveira – está apresentando ao varejo, especialmente ao setor de supermercados, o GS1 DataBar, um código de barras que oferece todas as informações já usadas, mais a data de validade do produto. Desta forma, quando o cliente passar no caixa para fazer o pagamento, o sistema alertará que o produto está com data vencida e não fará a fatura.

Além de beneficiar o consumidor, o DataBar traz grandes vantagens ao varejista, pois ajudará a controlar os estoques e a planejar promoções, conforme as datas de validade.

O presidente da GS1 Brasil, uma associação que tem 55 mil empresas associadas no Brasil, diz que a missão da entidade é ajudar na melhoria dos processos, da automação e dos negócios. Ele abriu, em São Paulo, a Conferência Internacional da entidade – que tem mais de um milhão de sócios em 150 países -, reunindo especialistas e executivos de importantes empresas e instituições para debater as tendências tecnológicas no varejo.

Além do DataBar, foram apresentados o Código Eletrônico de Produto e a tecnologia de identificação por radiofrequência, já em uso, e o GS1 DataMatrix, que vai permitir ler todas as informações sobre um produto – fabricante, data de fabricação, origem da matéria-prima, validade, preço etc., através do telefone celular.

Danilo Ucha/JC

Produto terá que trazer preço por kg, litro e metro

A Comissão de Defesa do Consumidor aprovou proposta que obriga supermercados, hipermercados, mercearias e outros estabelecimentos comerciais a fixar os preços correspondentes a um quilo, um litro ou um metro dos produtos, conforme a unidade de medida informada na embalagem.

O valor teria de ficar exposto nos mesmos espaços destinados à exposição dos preços à vista dos produtos. O objetivo é permitir ao consumidor a comparação de preços com base na quantidade oferecida.

Foi aprovado o substitutivo do relator, deputado Dr. Nechar (PP-SP), ao Projeto de Lei 4835/09, do deputado Valtenir Pereira (PSB-MT). O texto inclui o teor do Projeto de Lei 4991/09, do deputado Paulo Pimenta (PT-RS), que garante ao consumidor a visualização, na etiqueta, do preço por unidade de medida dos produtos da cesta básica.

Dificuldade de comparação

A informação do preço por unidade de medida, segundo o relator, evita que o consumidor seja induzido ao erro. Dr. Nechar cita que muitos fornecedores usam políticas de marketing “extremamente duvidosas, nas quais o produto é lançado no mercado em uma embalagem contendo uma certa quantidade e, após a aceitação do produto e do preço pelo consumidor, a quantidade da embalagem é diminuída sem qualquer redução no preço e sem qualquer aviso ao consumidor”.

Multas

No substitutivo, o relator retirou o dispositivo que determina que os infratores sejam autuados pelo órgão de defesa do consumidor e multados de um a dez salários mínimos por dia, conforme a capacidade econômica do estabelecimento e enquanto durar a irregularidade.

Ele argumenta que o Decreto 5.903/06, que regulamenta a Lei 10.962/04, já tipifica oito condutas que configuram infrações ao direito básico do consumidor à informação adequada e clara sobre os diferentes produtos e serviços, sujeitando o infrator às penalidades previstas no Código de Defesa do Consumidor (Lei 8.078/90), o que, em sua avaliação, torna o dispositivo do projeto original redundante.

O texto do relator também exclui a fixação de prazo de 120 dias após a publicação da lei para os supermercados se adaptarem à norma.

Tramitação

O projeto, que tramita em caráter conclusivo de tramitação pelo qual o projeto não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo.

Ag Câmara

Pão de Açúcar compra Ponto Frio

Grupo de Abilio Diniz cresce nos eletroeletrônicos e líder no varejo brasileiro

O Grupo Pão de Açúcar fechou neste domingo, 7, a compra da rede Ponto Frio e tornou-se líder no varejo brasileiro, com cerca de R$ 26 bilhões de faturamento. A participação dos controladores do Ponto Frio foi adquirida por R$ 824,5 milhões, equivalente a 70,24% do capital total, com parte do valor pago com ações do Grupo.

O objetivo da aquisição é crescer no segmento de eletroeletrônicos, segundo o Pão de Açúcar. Em comunicado à imprensa, o Grupo destaca como principais ganhos resultantes da operação “a grande capilaridade de lojas com localização privilegiada, expertise no comércio eletrônico e na oferta de serviços financeiros ao consumidor, integração logística, entre outros”.

“Com uma sólida estrutura de capital que assegura o crescimento futuro do negócio, o Grupo Pão de Açúcar consolida sua atuação no comércio de eletroeletrônicos, unindo as atividades operacionais e comerciais das duas grandes empresas. Essa consolidação trará sinergias e ganhos de escala que beneficiarão nossos clientes”, afirma na nota o presidente do Conselho de Administração do Grupo Pão de Açúcar, Abílio Diniz.

AE

Morre presidente do Grupo Zaffari

Aos 68 anos, faleceu no meio da tarde deste sábado, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o presidente do Grupo Zaffari, Marcello Zaffari. A cremação está marcada para as 17h deste domingo, no Crematório Metropolitano, em Porto Alegre.

Um dos 12 filhos do fundador do grupo, Francisco José Zaffari, e de Santina de Carli Zaffari, Marcello havia assumido o comando da companhia 12 anos atrás. À frente dos negócios, comandou a expansão da rede de hipermercados e shopping centers no Rio Grande do Sul e em São Paulo.

Reconhecido pela excelência na formação dos cerca de 9,5 mil colaboradores, Marcello recebeu, no ano passado, o título de “Personalidade Top Ser Humano 2007”, concedido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos.

Natural de Erval Grande, o empresário deixa a esposa, Adulce, a filha única, Greice, 39 anos, o genro, Edward Flammia, e os netos Arthur, quatro anos, e Marcella, seis anos. O corpo será cremado às 17h deste domingo, no Crematório Metropolitano São José, em Porto Alegre. A causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

ZH

%d blogueiros gostam disto: