Arquivos de tags: Romario

Romário e Jean Wyllys podem ganhar o “Oscar” do Congresso Nacional

Romário e Jean Wyllys

Mal chegaram à Câmara dos Deputados e os deputados Romário e Jean Wyllys são cotados para ganhar o Prêmio Congresso em Foco 2011, conhecido em Brasília como o “Oscar do Congresso Nacional”, na categoria “Parlamentar de Futuro”, que premiará congressistas de até 45 anos.

Até o final desta semana, jornalistas vão selecionar os parlamentares que, na opinião deles, mais se destacaram no exercício de suas funções.

A partir da próxima segunda-feira a votação será feita na internet.

Comercial com Romário é proibido de ser exibido

O que era uma liminar se transformou em sentença definitiva. A partir de agora a Kaiser está proibida de veicular o comercial estrelado prlo craque Romário , criado pela Fischer+Fala, que entrou no ar no dia 18 de junho – mas que, desde o dia 23, não era mais exibido na TV por conta de uma liminar provisória do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar).

O motivo da suspensão é a insinuação negativa que o filme publicitário faz a respeito da Brahma, marca concorrente. No comercial, que tem como tema a Copa do Mundo, Romário fala de sua amizade com Dunga e revela gostar muito do técnico da seleção brasileira. Ele enfatiza, porém, que o único defeito de Dunga é a cerveja que ele escolheu – em uma alusão indireta a marca da Ambev, que é patrocinadora oficial da seleção brasileira.

Bastaram dois dias de veiculação para que a concorrência se sentisse ofendida e entrasse com um processo junto ao Conar. O órgão imediatamente enviou uma liminar prévia pedindo a suspensão da veiculação do comercial. Essas medidas prévias são concedidas somente quando o Conar julga que a continuidade da exibição pode causar danos ou prejuízos sérios aos concorrentes.

Como resposta, a Heineken Brasil – proprietária da Kaiser – enviou um comunicado no qual afirma ter acatado a decisão do Conar, mas prometendo entrar com recursos para suspender a liminar. A marca julga que “a nova campanha com o jogador Romário se encontra dentro dos padrões éticos de propagandas comparativas e em nenhum momento ofende ou denigre qualquer marca concorrente.”

A partir de agora, porém, a reunião realizada nesta quinta-feira 1º determinou, por unanimidade, a suspensão da campanha.

Outros casos
Nessa mesma reunião do Conselho do Conar outras sentenças foram dadas a processos que estavam em andamento no Conselho.

Um fato curioso foi o arquivamento do processo de reclamação contra a campanha “Xixi no Banho”, da SOS Mata Atlântica. O conselho julgou que as acusações não procediam e isentou a campanha de qualquer suspensão. Na semana passada, o case “Xixi no Banho” foi um dos grandes destaques brasileiros em Cannes, conquistando Leões em PR, Film Craft e sendo o primeiro case brasileiro a ganhar um troféu em Titanium.

A 1ª Câmara, que seu reuniu na manhã desta quinta-feira, 1º, também determinou a suspensão da campanha da Bombril, “Dá de 1001 a zero nos inimigos da natureza”.

Comercial com Romário é o sexto mais acessado no mundo

O novo filme da marca de cerveja conta com o jogador Romário e já tem 430 mil visitas no portal YouTube.

A Kaiser voltou à mídia na última sexta-feira (11) com mais um comercial que chamou a atenção do telespectador, especialmente em tempos de Copa do Mundo.

O comercial conquistou também o primeiro lugar no ranking brasileiro durante o final de semana, além de figurar entre os melhores avaliados do site.

Atualmente, o video é o sexto mais acessado no mundo e o nono mais visto na África do Sul.

Na primeira ação da Heineken Brasil, Romário desvenda ao público os bastidores do tetracampeonato de futebol, conquistado nos Estados Unidos.

O jogador conta como foi a experiência de dividir o quarto da concentração com o ex-capitão e atual treinador da seleção Dunga.

A campanha foi desenvolvida pela FischerFala! e está sendo veiculada nos principais canais de TVs abertas e fechadas de Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Porto Alegre e São Paulo.

Brasil Econômico

Romário: socialista de carteirinha

O_ex-jogok

À coluna de Sonia Racy, Romário, pré-candidato a dep federal, disse ser homem de palavra. E socialista de carteirinha.

Em tempos de escalação para a Copa do Mundo e votação do Ficha Limpa, Romário não comenta a convocação da seleção, mas se diz a favor do projeto de lei que impede candidaturas de condenados pela Justiça. “Quem tem este tipo de problema não pode assumir responsabilidades”, disse à coluna o ex-jogador. Mas o baixinho não passa por uma boa fase. Teve bens penhorados, pendências judiciais e até uma experiência desagradável: a de ver o sol nascer quadrado por falta de pagamento de pensão. Mesmo assim, ou por causa disso, Romário é pré-candidato a deputado federal pelo PSB, de Ciro Gomes.

Plataforma política? Quero criar centros de tratamento infantil para portadores de Síndrome de Down. No Rio, 85% dos pais de crianças com necessidades especiais não têm condições de dar assistência adequada aos filhos. A minha menina é muito desenvolvida porque faz natação, fisioterapia, fonoaudiologia. Mas isso custa mais de R$ 7 mil por mês.

Futebol? Pretendo arrumar uma forma legal de mudar a Lei Pelé. Hoje, os clubes formam jogadores e aos 15 anos eles vão embora. Deveriam ficar no Brasil pelo menos até os 19 e criar identidade com o clube. Outro problema são os ex-jogadores que estão desamparados e ociosos. Eles precisam de política voltada às suas necessidades.

Quem o convenceu a se candidatar para essas eleições? Eu mesmo. Mas tive empurrão de várias pessoas, inclusive do Eurico Miranda. Ele me pediu, quando eu jogava pelo Vasco, que me filiasse ao PP. Depois, o Alexandre Cardoso do PSB me chamou. E também fui convidado pelo PC do B e pelo PT.

Você é socialista? Sempre fui socialista. O socialismo prega igualdade de condição e já batalhei pelos meus companheiros. Cheguei a brigar com dirigentes para que meus amigos recebessem salário em dia.

O Brasil vai conseguir cumprir os prazos da Copa? A situação preocupa. O anúncio de que a Copa seria aqui já fez três anos. Houve tempo suficiente para o início das obras. A Fifa diz que o Mundial pode mudar para Londres. Não podemos duvidar da Fifa.

Exemplo de político? O Eduardo Campos. Mas o exemplo maior é o Lula. Um cara que veio do nada e está tendo a capacidade de governar e de mudar a história do Brasil.

Romário na política é diferente de Romário no futebol? Não. As pessoas devem entender que Romário é Romário. A índole é a mesma.

Com quem você sobe e não sobe no palanque? Eu subo com Lula e não subiria com José Roberto Arruda. Mas, infelizmente, já subi.

O que você tem de diferente de tudo que está aí? Personalidade forte. E tenho muita atitude.

O que o qualifica para ocupar um cargo público? Sou autêntico e as pessoas podem acreditar no que eu disser. Segundo, sou predestinado. Foi assim no futebol e será assim na política.

Por Paula Bonelli

Cobertura de Romário é arrematada

A cobertura do ex-jogador Romário, no Condomínio Golden Green, foi arrematada no fim da tarde desta quarta-feira,  por R$ 8,01 milhões.  Após disputra acirrada, no Fórum da Barra da Tijuca, o apartamento de 776 m2 teve o lance final dado por um homem que se identificou como representante de uma imobiliária de São Paulo. O Leilão, marcado para as 17h, começou com atraso de 30 minutos e recebeu 91 lances.

O imóvel já tinha ido a leilão no dia 28 de julho, com lance mínimo fixado em R$ 8,9 milhões. Como não houve lance na época, o imóvel acabou sendo levado a segundo leilão hoje, mas com lance mínimo a partir de R$, 4,5 milhões, ou 51% do valor da cobertura.

Romário jogará pelo América no Estadual Série B

Romário confirma que jogará pelo América no Estadual da série B. Foto: Divulgação Após o empate em 1 a 1 com o Riostrense, na tarde desta quarta-feira, no Estádio Giulite Coutinho, Romário confirmou que disputará um ou dois jogos oficiais com a camisa do América neste campeonato Estadual da Série B.

O tetracampeão mundial será inscrito nos próximos dias no Boletim Informativo de Registro de Atletas (Bira da Ferj).

“Jogarei alguns minutos de uma ou duas partidas desta competição pelo América. É uma forma que encontrei para realizar um antigo sonho do meu pai”, disse o Baixinho, que hoje é manager do América, lembrando seu Edevair, que foi diretor de futebol do clube na década de 90.

SRZD

Romário acumula muitas dívidas e sofre ameaças

Sob a tentação de um investimento rentável, com lucros muito acima do mercado e livre de impostos, um “contêiner” deixou o porto e distribuiu, em vez de produtos, prejuízos exorbitantes.

A suposta importação que, na verdade, era uma aplicação financeira. O negócio ruiu e levou Romário, o craque do tetracampeonato mundial nos Estados Unidos, em 1994, a apuros financeiros no Brasil e até a ameaças.

(Polícia e promotor seguem o rastro da pirâmide)

– Inicialmente, isso se configura num crime contra a economia popular. Mas pode servir para lavagem de dinheiro e, dependendo do número de mentores, ser uma formação de quadrilha. Pode ser mais grave do que o sonho do dinheiro fácil – diz o procurador-geral de Justiça do Rio, Cláudio Lopes.

Chinês fictício

Para cooptar investidores no princípio, foi criada a figura de um suposto chinês, que traria produtos para o Brasil num contêiner – o que deu nome à pirâmide de investimento. O contrabandista fictício precisaria de aporte financeiro para obter a liberação da carga no porto, e prometeria ressarcir, com juros, quem se dispusesse a contribuir. O investidor, sem quantia pré-estipulada, receberia 30% do valor inicial. Caso levasse novos integrantes – o que não era obrigatório – teria direito a um adicional de 5%.

(Baixinho longe da praia e das noitadas)

Avalista do “cointêiner” por sua imagem, sempre ligada a sucesso financeiro, Romário seria também um dos investidores e estaria recebendo cobranças por ter cooptado inúmeros integrantes. Em alguns casos, ele ainda ofereceria 15% de lucro ao investidor, oferecendo garantia. Nisso, o ex-craque retiraria o percentual total e dividiria.

Espécie de pirâmide e roda, a aplicação financeira travou sem novos investidores, e teria dado origem à série de cobranças ao herói do tetra. Numa delas, um parceiro seu teria levado uma coronhada de fuzil no olho, sendo atendido na Clínica São Bernardo, na Barra. Dois de seus carros – entre eles um vistoso jipe Hummer H2 importado, avaliado em R$ 400 mil – teriam sido trocados por dívidas. Num efeito dominó, o Baixinho está com dívidas de IPVA, IPTU e em vias de perder a cobertura no Golden Green, na Barra da Tijuca.

Extra

Romário: Ferrari e apartamento vão a leilão

Aposentado dos gramados, Romário mudou de ares. Porém, continua na ofensiva. Com mais tempo para resolver pendengas judiciais, o Baixinho trocou os estádios pelas salas de audiência. Não são raras suas visitas no Fórum do Rio, na companhia de advogados. Antes de operar o joelho esquerdo na semana passada, o ex-camisa 11 chegou a saltar de uma sessão na Vara de Família – envolvendo a ex-mulher Mônica Santoro – para uma reunião sobre direitos trabalhistas com dirigentes dos clubes que lhe devem.
Atualmente, Romário está envolvido, seja como autor ou réu, em pelo menos 20 processos. Flamengo, Fluminense e Vasco lhe devem 27 milhões, sem contar a correção monetária. E o ex-jogador está disposto não só a receber tudo que foi acordado com os times cariocas, como a quitar uma dívida de R$ 6 milhões com terceiros.

O GLOBOESPORTE.COM revela quais os principais imbróglios enfrentados por Romário.

Anfitrião de festas de arromba num condomínio de luxo na Barra da Tijuca, Romário pode ter que cessar os animados encontros com amigos por causa de uma ação judicial. Corre na 5ª Vara Cível, no Fórum do Rio, um mandado de penhora do apartamento do ex-jogador. Avaliado em R$ 8 milhões, o bem mais valioso de Romário pode ir a leilão.

De acordo com o advogado de Levi Sotero, vizinho e autor da ação, o ex-jogador fez obras na sua cobertura, de 2003 a 2006, e danificou os dois apartamentos do andar de baixo. Sotero conseguiu o empenho do bem e mais R$ 20 mil de danos morais; o outro vizinho recebeu R$ 260 mil de danos materiais.

Romário diz desconhecer os detalhes do processo. De muletas por causa de uma operação no joelho esquerdo, o Baixinho esteve na última segunda-feira no clube Caça e Pesca para rever os amigos de pelada.

No processo de acesso público, nº 2003.209.007363-3, consta que o Baixinho teve três carros (Ferrari, Porsche e Mercedes Benz) e uma moto (BMW) penhorados. Entretanto, Norval Valério, o advogado do tetracampeão acha que a situação ainda pode ser contornada.
– Peguei a causa quando o bem já estava em fase de liquidação (prestes a ir a leilão). Mas vamos recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) para tentar inverter essa decisão. Apesar de a causa já ter transitado em julgado na 2ª instância, creio que também posso entrar com uma ação rescisória, a fim de evitar a venda do apartamento – garante Norval.

Globo Esporte

%d blogueiros gostam disto: