Arquivos de tags: Roberto Carlos

Roberto Carlos participa de “A Grande Família”

O cantor Roberto Carlos gravou, na terça-feira (16), uma participação no programa “A Grande Família”, da Globo. O episódio, que irá ao ar em julho, faz parte das homenagens da emissora aos 50 anos de carreira do cantor.

Em “O Rei e Eu!”, Nenê, personagem de Marieta Severo na série, se inscreve em uma promoção na rádio e ganha um convite para assistir ao show do cantor, com direito a conhecer o ídolo no camarim.

Empolgada, Nenê comemora o prêmio ao chegar em casa, mas os elogios que faz a Roberto Carlos deixam Lineu (Marco Nanini) enciumado.

“Para mim foi uma surpresa maravilhosa, foi uma emoção muito grande no palco, foi especial porque não perco nunca este programa”, disse Roberto Carlos nos bastidores das gravações.

Uma apresentação do cantor foi gravada nos estúdios da emissora e as três canções interpretadas por Roberto Carlos foram aplaudidas de pé pelo elenco.

Cantoras indignadas com a Globo

Paula Toller na apresentação com RC no Elas Cantam Roberto
Paula Toller na apresentação com RC no “Elas Cantam Roberto”

Além de Adriana Calcanhotto, Mart´nália, Celine Imbert, Rosemary e Marina Lima, Paula Toller também achou falta de respeito o que a Globo fez na edição do “Elas Cantam Roberto“. Elas gravaram o show, no Teatro Municipal, mas a Globo as deixou de fora. Adriana Calcanhoto não se incomodou.

A apresentação solo das cantoras foi cortada do especial e elas só apareceram em um número coletivo, cantando poucos versos.

Paulinha contou que, apesar a chateação, foi recompensada ao ter sido abordada por uma admiradora na rua. “Uma mulher muito delicada me disse: ‘você foi maravilhosa, eu sei que seu número foi cortado, mas eu estava lá no Teatro Municipal e achei uma beleza’. Fiquei muito feliz, afinal de contas tenho certeza de que fiz a minha parte”, contou.

Paula diz que ficou muito contente com a apresentação. “Homenageamos os 50 anos de carreira do Rei, que retribuiu carinhosamente nos dando o título de Divas da MPB. Isto ninguém poderá cortar”, disparou.

Mesmo insatisfeita com a edição, a cantora destaca os pontos altos: “Arrecadamos mais de R$ 300 mil para a Associação Américas Amigas, que ajuda na conscientização e pesquisa sobre o câncer de mama”.

Roberto Carlos também está chateado com os cortes que a Globo fez ao exibir o show “Elas Cantam Roberto”, que foi ao ar pela emissora na noite do último domingo (31).

O cantor pediu à Globo que não cortasse nenhuma das 20 cantoras que participaram do show. Mesmo assim, as performances solo de seis cantoras, ficaram de fora.

A preferência de Roberto Carlos era que sua participação fosse reduzida, mas que permanecessem as apresentações das colegas.

A Globo afirma que utilizou “critérios artísticos” para editar o show que foi ao ar.

FA

Mortes suspendem shows de R.Carlos e sertanejos

Após a morte de quatro pessoas na madrugada desse sábado numa confusão na entrada do festival de rodeio que ocorre na cidade de Jaguariúna (SP), o juiz de plantão na cidade de Amparo determinou o cancelamento dos shows que ocorreriam na noite deste sábado e de domingo.

De acordo com o Fórum, a suspensão foi feita a pedido da promotoria localizada no município de Águas de Lindóia, também no interior de São Paulo. A organizadora do evento ainda não comentou o cancelamento.

A dupla Victor & Leo e o cantor Roberto Carlos se apresentariam, respectivamente, hoje à noite e amanhã, no encerramento do evento.

Correria nos portões

Os jovens mortos foram pisoteados na abertura dos portões do show da dupla João Bosco e Vinicius, quando houve uma correria. Muitas pessoas caíram e foram pisoteadas. De acordo com informações do Hospital Municipal Walter Ferrari, os quatro faleceram de parada cardiorrespiratória.

Os mortos, jovens com idades entre 20 e 25 anos, foram identificados como Vivian Montaguiner Contrera, Andréia Paola M. de Carvalho, Giovana Pereti e um rapaz que não portava documentos.

Quatro vítimas em estado grave seguem internadas no Hospital Municipal Walter Ferrari, de Jaguariúna. Os demais feridos, a maioria com ferimentos leves, foram distribuídos para os hospitais da região.

O socorro, segundo a polícia, foi prestado por funcionários da empresa que promove o evento e por ambulâncias da Prefeitura. A cidade de Jaguariúna não dispõe de um posto militar de Bombeiros e depende do atendimento das equipes de resgate de Campinas, distante 20 quilômetros.

O Centro de Operações dos Bombeiros de Campinas afirma que nenhuma equipe foi solicitada pelo quadro de bombeiros civis existente em Jaguariúna.
IG

Força Estranha derruba Caetano no Palco

O cantor Caetano Veloso passou por um mico durante show em Brasília no último sábado. Enquanto cantava a música “Força Estranha” tocando seu violão, ele largou o microfone e foi andando para a frente do palco.

Ao abrir os braços, olhar p e caminhar para o público, ele não percebeu que o palco acabou e caiu no fosso destinado aos fotógrafos. A música parou, mas o público se levantou e começou a aplaudir o cantor, que se recompôs e continou a cantar a música.

Roberto fará show de 50 anos de carreira com divas da MPB

Roberto Carlos prepara a celebração de seus 50 anos de carreira, neste ano. Um dos eventos já está definido: um show no Teatro Municipal de São Paulo em que o rei dividirá o palco com aquelas que considera serem as “14 divas” da MPB, entre as quais Maria Bethânia, Gal Costa, Marisa Monte e Ivete Sangalo.

As comemorações do cinquentenário do cantor começam no dia 19 de abril, com um show do rei em Cachoeiro de Itapemirim, onde ele nasceu; e terminam no dia 19 de abril de 2010, no Radio City Music Hall de Nova York.

MB

Roberto veta música no novo DVD com Caetano

O DVD “Roberto Carlos e Caetano Veloso e a Música de Tom Jobim”, gravado nos shows que a dupla fez no Auditório Ibirapuera no meio do ano, acaba de chegar às lojas, mas não na íntegra, como havia sido prometido.

É que o Rei não gostou muito do resultado de suas interpretações para “A Felicidade” e “Se Todos Fossem Iguais a Você”. Como o disco é dele – foi lançado por seu próprio selo, Amigo Records -, as duas acabaram ficando de fora. Sorte de quem estava lá e viu ao vivo!

glamurama

Saiba tudo do Especial de Roberto Carlos

Segundo a colunista Joyce Pascovitch, correu às mil maravilhas a gravação do especial de final de ano de Roberto Carlos na noite dessa quinta-feira, no Teatro Arena, em Jacarepaguá, no Rio.

O Rei abriu o show dizendo que tinha muitas coisas para dizer ao público, mas preferia fazer isso do jeito que sabe melhor: cantando.

Logo vieram alguns de seus grandes clássicos: “Emoções”, “Como é Grande meu Amor por Você” e “Além do Horizonte”.

Na sequência, entraram em cena os primeiros – de muitos – convidados especiais: Zezé di Camargo e Luciano. Cantaram com o anfitrião duas canções tristíssimas – e lindas! – compostas por Roberto e Erasmo nos anos 70: “À Distância” e “O Portão”.

Roberto voltou a ficar sozinho no palco e canta “Outra Vez” e “Negro Gato”, músicas de Isolda e Getúlio Cortes, respectivamente, que estouraram em sua voz.

É a vez de Neguinho da Beija-Flor marcar sua presença no especial. “Ele é o maior sorriso do samba brasileiro”, Roberto elogiou. Cantaram um pot-pourri que incluía “Negra Ângela” e “Eu e Ela”. A bateria da escola de samba Beija-Flor entrou na seqüência, tocando “Deusa da Passarela”.

O palco se iluminou com a entrada de Rita Lee, acompanhada do marido Roberto de Carvalho e do filho Beto Lee. As músicas? Um medley com vários sucessos. Momento histórico: esta foi a primeira vez que a Rainha do Rock cantou com o Rei.

Rita saiu e o Roberto Carlos atacou de “Mulher Pequena”. Seguiu com “Debaixo dos Caracóis dos seus Cabelos”, música que compôs para Caetano Veloso. É a deixa para que o baiano chegue mais perto. Fizeram juntos “Força Estranha”, canção feita por Caetano para Roberto. Sozinho, Caetano cantou “Você é Linda”.

Roberto voltou para “Chega de Saudade”, também com a participação especial de Daniel Jobim no piano – exatamente como foi feito no especial em homenagam a Tom Jobim, que acaba de chegar às lojas.

No final do especial, o Rei interpretou “É Preciso Saber Viver” e “Jesus Cristo”. Precisava mais?

O programa vai ao ar na noite de 25 de dezembro.

Glamurama

CD espanhol do ‘Rei’ nas lojas em 28 de julho

Capa do CD 'Roberto Carlos en Vivo'
Antes de cantar o repertório de Tom Jobim com Caetano Veloso em show programado para agosto, Roberto Carlos oferece as velhas emoções de sempre para seus fãs. Chega às lojas do Brasil em 28 de julho o CD gravado ao vivo pelo Rei em dois shows realizados em Miami (EUA) em 24 e 25 de maio de 2007.

Intitulado Roberto Carlos en Vivo, o CD reúne 17 faixas. Quinze foram gravadas em espanhol, mas Acróstico (música feita para Maria Rita) e O Calhambeque foram cantadas em português. Na seleção, há Emociones, Detallhes, Cama y Mesa, Propuesta e Mujer Pequena.

Morre Silvinha Araújo, cantora da Jovem Guarda

Começou pouco depois das 8h desta quinta-feira (26 de junho/2008 ) o velório da cantora Sylvinha Araújo. A artista estava internada no hospital 9 de Julho, em São Paulo, e morreu por volta das 20h30, aos 56 anos, em decorrência de um câncer de mama, doença com a qual convivia havia 12 anos.

O corpo é velado no salão de cerimônias do cemitério Horto da Paz (BR-116, km 290, Itapecerica da Serra), na Grande São Paulo. O enterro está previsto para as 17h de hoje. Familiares estão no local.

“O que vai ficar da minha filha é a imagem de uma menina dedicada e meiga. Um verdadeiro presente que Deus me deu. Ela nasceu cantando. Eu tinha um coral para crianças em São João Del Rey e foi comigo que ela começou a cantar, bem pequenininha”, contou à Folha Online a mãe da cantora, Elza Vieira Peixoto, 82, no velório.

A cantora estava internada desde o último dia 4. Ela deixa dois filhos.

Sílvia Maria Vieira Peixoto Araújo nasceu em 16 de setembro de 1951, em Mariana, e foi criada em São João Del Rey (ambas em Minas Gerais).

Ela tornou-se cantora profissional com apenas 14 anos, quando lançou seu primeiro disco, com as músicas “Vou botar Pra Quebrar” e “Feitiço de Broto”.

Fama

Sylvinha ganhou fama na época da jovem guarda –ao lado de ícones como Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa.

Sua voz potente emprestou força a canções como “Paraíba” (de Luiz Gonzaga), o que na época rendeu comparações até com a cantora americana Janis Joplin.

Ela chegou a vender mais de um milhão de discos em sua carreira e gravou inúmeros jingles publicitários. Nos anos 70 afastou-se da música. Voltou a cantar no final da década. Entre os anos 70 e 80, foi jurada de programas de calouros apresentados por Silvio Santos.

Ao lado do marido, lançou no ano passado a compilação ao vivo “40 Anos de Jovem Guarda”.

FSP

Roberto Carlos faz shows nos EUA

O público já está contando os dias para o show de Roberto Carlos no sul da Flórida: o maior artista brasileiro estará em Miami no dia 31 de maio para um único espetáculo no American Airlines Arena, onde cantará seus sucessos em português e espanhol.

Roberto Carlos chegou quarta a Nova York, onde inicia hoje pelo Madison Square Garden uma turnê por EUA e México, e foi jantar com as filhas Ana Paula e Luciana no Il Tinello.

O Rei não cantava em Nova York há dez anos, e há 20 não comia no tal restaurante, a que foi apresentado por Luciano Pavarotti. Depois, passeou pela cidade de limusine. Nos quase 45 anos de carreira, Roberto Carlos já vendeu mais de 100 milhões de cópias de discos, sendo o único artista latino-americano a superar a marca dos Beatles.

O cantor se apresentará ainda em Boston (Agganis Arena, dia 24 de maio), New Jersey (Ritz Theatre Elizabeth, 25 de maio) e Los Angeles (Universal Amphitheater, dia 7 de junho)
A expectativa da comunidade brasileira é grande pelo show em Miami, pois em sua última visita à Flórida, o Rei não cantou músicas em português.  

AcheiUSA
 

%d blogueiros gostam disto: