Arquivos de tags: Reggae

Álbum “Kaya” Bob Marley faz 35 anos com edição “deluxe”

220px-BobMarley-Kaya[1]Considerado um dos discos mais alegres de Bob Marley, o álbum “Kaya”, que completa 35 anos de seu lançamento, será reeditado em uma edição “deluxe” que inclui, além disso, a gravação do show “Live at Ahoy Hallen”, realizado em Roterdã em julho de 1978.

Kaya< é de longe álbum de estúdio mais pop de Bob Marley e contribuiu imensamente para a construção de sua imagem como compositor pop, revolucionário, musicalmente afinado. Ele adotou uma estética musicalmente suavizada com canções mais sentimentais como “Is This Love” e “She’s Gone”. Bob aproveitou para dar novos arranjos a faixas antigas, como “Sun is Shining”, “Kaya” e “Easy Skanking”. Durante o One Leave Peace Concert, que marcou seu retorno à Jamaica, Bob apresentou essa sua faceta mais tranquila e acalmou os ânimos em sua terra natal, que sofria com a repressão policial e inúmeras complicações políticas.

O selo Tuff Gong, criado por Marley em meados da década de 60, foi encarregado pela nova reedição do álbum, que inclui as dez canções originais, as faixas do show citado e mais uma extra, a “Smile Jamaica”, informou nesta segunda-feira a gravadora em comunicado.

“Cantar sobre o sofrimento não é algo somente profundo. Queremos que nossa gente viva feliz”, afirmou Bob Marley ao definir o disco durante seu lançamento, em 1978. O disco em questão, que foge das opiniões políticas para focar “a paz interior”, contém clássicos como, “Is This Love” e “Satisfy My Soul”.

Além de um encarte com as letras das canções e fotos exclusivas, a edição “deluxe” contém um disco reservado somente ao show “Live at Ahoy Halle” em Roterdã, onde Marley e seu grupo, The Wailers, interpretaram canções místicas, como “Jamming”, “I Shot The Sheriff” e a popular “No Woman, No Cry”.

Apesar de ter morrido ainda em 1981, Bob Marley aparece como uma das figuras mais famosas do mundo da música. Segundo a nota da gravadora, o ícone jamaicano conta com 42 milhões de seguidores no Facebook, “o segundo maior perfil para um artista falecido”.

EFE

Morre Gregory Isaacs, uma das lendas do reggae

Um dos últimos grandes nomes do reggae clássico vivos, o cantor Gregory Isaacs, morreu nesta segunda-feira pela manhã, em sua casa, em Londres, após uma longa batalha contra um câncer de pulmão.

Ele tinha 59 anos. O maior suceso do artista foi o disco “Night nurse”, de 1982, cuja faixa-título também estourou nas paradas.

A faixa título de seu álbum mais conhecido ganhou um cover de Sly and Robbie ao lado do Simply Red e chegou na 13ª posição da parada britânica em setembro de 1997.

.

De acordo com o site da BBC, um comunicado de seu empresário aponta que ele estava com sua família. O músico estava viajando pela Jamaica recentemente antes de retornar ao Reino Unido para ficar com sua mulher, Linda. Em nota, ela diz que “Gregory era muito amado por todos e trabalhou muito para que sua música levasse amor e alegria”.

 

Morre o “Poderoso Chefão” do reggae-rocksteady

Reproduçãp/MySpace do artista

Alton Ellis, o "Poderoso Chefão" do rocksteady, morreu de leucemia em um hospital londrino no último domingo, 12

Morreu na noite deste domingo, 12, Anton Ellis, conhecido como “O Poderoso Chefão” do rocksteady, uma das vertentes do reggae jamaicano. Diagnosticado com leucemia no final de 2007, Ellis passou por um tratamento de quimioterapia e chegou a voltar aos palcos. No último mês de agosto, pouco antes de completar 68 anos, o músico sofreu um desmaio após um show e foi mais uma vez hospitalizado, onde ficou até sua morte.

Nos anos 60, Ellis lançou o álbum Mr. Soul of Jamaica, considerado por especialistas do gênero musical uma obra-prima do rocksteady. O músico era conhecido na Jamaica por não incentivar a violência dos “rudies”, as gangues de jovens do país que frequentavem de apresentações de grupos de ska e reggae em geral.

Sua fama de “Poderoso Chefão” veio desde cedo na carreira, principalmente por ter sido de sua autoria canções como “Girl I’ve Got a Date” e “The Children Are Crying”.

O músico teve mais de 20 filhos em vida, dos quais alguns seguiram seus passos musicais, como Noel e Christopher Ellis.

Rolling Stones
%d blogueiros gostam disto: