Arquivos de tags: Queer Tango Festival

Queer Tango Festival: um tango para dois

Mais de mil pessoas de cinco continentes participam esta semana do Festival Queer Tango em Buenos Aires, um evento destinado à comunidade gay, mas aberto a todos os amantes deste subúrbio de dança popular que querem desafiar a seus papéis tradicionais.

“O lema da festa é para dançar tango sem papéis determinados pelo sexo da pessoa que dança. Ou seja, duas mulheres podem dançar juntas, e dois homens também” sem motivo de zombaria ou rejeição, disse  à Agência Efe um dos diretores do evento, Mariana Docampo.

O festival visa romper com “a relação de dominação”, que sobrevive desde as origens do tango no final do século XIX, que o homem é sempre a condução e a mulher é orientada, um link que perde o sentido quando dança são casais do mesmo sexo.

O “termo” queer, que significa “estranho” ou “estranho”, em Inglês, originalmente utilizado para desprezar a comunidade gay, mas na década de noventa do século passado, este grupo se apropriou do termo para dar um significado de novo protesto .

Para Docampo “a” queer “é sobre todo um modo de pensar, uma filosofia ou mesmo uma teoria, onde as identidades estão pensando diferente e comovente”, um conceito que sustenta a essência do festival, que este ano foi declarado de interesse cultural pelo Ministério da Cultura da Argentina.

Mario Weis, Buenos Aires 47, homossexual, vivendo na Austrália há quinze anos, mas desde que abriu o festival em 2007, retorna a cada ano para a capital Argentina, diz, “a partir dos melhores professores do mundo se aprende não só levar mas, para ser conduzido.

“Não há nada mais bonito do que no meio da dança, os papéis do interruptor e deixe-se levar”, disse ele.

“É bom ter a oportunidade de ser eu mesmo quando eu danço tango. Posso ser quem eu quero ser, e ninguém vai incomodar ou reagir negativamente,” diz Cathy, uma drag queen da Austrália  e este ano, pela segunda vez no evento.

Australianos, americanos, japoneses e europeus, principalmente moradores do bairro vão participar das aulas e desfrutar do entretenimento oferecido pelo festival que começou na última segunda-feira e vai até o próximo domingo nas escolas da cidade.

O evento, patrocinado pelo governo de Buenos Aires e no Instituto Nacional Contra a Discriminação e  Xenofobia, tem este ano Berlim como convidado de honra “com o objetivo de trocar experiências entre as duas capitais.

UNO

%d blogueiros gostam disto: