Tag Archives: Paraguai

Larissa Riquelme fica nua para os espanhóis

A paraguaia que havia prometido posar nua se a seleção do seu país passasse pela Espanha nas quartas, posou com as cores da Espanha para a capa de uma revista espanhola. Dessa vez, segundo ela, seu objetivo era apenas animar a Espanha.

O título da publicação insinua que Larissa tenha “virado a casaca”. Na foto, os maquiadores pintaram a bandeira da Fúria em seu bumbum. Na última terça-feira, a modelo chegou a anunciar que havia recusado uma proposta para um ensaio sensual com uma bandeira da Espanha. Segundo ela seria uma traição ao seu país.

Larissa Riquelme ficou conhecida como a Musa da Copa, depois de ser flagrada por câmeras de TV com um celular entre os seios. Com a boa parti

cipação do Paraguai, a modelo se empolgou e prometeu que posaria nua em caso de vitória da seleção latina nas quartas de final. No entanto, mesmo com a derrota dos paraguaios, Larissa não se intimidou e fez um ensaio pra lá de sensual como recompensa ao esforço dos jogadores.

Roshie Photography

Paraguai: Lugo casa filha e emprega o genro

ABC Color
Foto
OS SUPOSTOS GENRO E FILHA DO PRESIDENTE FERNANDO LUGO

Uma sobrinha do presidente do Paraguai, Fernando Lugo, garantiu que o ex-bispo tem uma filha de 22 anos (foto) que se casou no sábado passado, em grande estilo, em Assunção, na presença do pai.

O presidente paraguaio também teria empregado o “genro”, de 24 anos, no governo, com um belo salário. A suposta filha, Fátima Rojas, não teria sido reconhecida por Lugo, que enfrenta outros três casos de paternidade, um deles com uma menor.

Mirtha Maidana, sobrinha do presidente, está disposta a ir aos tribunais para provar o que diz, segundo a imprensa local. A bela filha seria fruto de uma relação do bispo “papão” com Teresita Rojas, que ostenta na garagem um carro de luxo que seria de Lugo.

Teresita tem uma irmã no Brasil, casada com um envolvido em sequestro no Paraguai. A jovem Fátima foi apresentada como “sobrinha” do presidente. A imprensa paraguaia ironiza que outro filho não seria novidade, escândalo mesmo é o desvio do dinheiro público com a festança e o emprego do felizardo e jovem marido.

Qualquer semelhança com fatos ou pessoas envolvidas nesta história com políticos brasileiros não passa de coincidência de novela…

Claudio Humberto

PF vai usar avião não tripulado

PF vai usar avião não tripulado para combater crime na Tríplice Fronteira. Foto: Divulgação/PF A Polícia Federal apresentou nesta segunda-feira, em São Miguel do Iguaçu , município localizado a 40 quilômetros de Foz do Iguaçu, o Sistema Vant (Veículo Aéreo Não Tripulado), que será usado no combate ao crime na região da Tríplice Fronteira: Brasil, Paraguai e Argentina. É a primeira vez no mundo que a polícia emprega um Vant, normalmente utilizado por forças militares, para combater esse tipo de crime.

A aeronave é capaz de voar por 37 horas ininterruptas, cobrindo mais de 1 mil quilômetros. Além disso, pode fotografar ou filmar com nitidez, durante o vôo, pessoas e objetos no solo, de uma altura que pode chegar a 30 mil pés (10 quilômetros).

O ministro da Justiça, Tarso Genro, disse que até 2014 esse modelo de aeronave, de fabricação israelense, poderá ser construído no Brasil, já que o contrato de compra prevê a transferência de tecnologia para a indústria nacional. O investimento feito em cada uma das aeronaves é de aproximadamente R$ 8 milhões.

O projeto faz parte das mais de 90 ações preventivas, repressivas e sociais do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci).

Essa é a primeira fase de avaliação e aquisição. Ela deve ser concluída até o final do ano. Inicialmente, serão usados três aparelhos. Os outros dois devem ter como base os estados do Amazonas e o eixo Rio-São Paulo. Numa segunda etapa serão criadas outras quatro bases, com 14 aeronaves.

Brasília abrigará, além de uma das bases, um centro de treinamento para os operadores do sistema.

O ministro do Interior do Paraguai, Rafael Filizzola, disse ser fundamental que a aeronave seja incorporada como mais um instrumento ao acordo de cooperação técnica para assuntos de polícia, que os dois países mantêm na região de fronteira.

Informações da Agência Brasil

TAM amplia acordo com a uruguaia Pluna

A TAM informou hoje que expandiu o acordo de compartilhamento de voos com a companhia aérea uruguaia Pluna, com a participação da TAM Airlines, sediada em Assunção, Paraguai.

O acordo foi aprovado pelas autoridades dos três países. A operação – que vai ser implementada a partir de 1º de abril – consiste no compartilhamento de voos diários operados pela TAM e pela Pluna entre São Paulo e Montevidéu, além de uma frequência diária que liga Assunção a Montevidéu, por meio da Pluna.

A parceria possibilita oferecer aos clientes na rota entre São Paulo e Montevidéu, a operação da TAM e da Pluna. Com isso serão três frenquências diárias neste trecho. Já na rota que liga as capitais do Uruguai e Paraguai, os passageiros da TAM Airlines poderão voar pela Pluna.

InvestNews

Filho de embaixador bebe, bate carro e sai impune

Um acidente de trânsito, sem vítimas, está causando polêmica em Brasília e embaraços ao embaixador do Paraguai, Luiz Gonzáles Arias. Tudo porque seu filho, o estudante de medicina Sebastian González Ayala, de 19 anos, dirigindo sem habilitação e com visíveis sinais de embriaguez, bateu em dois outros veículos e, após se recusar a fazer teste de bafômetro, saiu impune do local, sob escolta de uma viatura do Batalhão Rio Branco, da Polícia Militar.

O acidente ocorreu ontem no setor central de Brasília. Com dificuldade para se expressar, Sebastian assumiu a culpa e admitiu ter bebido antes de pegar no volante. Mas pela Convenção de Viena, da qual o Brasil é signatário desde 1965, ele não responderá a processo e não perderá a permissão de dirigir, como determina o Código de Trânsito Brasileiro. Nem mesmo terá de pagar a multa de R$ 957 por dirigir alcoolizado. Ele nem sequer foi levado para a Delegacia para prestar depoimento.

A inviolabilidade, segundoo comandante do Batalhão, tenente coronel Alair Garcia Júnior, é extensiva aos familiares dos diplomatas e alcança as esferas penal, civil e administrativa. “Uma das nossas atribuições é garantir que as imunidades sejam respeitadas porque, do contrário, o Brasil estaria desrespeitando norma de direito internacional”, explicou. “É difícil de aceitar, mas é a lei: mesmo que fosse um crime mais grave, não poderíamos algemá-lo ou sequer detê-lo”, acrescentou o comandante.

O caso é recorrente na capital do País, onde circulam mais de 2 mil veículos diplomáticos, mas a reação indignada cada vez que isso ocorre está levando o Itamaraty, a exemplo de outros países, a adotar medidas para conter abusos praticados por pessoas beneficiadas por imunidade.

A partir de janeiro de 2009, por proposta da sua Coordenação Geral de Privilégios e Imunidades, os veículos de embaixadas passam a integrar o Registro Nacional de Veículos (Renavan). Em tese, eles ficarão com isso equiparados aos brasileiros em geral, no que diz respeito a multas de trânsito. Embora não tenha de pagá-las, por conta da imunidade, a medida funcionará no mínimo como constrangimento, tática adotada por vários países para conter os abusos de pessoas com imunidade diplomática.

AE

Paraguai: lei de fronteira ameaça ‘brasiguaios’

Cumprindo à risca o que estabeleceu a “Lei de Faixa de Segurança”, aprovada há cerca de dois anos, o governo do presidente paraguaio, Nicanor Duarte Frutos, confirmou o fim dos trabalhos de demarcação da chamada “fronteira interna”, localizada a 50 quilômetros de distância das fronteiras do Paraguai com países vizinhos.

A nova lei proíbe que cidadãos estrangeiros sejam proprietários de terras rurais dentro da chamada faixa de segurança do país, regra que poderia prejudicar produtores rurais brasileiros, argentinos e bolivianos não naturalizados, segundo admitiu o ministro das Relações Exteriores do país, Rubén Ramírez Lezcano.

Quem comprou terras antes da nova lei mantém direitos

Em entrevista ao GLOBO, o chanceler paraguaio explicou que o governo de seu país está realizando, em parceria com o governo Lula, um abrangente trabalho sobre a situação em que vivem e trabalham os brasileiros no Paraguai (os chamados brasiguaios) e assegurou que o governo vai “proceder de forma a evitar um impacto social negativo e sempre pensando em preservar nosso bom relacionamento com o Brasil”. Não existem estatísticas oficiais, mas estima-se que cerca de 500 mil brasileiros residam no Paraguai.

O que o chanceler deixou claro foi que brasileiros que tenham comprado terras na faixa de segurança antes da aprovação da nova lei não serão prejudicados, já que a norma não é retroativa. O Brasil tem uma faixa de segurança de 150 quilômetros. Os brasiguaios ocuparam áreas fronteiriças com o Brasil, principalmente nas regiões de Canindeyú e Alto Paraná, no Sudeste do Paraguai. Estima-se que existam cerca de 350 mil brasileiros nessa situação.

OGlobo

%d blogueiros gostam disto: