Arquivos de tags: Palestinos

Israel envia dinheiro a Gaza para previdência

Israel aprovou o envio à Faixa de Gaza de cerca de 23 milhões de shekels (US$ 6,2 milhões) anuais para pagar a seguridade social e pensões de mil palestinos que trabalharam no país, confirmou hoje o Ministério da Defesa israelense.

Apesar de ser um direito dos ex-funcionários em Israel, este pagamento era feito com dificuldade em Gaza, desde que os bancos israelenses cortaram suas relações com as entidades do território palestino, quando Israel o declarou “território inimigo”, em outubro de 2007.

Os fundos serão transferidos a Gaza, governada pelo movimento islâmico Hamas, através de bancos situados na Autoridade Nacional Palestina (ANP), que se encarregarão de “garantir que não acabe nas mãos do Hamas”, disse à Agência Efe o porta-voz da Defesa israelense, Shlomo Dror.

A medida beneficiará mil ex-trabalhadores no Estado judeu que atualmente vivem em Gaza, muitos dos quais perderam o emprego no início da Primeira Intifada, em 1987.

O texto final da proposta foi entregue ontem à noite à ANP, que começará agora a preparar o mecanismo de transferência dos fundos, afirma hoje o jornal “Ha’aretz”, editado em Tel Aviv.

O novo mecanismo foi elaborado por autoridades militares israelenses, em cooperação com representantes do Ministério da Justiça, das autoridades de luta contra a lavagem de dinheiro e contra o financiamento do terrorismo, do Tesouro Público, do Instituto de Seguridade Social e do banco central, acrescenta. EFE

Irã diz que Israel está perto da ‘aniquilação’

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, declarou nesta quarta-feira, 14, que Israel está morrendo e as comemorações do 60.º aniversário da criação do Estado são uma tentativa de evitar sua “aniquilação”. O comentário ocorre em um momento no qual o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, visita Israel.

“O regime sionista está morrendo”, disse Ahmadinejad durante um discurso no norte do Irã. “Os criminosos acham que, ao fazer comemorações, podem salvar o sinistro regime sionista (Israel) da morte e da aniquilação.” O presidente linha-dura usou a palavra árabe “ismihlal”, que pode ser traduzida como destruição, morte ou colapso.

O Irã não reconhece Israel, e Ahmadinejad várias vezes já pediu a destruição do Estado judeu. A troca de insultos se intensificou em 2005, quando Ahmadinejad disse que Israel deveria ser “varrido do mapa do Oriente Médio”. O iraniano já chegou a se referir ao Holocausto – o massacre de milhões de judeus durante a Segunda Guerra Mundial pelos nazistas – como um “mito”.

Israel considera o Irã uma ameaça por causa de seu programa nuclear e de seu arsenal de mísseis. Israel e os Estados Unidos acusam Teerã de desenvolver em segredo um programa nuclear bélico. O Irã nega e assegura que suas usinas atômicas têm fins estritamente pacíficos de geração de energia elétrica.

Associated Press

%d blogueiros gostam disto: