Arquivos de tags: ONG

ONG de proteção animal tem ações do McDonald’s

peta_manifestacao_belgica_reuters_francois_lenoir_03092009.JPG
Peta, que costuma dizer ’vire vegetariano’, torna-se acionista do McDonald’s
(foto: Francois Lenoir/Reuters)

A organização de proteção aos animais Peta (People for the Ethical Treatment of Animals) comprou ações de pelo menos 80 empresas cuja prática ela condena, inclusive o McDonald’s e a Kraft Foods, dois de seus principais alvos, segundo reportagem do jornal britânico Telegraph.

Tornando-se acionista, a entidade passa a ter acesso direto aos donos das empresas acusadas de maltratar ou corroborar com maltrato de animais. “Essa decisão nos dá um novo fórum para apresentar as nossas pesquisas aos executivos, acionistas e ao público”, disse ao jornal a ativista da Peta Ashley Byrne.

Segundo declarações dela ao Telegraph, os supermercados Safeway e os restaurantes Ruby Tuesday concordaram em comprar produtos de empresas que usam “métodos mais humanos de abatimento de animais” ou fornecem ovos de galinhas e carne de porco de animais criados ao ar livre.

O jornal Los Angeles Times, que também deu a notícia, comentou que agora a Peta vai tentar negociar acordo com as companhias a portas fechadas. “Se você é extremista, você consegue costurar uma certa gama de apoios. Se você se torna um investidor, você muda para uma posição mais moderada e pode mudar sua identidade e confundir os ativistas mais antigos”, afirmou ao LA Times Hayagreeva Rao, professor de comportamento organizacional na Universidade Stanford.

Leia a reportagem no site do jornal Telegraph (em inglês)

Sílvio Guedes Crespo

Ronaldinho: parceria social na Bahia

O governador da Bahia, Jaques Wagner, firmou parceria com o Instituto Ronaldinho Gaúcho (IRG) lançou o projeto social Jogos da Cidadania, com objetivo de tirar diversas crianças e adolescentes da vulnerabilidade social.

Serão beneficiados cerca de 2 mil jovens com idade entre 10 a 17 anos, em situação de risco social, atendidos pelo Programa Bolsa Família, com baixa escolaridade, dificuldade de acesso ao mercado de trabalho e expostos a violência doméstica e urbana.

Adolescentes que cumpriram medidas socioeducativas também serão contemplados. O jogador afirmou que sempre esteve vontade de vir a Salvador e uniu este desejo a ação social. Segundo ele, a capital baiana é a primeira fora do Rio Grande do Sul a receber o Instituto.

De acordo com o presidente do Conselho de Administração do IRG, Roberto de Assis Moreira, irmão de Ronaldinho e ex-jogador, a proposta é promover inclusão social a partir do esporte e da profissionalização, beneficiando muitos jovens. “Em um futuro próximo veremos o resultado.”

O projeto é viabilizado por meio do Programa Jovens Baianos, da Sedes, com investimento de R$ 3,8 milhões. Serão oferecidas aos beneficiários práticas esportivas nas modalidades de futebol de campo, futebol de salão, voleibol e basquete.

Cursos de qualificação profissional na área de tecnologia da informação também serão desenvolvidas pelo projeto.

Alemanha anuncia recursos para Amazônia

O governo brasileiro espera arrecadar US$ 1 bilhão já no primeiro ano de existência do Fundo Amazônia, que será criado para receber verbas destinadas à proteção da Amazônia.

O fundo, anunciado anteontem pelo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, estará condicionado ao compromisso brasileiro de diminuir os índices de desmatamento. Quanto mais o Brasil reduzir a emissão de gás carbônico gerado pelo desmatamento e pelas queimadas, maior o volume de recursos a serem doados pelos governos, entidades privadas e ONGs estrangeiras e nacionais.

O diretor do Programa Nacional de Florestas do Ministério do Meio Ambiente, Tasso Azevedo, deve fechar hoje a primeira parceria do Fundo Amazônia, com o governo da Noruega, que doará US$ 100 milhões. Azevedo reúne-se hoje com o primeiro-ministro da Noruega, Jens Stoltenberg, em Oslo, para selar o compromisso. Dirigentes de ONGs norueguesas também participarão do encontro. 

O Greenpeace deve escolher até amanhã o país merecedor do título de “motosserra de ouro” da Conferência de Biodiversidade. Além do Canadá e da Austrália, o Brasil, escolhido ontem a “motosserra do dia”, é um forte candidato. O título é uma ironia pelos crimes de desmatamento na Amazônia, e deverá ser entregue ao Brasil exatamente no dia da visita de Carlos Minc a Bonn.

O escolhido para o prêmio de grande desmatador foi Blairo Maggi, governador de Mato Grosso. O Greenpeace escolheu o Brasil inteiro também para o titulo pela destruição da floresta, e pelo fato de o país não aceitar qualquer tipo de compromisso internacional no que se refere à Amazônia. 

O Globo

Ex-diretor de ONG deve devolver R$ 3 milhões

O TCU (Tribunal de Contas da União) condenou nesta quinta-feira o ex-diretor da ONG Documentação Indigenista e Ambiental Wagner Antônio de Oliveira a pagar R$ 2.847.831,26 por não prestar contas de recursos recebidos por convênio com a Funasa (Fundação Nacional da Saúde). O valor, atualizado, era destinado a ações de assistência à saúde da população indígena.

Oliveira não apresentou prestação de contas de parcelas do convênio à Funasa, e foram encontradas irregularidades como pagamentos e empréstimos a dirigentes e empregados da ONG, pagamento de refeições a pessoas não relacionadas à finalidade do convênio e pagamento de multas de trânsito.

O ex-diretor também foi multado em R$ 50 mil e tem 15 dias para comprovar o recolhimento dos valores. Foi autorizada a cobrança judicial e o parcelamento da dívida, e cabe recurso da decisão.

%d blogueiros gostam disto: