Arquivos de tags: Net

Net amplia banda larga para até 12 Mbps

A NET Serviços, empresa de multisserviços via cabo, anuncia o incremento da oferta de novas velocidade de seu produto de banda larga. NET Virtua Mega Flash, e, agora, oferece novas opções com 3 Mbps, 6 Mbps ou 12 Mbps. As velocidades de upload (envio de informações) e a franquia de tráfego também aumentaram.

O NET Vírtua Mega Flash 12 Mbps, por exemplo, disponibiliza 800 Kbps de velocidade para upload e oferece franquia de 90 GB por mês. Com 90 GB, segundo a Net, o usuário é capaz de baixar uma média de 15 mil músicas ou mais de 250 vídeos por mês.

Além das altas velocidades, informa a empresa, o novo NET Vírtua Mega Flash continua permitindo acesso 24 horas por dia, não ocupa a linha de telefone e não exige a contratação de provedor de conteúdo (que é opcional). O produto também não tem taxa de adesão ou instalação e o modem é cedido gratuitamente em comodato.

A companhia oferece ainda os serviços NET Lar Cyber Rede, instalação de rede doméstica Wi-Fi que permite acessar a internet de qualquer lugar da casa; e aplicativos para uma experiência segura on-line com NET Lar Cyber Anjo (instalação de anti-vírus, firewall etc.).

Atualmente, a Net está presente em 79 cidades. Segundo dados do 1º trimestre deste ano, a empresa possui 2,6 milhões de clientes de TV por assinatura (NET), 1,6 milhão de assinantes de internet em banda larga (NET Vírtua) e 718 mil assinantes de serviços de voz (NET Fone via Embratel).

O diretor de marketing da Net, Eduardo Aspesi, informa que o serviço está disponível em toda a área de atuação da companhia. “As novas velocidades estão disponíveis para todas as cidades onde a Net atua nas regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste, em qualquer domicílio atendido pela rede.

Assessoria da Net Serviços

Net lança canal de filmes

A Net vai lançar um canal de filmes em julho. O Megapix terá programação de filmes e séries 100% dublada em português.

Em julho, entrará no ar o MEGAPIX que espera cobrir 90% do mercado de pay TV brasileiro até final de 2009. O dia oficial de estréia do canal Megamix ainda nao foi definida. O canal _ da Globosat_ vai oferecer filmes, séries e documentários.

Já estão previstas as exibições de “O Segredo de Brokeback Mountain”, “Quero Ficar com Polly”, “Alguém como você”, “Missão Impossível 2”, “Legalmente loira 2”, “Violação de conduta”, “Quero Ser John Malkovich”, “O Pianista”, “Van Helsing”, “Crash – no Limite”, “Senhor das Armas”, “Vida Bandida”, “De Volta para o Futuro”, “Um Lugar Chamado Notting Hill”, “Leis da Atração”, “Ronin”, “Elizabeth” entre outros.

OGlobo

NET vai suspender cobrança por ponto adicional

A Net divulgou nesta segunda-feira um comunicado ao mercado para informar que vai cumprir a determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para que as empresas suspendam por 60 dias a cobrança de instalação e mensalidades de ponto adicional de TV por assinatura. No texto ( leia a íntegra aqui) a empresa ressalta que a decisão da agência é temporária e acrescenta que está estudando meios de amenizar o impacto da decisão sobre suas receitas. A TVA e a SKY e a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA) não quiseram se pronunciar sobre a decisão da Anatel, publicada nesta segunda-feira no Diário Oficial da União.

A decisão foi tomada pelo conselho diretor da Anatel que editou uma resolução suspendendo por 60 dias os artigos 30, 31 e 32 do novo Regulamento de Proteção e Defesa dos Direitos dos Assinantes dos Serviços de Televisão por Assinatura. O novo regulamento entrou em vigor na última segunda-feira e atinge um mercado de 5,2 milhões de assinantes de TV por assinatura. As empresas tiveram 180 dias para se adaptar as novas regras, pois o regulamento foi aprovado no ano passado.

Na semana passada, antes da decisão da Anatel , a Associação Brasileira de TV por Assinatura (ABTA)

ajuizou uma ação cautelar visando suspender os efeitos da proibição da cobrança do ponto adicional até que o regulamento seja esclarecido em sua integralmente.

A Anatel informou que sua área técnica vai estudar uma nova redação para os artigos para deixá-los mais claros.

Regras para TV paga mudam hoje

Entra em vigor hoje o novo Regulamento de Proteção e Defesa dos Direitos dos Assinantes dos Serviços de Televisão por Assinatura. Editado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), ele estréia em meio a uma polêmica. Questionado, inclusive pelo Ministério Público, sobre se as operadoras poderão cobrar pelo ponto extra, o conselho diretor do órgão regulador se reúne hoje para bater o martelo.

O grande problema é que, em dois artigos do regulamento, as operadoras de TV são autorizadas a cobrar pela instalação e pela ativação do ponto extra. Porém, a programação fornecida nesta “extensão” tem que ser gratuita. Essa ambigüidade levantou dúvidas e ponderações.

As novas regras atingem os moradores de 5,2 milhões de residências do país que tem TV paga. As empresas também poderão cobrar pela manutenção do ponto extra se houver solicitação de prestação de serviço feita pelo assinante. Segundo a agência, quem já tem ponto extra não precisará pagar instalação e ativação novamente.

Pelo regulamento, o consumidor pode contratar outra empresa para instalar os pontos extras. Mas a empresa de TV por assinatura não terá responsabilidade por interferências no sinal, e o assinante poderá ser responsabilizado por danos no equipamento da operadora.

A extensão é direito assegurado do assinante pela legislação nova e por ele não se pode cobrar nenhuma taxa, independentemente do plano de serviço contratado com a prestadora.

Caso a família tenha que se ausentar de casa por período extenso, a nova regulamentação permite a suspensão do serviço, por 30 a 120 dias, uma vez por ano, sem qualquer cobrança. Também foi estabelecido no regulamento que o cliente terá direito a receber em dobro, e em dinheiro, o valor pago a mais por causa de erros na conta.

O preço do serviço, o índice de reajuste e a periodicidade do aumento devem ser previstos no contrato a ser assinado. Além disso, o documento de cobrança deverá trazer o protocolo das últimas cinco reclamações ou solicitações de serviços. As empresas tiveram 180 dias para se adaptar às novas regras.

OGlobo

Net vende 3.000 decodificadores

Desde o lançamento, em dezembro, a Net já vendeu cerca de 3.000 decodificadores com conversores embutidos, aptos a receber o sinal da TV digital aberta e em alta definição, que custam R$ 799. O número foi divulgado pelo presidente da operadora, José Antonio Felix, ao comentar o balanço do primeiro trimestre, quando o lucro líquido da empresa subiu 9% na comparação com igual período de 2007.

Em junho, a TVA promete lançar o “híbrido” por até R$ 350, mas sem a função de gravador, e a Sky estima que o seu aparelho chegue ao mercado no início de 2009.

Fora do mercado de TV por assinatura, que abrange consumidores de maior poder aquisitivo, as vendas de conversores estão abaixo das expectativas.

Não há dados oficiais, mas o presidente da Positivo, Hélio Rotenberg, estimou que foram vendidos só 20 mil aparelhos, considerando todas as marcas. A empresa, aliás, interrompeu a produção.

MP quer desconto por falta de sinal na NET

 O Ministério Público de São Paulo quer que a Net passe a descontar, nas mensalidades de todos os assinantes, os valores correspondentes aos períodos em que o sinal de TV por assinatura ou de internet banda larga é interrompido, informa a coluna de Mônica Bergamo na Folha desta segunda-feira.

Uma vez que o cliente paga por 24 horas diárias de fornecimento do serviço, a Promotoria classifica a falta do desconto proporcional às interrupções como “enriquecimento ilícito”. De acordo com a coluna, a Net afirmou que já efetua o abatimento mediante solicitação do cliente.

Segundo informou na divulgação dos resultados em 2007, a empresa fechou o ano passado com 27% de participação de mercado, dois pontos percentuais acima de 2006. A base de clientes de TV por assinatura atingiu 2,47 milhões de domicílios (16% a mais do que em 2006).

Já os clientes do Virtua –serviço de banda larga da empresa– somam 1,43 milhão, 65% a mais sobre o ano anterior, com participação de mercado de 22%. O número de clientes do Net Fone (serviço de telefonia da companhia) subiu 212% no ano passado em relação a 2006. Agora são 567 mil clientes, o que responde a 9% de participação no mercado.

O lucro líquido da Net em 2007 foi de R$ 207,8 milhões, alta de 151% sobre o ano anterior.

MB

%d blogueiros gostam disto: