Arquivos de tags: MP RS

RS: Ministério Público afasta promotora em NH

O procurador-geral do Ministério Público, Mauro Renner, atendeu a um pedido da Corregedoria-Geral do Ministério Público e afastou ontem, por 30 dias, a promotora Silvia Regina Becker Pinto. Ela atua na 3.ª Promotoria Cível de Novo Hamburgo.

Há mais de um mês, a Corregedoria investiga a conduta profissional e administrativa da promotora. As fases e os processos da investigação não estão sendo divulgados à imprensa, porque estão sob segredo de Justiça. Silvia está sendo investigada por suposta irregularidade na conduta profissional dela com o seu filho Alberto Fernando Becker Pinto, que é advogado.

O afastamento da promotora do Ministério Público é uma medida preventiva. De acordo com o procurador Mauro Renner, é para garantir que não haja interferência no decorrer do processo investigatório e para que se preserve a investigação e a investigada. “A medida é salutar, queremos lisura e transparência total dessa investigação para que ninguém alegue alguma interferência posteriormente”, esclarece Renner. O procurador desconhece situação semelhante na história do Ministério Público, mas alega que também não pesquisou outros casos no Estado.

Férias – A promotora estava em férias na Europa e retornou no final de semana. Conforme o procurador Renner, ontem ela recebeu a intimação para ser interrogada pela Corregedoria e também foi afastada de sua função. Enquanto a situação é investigada, ela continua a receber salário, mas não poderá atuar por 30 dias.

OAB conclui relatório na semana que vem
A Subseção Regional de Novo Hamburgo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) investiga o comportamento do advogado Alberto Fernando Becker Pinto, filho da promotora, também por suposta irregularidade. A OAB tem o foco na relação do advogado com a mãe e a Corregedoria, na relação da promotora com o filho. Becker disse ontem que não falará sobre o assunto. A investigação deve ser concluída na semana que vem e decidirá se haverá ou não a abertura de um inquérito ético. A OAB começou a investigar Becker antes da Corregedoria, em meados de setembro.

Graziela Dannenhauer/Jornal NH

%d blogueiros gostam disto: