Arquivos de tags: Maria do Rosário

RS: Justiça barra candidatura de Maria do Rosário

O pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE-RS) indeferiu hoje a candidatura à reeleição da deputada federal Maria do Rosário (PT). Por seis votos a zero, a corte entendeu que a parlamentar está inabilitada a disputar as eleições deste ano porque sua campanha à prefeitura de Porto Alegre, em 2008, não pagou dívidas de R$ 898 mil com fornecedores.

A deputada emitiu uma nota informando que vai recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e manter as atividades da campanha à reeleição. No texto, Maria do Rosário se diz indignada com a decisão, que considera injusta, e lembra que reconhece as dívidas, que foram assumidas pelo PT e estão sendo pagas.

“Irregular seria se não reconhecêssemos formalmente e jogássemos tais débitos na informalidade”, sustenta. “Por fazer o certo, por atender à lei, estou sendo punida”, completou.

ELDER OGLIARI – AE

Porto Alegre: Lula grava apoio a Maria do Rosário

Finalmente Lula gravou uma mensagem de vídeo pedindo votos para Maria do Rosário, candidata do PT a prefeita de Porto Alegre. A gravação foi feita esta tarde. E irá ao ar amanhã e na sexta-feira, últimos dias de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.

O PMDB do prefeito José Fogaça, candidato à reeleição, sempre foi mais aliado do PSDB do que do governo Lula. No passado, Fogaça foi líder no Senado do governo Fernando Henrique. E Eliseu Padilha, atual coordenador da campanha de Fogaça, ministro.

Mesmo assim, Lula se negou a gravar em favor de Maria do Rosário alegando que não queria arranjar problemas com o PMDB. Gravou no fim do jogo, quando a reeleição de Fogaça é quase certa. Espertinho!

NoBL

Porto Alegre: Fogaça amplia vantagem

José Fogaça (PMDB) ampliou sua vantagem nas intenções de voto em relação a Maria do Rosário (PT) na disputa em segundo turno pela Prefeitura de Porto Alegre. Na menção estimulada, Fogaça obteve 54,5% das preferências dos eleitores ouvidos na segunda pesquisa Correio do Povo/Methodus após a eleição do dia 5, uma vantagem de 17,5 pontos percentuais sobre Maria do Rosário, que ficou com 37%.

Na pesquisa anterior, publicada dia 13 de outubro, a vantagem de Fogaça era de 12,5 pontos percentuais. Se forem considerados apenas os votos válidos, excluindo-se os eleitores indecisos e os que pretendem votar em branco ou anular o voto, a vantagem de Fogaça é de 19 pontos percentuais, pois seu índice vai para 59,5% e o de Maria do Rosário passa para 40,5%.

Na pesquisa anterior, eles obtiveram, respectivamente, 56,8% e 43,2% dos votos válidos, com uma diferença de 13,6 pontos percentuais em favor de Fogaça. Na eleição de primeiro turno, Fogaça teve 43,8% dos votos válidos. Maria do Rosário, a segunda colocada, ficou com 22,7%.
Na menção espontânea da pesquisa, na qual foram ouvidos 1.050 eleitores de diversos bairros da Capital, Fogaça também é o nome mais lembrado, registrando 52,3% das citações. Maria do Rosário aparece com 35,5% das citações. Em relação à pesquisa anterior, o percentual de José Fogaça cresceu 1,6 ponto percentual, enquanto o da candidata do PT registra queda de 2,5 pontos percentuais. O

levantamento aponta que o percentual de eleitores ainda indecisos é de 7%.
A pesquisa Correio do Povo/Instituto Methodus também perguntou aos eleitores ouvidos em quem eles votaram no dia 5.

CP

Porto Alegre: Maria troca de marqueteiro

– O marqueteiro pernambucano Alexandre Augusto chega à Porto Alegre para atuar na campanha de Maria do Rosário (PT) com a missão de “apimentar” o segundo turno das eleições municipais. Embalado por uma vitória no primeiro turno de João da Costa (PT) na disputa da prefeitura do Recife, substituiu o mineiro Augusto Fonseca, que integrou a equipe de TV na primeira etapa da campanha.

A falta de acordo sobre os valores para o segundo turno foi um dos fatores que teria motivado o afastamento consensual de Fonseca, informou o site zerohora.com. Em entrevista ao portal ele admitiu ter enfrentado cobranças de alas da esquerda por uma campanha mais dura.

O coordenador de comunicação não cita mudanças, mas afirma que a substituição foi motivada não apenas por questões financeiras. Além de encarar a vinda de Alexandre Augusto como um reforço, Oliveira ressalta que o tom da campanha do segundo turno será marcado por um profundo debate sobre os desafios e problemas da cidade, sendo que as peças publicitárias irão destacar as diferenças entre os planos e projetos das duas candidaturas.

Segundo pesquisa do Ibope, publicada no último domingo no jornal Zero Hora, o candidato à reeleição José Fogaça (PMDB) tem 51% das intenções de voto e a candidata do PT registra 40%. Considerando apenas os votos válidos, o Ibope mostra Fogaça com 56% e Rosário com 44%.

Coletiva.net

Ibope: Fogaça sai na frente no 2º turno

O prefeito de Porto Alegre e candidato à reeleição, José Fogaça (PMDB), saiu na frente na disputa pelo segundo turno das eleições municipais na capital.

Fogaça aparece com 51 por cento das intenções de voto, enquanto a adversária Maria do Rosário (PT) tem 40 por cento na pesquisa divulgada pelo Ibope, no sábado.

Fogaça venceu o primeiro turno das eleições com 43,8 por cento. Rosário fez 22 por cento. O candidato à reeleição também leva vantagem na expectativa de vitória. Entre os entrevistados, 63 por cento disse acreditar que Fogaça será o próximo prefeito, enquanto 31 por cento aposta na vitória de Rosário.

O Ibope ouviu 1001 eleitores entre 9 e 10 de outubro. A margem de erro da pesquisa é de três pontos percentuais. Os indecisos são 4 por cento, enquanto a margem de eleitores que pretendem votar em branco ou anular ficou em 5 por cento.

A pesquisa foi realizada antes do reinício da propaganda eleitoral gratuita que voltou a ser veiculada no sábado, 11 de outubro.

A pesquisa foi contratada pela RBS TV e está registrada com o número 110/2008 na 161ª Zona Eleitoral de Porto Alegre.

Reuters/ZH

Porto Alegre: Fogaça e Rosário no 2 turno

O segundo turno das eleições 2008 está definido em Porto Alegre. José Fogaça (PMDB) e Maria do Rosário (PT) são os candidatos que estarão na segunda etapa da disputa.

O segundo turno das eleições 2008 está definido na capital do Estado. José Fogaça (PMDB) e Maria do Rosário (PT) são os candidatos que estarão na segunda etapa da disputa.

Com 43,85% (346.427) dos votos válidos, Fogaça ficou em primeiro lugar. A petista alcançou 22,73% (179.587) da preferência.

Em terceiro lugar, Manuela D’Ávila atingiu 15,35% (121.232) dos votos.

Luciana, 9,24%
Onyx, 4,91%
Marchezan Júnior, 2,84%.

Os demais candidatos conseguiram menos de 1% dos votos.

Ao todo foram 40.460 votos em branco (4,66%) e 38.618 nulos (4,44%)

As eleições do segundo turno foram agendadas para o dia 26 de outubro.

ClicRBS

PT: derrota histórica em Porto Alegre

Com apenas duas semanas de campanha pela frente, o PT corre o risco de não passar, pela primeira vez em 20 anos, do primeiro turno da eleição municipal em Porto Alegre, cidade que governou durante quatro gestões consecutivas até 2004. Se a ameaça expressa nas últimas pesquisas de intenção de voto se confirmar, o segundo turno será disputado pelo prefeito licenciado José Fogaça (PMDB) e pela candidata do PCdoB, Manuela D”Ávila, e o partido do presidente Lula, que vem batendo recordes de popularidade pelo país, sofrerá uma dura derrota na cidade que já foi o cartão de visitas do petismo.

À primeira vista, o cenário poderia parecer perfeito para a candidata do PT, Maria do Rosário. Além dos altos níveis de aprovação de Lula e da presença de quatro gaúchos no ministério (Tarso Genro, Dilma Rousseff, Nelson Jobim e Guilherme Cassel), os petistas tinham pela frente, de um lado, uma administração municipal vista pela população como lenta e carente de projetos e, de outro, um governo estadual, comandado por Yeda Crusius (PSDB), acuado por uma onda de denúncias de corrupção.

Mesmo assim Rosário não conseguiu consolidar a posição e chega à reta final, na melhor das hipóteses, empatada com a comunista em segundo lugar. Na semana passada, o Datafolha indicou 18% de preferência do eleitorado para cada uma e, ontem, nova pesquisa do instituto Methodus publicada no “Correio do Povo” deu 23,9% para a candidata do PCdoB e 17,1% para a petista, com crescimento de 1,3 ponto na vantagem de Manuela em sete dias. Fogaça, que lidera desde o início, obteve 33% e 31,1%, respectivamente.

Rosário e Manuela travam ainda uma briga particular pela identificação com o presidente da República. “Sinto-me representante do presidente Lula. Ele é do PT e eu sou do PT, por mais que outros candidatos queiram aparecer com ele”, disse.  Ao mesmo tempo, Manuela apresenta fotos em que aparece junto de Lula e faz questão de enfatizar a proximidade do PCdoB com o governo federal.

Segundo o coordenador de campanha do PT, Cícero Balestro, nas próximas duas semanas o partido vai tratar de “reforçar” esses vínculos. “Vamos dizer para aqueles que aprovam o governo Lula que votem na Maria do Rosário”, afirma. Do outro lado, o coordenador da campanha de Manuela, Adalberto Frasson, considera “legítimo” que os dois partidos exponham suas afinidades com o presidente da República. “O PCdoB foi o único partido que apoiou o presidente Lula em todas as eleições desde 1989”, lembra.

Conforme o professor de pós-graduação em ciência política da UFRGS, André Marenco, o PT acabou ainda caindo num “vazio” entre os dois adversários diretos: não é nem mais governo da cidade com resultados recentes para apresentar, como Fogaça tem se empenhado em mostrar aos eleitores, nem tampouco uma novidade no cenário político. Esse papel vem sendo encarnado por Manuela, que se preocupa ainda em passar a imagem de uma personalidade aberta ao diálogo, diz, além de não enfrentar o desgaste acumulado pelo PT em 16 anos de governo na capital gaúcha. Outro problema, segundo o professor, é que os petistas não têm dificuldade em fazer oposição. “Ou o PT faz uma oposição muito estridente ou não faz nada”.

Sérgio Bueno/ Valor Econômico

%d blogueiros gostam disto: