Arquivos de tags: Maracanã

Fifa cobra entrega do Maracanã no prazo

A entrega da obra foi adiada três vezes e o novo prazo de conclusão do Maracanã é 27 de abril.

A expectativa é que sejam retiradas mais de mil cadeiras por dia

 

Representantes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) se reuniram nesta sexta-feira (8/3), a portas fechadas, com representantes do governo do Rio de Janeiro, para discutir a entrega do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, palco da Copa das Confederações em junho.

A entrega da obra foi adiada três vezes e o novo prazo de conclusão do Maracanã é 27 de abril. A Fifa não abre mão da nova data, porque pretende ter jogos testes entre em maio e início de junho. Um deles seria um amistoso entre Brasil e Inglaterra em 2 de junho.

A menos de 100 dias para a Copa das Confederações, torneio internacional cuja final será no Maracanã, a Fifa enviou representantes para saber sobre o estágio da modernização do estádio.

Há poucos dias, operários foram flagrados de cuecas retirando água da cobertura, que ficou encharcada depois de fortes chuvas. A obra sofreu mudanças no cronograma e voltou ao normal hoje. Segundo o site oficial da Copa 2014, a reforma do Maracanã estava 79% concluída em dezembro de 2012.

A primeira fase da Copa das Confederações vai de 15 a 23 de junho com jogos no Rio de Janeiro, em Brasília, em Fortaleza, no Recife, em Belo Horizonte e em Salvador.

As semifinais serão nos dias 26 e 27 de junho em Belo Horizonte e Fortaleza e a final será disputada no Maracanã no dia 30 de junho. Hoje, apenas o Mineirão (Belo Horizonte) e o Castelão (Fortaleza) estão prontos, segundo o site oficial da Copa 2014.

 

Brasil Economico

Maracanã será privatizado a partir de janeiro

O governo do Rio de Janeiro se prepara lançar no início de 2011 um edital para a concessão do Maracanã.

A privatização do estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, começa a ser definida ainda este mês, mas não vai provocar aumento no preço dos ingressos para os jogos de futebol.

O edital que entrega o estádio para a iniciativa privada estará pronto ainda em janeiro e passará para a empresa vencedora todo o complexo esportivo, que também inclui o ginásio Maracanazinho, o Estádio de Atletismo Célio de Barros e o Estádio Aquático Júlio Delamare.

O objetivo de privatizar o Maracanã é preparar a estrutura para receber a Copa do Mundo de 2014. Para isso, serão necessários investimentos de R$ 200 milhões em melhorias que vão desde assentos marcados até novas saídas que possibilitem o esvaziamento do estádio em 8 minutos.

Outros R$ 200 milhões serão aplicados em uma nova cobertura, acoplada à atual, possibilitando que todos fiquem protegidos da chuva.

Em 2007, o complexo do Maracanã recebeu investimentos federais de R$ 130 milhões, para possibilitar a realização dos Jogos Pan-Americanos. O Maracanazinho ganhou ar-condicionado central e um moderno placar eletrônico, e o Maracanã teve seu gramado totalmente reformado e rebaixado, além da instalação de cadeiras em todos os lugares.

Ainda assim é preciso adaptar o estádio para as exigências da Federação Internacional de Futebol (Fifa). Atualmente, são gastos R$ 10 milhões por ano só com a manutenção do estádio.Como a receita maior vem de eventos e não das partidas de futebol, a privatização não afetaria o preço dos ingressos cobrados dos torcedores.

As reformas do Maracanã devem estar concluídas até 2012, por exigência da Fifa, permitindo que em 2013 seja realizada a Copa das Confederações nos estádios que sediarão os jogos da Copa de 2014.

Maracanã diminui capacidade para Copa 2014

A capacidade de público do Maracanã vai continuar diminuindo. Já foi de cerca de 200 000 pessoas, entre a inauguração, em 1950, até a reforma de poucos anos atrás. Agora, é de cerca de 85 000.

Para a abrigar a Copa de 2014, novas reformas encolherão o estádio. Passará para cerca de 60 000 pessoas, segundo deseja o governo do Rio de Janeiro. A ideia da reforma é manter a “casca do Maracanã” – ou seja, o anel externo que é a marca arquitetônica do estádio – e botar tudo no chão na parte de dentro.

As arquibancadas, por exemplo, que ficam longe do campo em comparação com os estádios modernos, ficarão junto às quatro linhas.

Haverá uma concorrência pública para saber quem toca a reforma. Mas até onde se sabe, o consórcio favorito número um, dois e três é uma associação entre Flamengo, CBF, Fluminense e a inglesa ISG, que seria a gestora do novo Maracanã.

Lauro Jardim

%d blogueiros gostam disto: