Arquivos de tags: Jade Barbosa

Jade acusa CBG: muito remédio e pouca água

A polêmica lesão no punho direito de Jade Barbosa ganhou novos contornos nesta sexta-feira. Em entrevista à Folha de S. Paulo, a ginasta acusou a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) de ter prescrito a ela medicação em alta dosagem, o que teria proporcionado vômitos e mal-estar durante os Jogos de Pequim.

A carioca disse que passou a tomar o antiinflamatório Prexige em fevereiro deste ano para controlar as dores no punho, a mando do médico da CBG, Mário Namba. A dose começou com um comprimido de 400 g no início do ano, passou a duas cápsulas em julho e a três em agosto, durante as Olimpíadas. Segundo especialistas consultados pela Folha, a quantidade foi excessiva.

A ginasta ainda revelou que a CBG impede suas atletas de beberem água. “Era proibição dos técnicos. Podíamos no máximo dar borrifadas de uma garrafinha com spray na boca, mas isso era feito escondido”, acusou Jade, que relacionou seus problemas de pedra nos rins à medida adotada pela entidade. “Quando tive crise renal, fui orienta pelo médico a tomar 1,5 litro de água por dia, mas tive restrições e tinha que ouvir piadas: ‘Lá vai a Jade tomar a aguinha'”.

Por esses motivos, questões contratuais e salariais e principalmente pela gravidade da lesão no punho da ginasta, o pai dela, César Barbosa, já afirmou que pretende processar a CBG. A entidade ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto e o fará na tarde desta sexta-feira, em entrevista coletiva concedida em Curitiba.

FolhaOnLine

Atletas da ginástica olímpica recebem menos que salário mínimo

Segundo o  jornalista Alex Solnik, a atleta Jade Barbosa, falando com amigos, fez denúncias sérias do que ocorre com as atletas da ginástica olímpica que participaram dos certames em Pequim. Informou que as atletas recebem quantia inferior ao salário mínimo e, mesmo assim, o pagamento está atrasado desde janeiro. Há outras participantes que não possuem salários estabelecidos.

Pela informação fornecida pela própria Jade Barbosa, para suprir as necessidades de sobrevivência, se sente obrigada a fazer algum dinheiro. Isso consegue com a venda de camisetas e bonés que manda fazer. Com essa atitude, consegue reunir algum dinheiro com o qual enfrenta as necessidades do treinamento. As que não têm patrocinador não podem, nas entrevistas, citar o nome dos que ajudam na participação.

Em virtude disso, dificilmente conseguem apoio de pessoas ou empresas. Jade Barbosa criticou parte da imprensa pelas críticas feitas ao atleta Diego Hipólito. Refere-se a ele como profissional de alta competência, que teve acidente infeliz na exibição.

Com a dissolução da equipe permanente de ginástica artística, Jade Barbosa está de volta ao Flamengo, onde passará a treinar. A ginasta deveria voltar ao trabalho ainda esta semana, mas uma conjuntivite no olho esquerdo adiou o fim das “férias” para a próxima segunda-feira. Além de se recuperar, ela fará exames no punho direito, que machucou no inicio do ano.

 Ari Cunha/Correio Braziliense

%d blogueiros gostam disto: