Arquivos de tags: Infancia

DNA: Garoto de 13 anos não é o pai

Um tabloide britânico publicou que Alfie Patten, de 13 anos, não é pai de uma menina, como ele alegava.
Alfie ficou famoso no Reino Unido e também no mundo todo após aparecer em uma reportagem no “The Sun” em que dizia que era pai de uma menina. Ele afirmava ter engravidado sua namorada Chantelle Steadman, de 15 anos.

O garoto “assumiu” a criança, apesar de admitir não saber como a iria sustentar.

Foto: Reprodução/The SunO jornal “The Mirror”, porém, publicou nesta quinta-feira (26) que o exame de DNA mostra que ele não é o pai biológico de Maisie Roxanne, que nasceu em 9 de fevereiro.

A dúvida sobre a paternidade surgiu após três outros jovens terem afirmado que poderiam ser o pai do bebê. Bravo, Alfie disse que iria fazer o exame de DNA “para calar a boca das pessoas”.

Alfie tinha certeza sobre a paternidade após ter ouvido da namorada que havia sido o único homem da vida dela e que ela havia perdido a virgindidade com ele. Os dois tiveram apenas uma relação sexual.

Ainda em fevereiro, o site do “News of the World” publicou dois relatos de jovens britânicos, também menores de 18 anos, dizendo que haviam tido relações com Chantelle. “Não usamos camisinhas e depois descobri que ela estava saindo com mais rapazes. Para ser sincero, qualquer um pode ser o pai”, disse um dos jovens.

Já Tyler Barker, de 14 anos, garantiu que dormiu com Chantelle na cama dela. “Eu espero que não seja eu o pai”, falou na ocasião.

Com 12 anos garoto tem em 1 ano ficha criminal de 4 m

foto meramente ilustrativa

foto meramente ilustrativa

Com 38 anos de profissão, o delegado Luis Carlos Ferreira, titular do 85º DP de São Paulo, ficou surpreso com a ficha de F., garoto de 12 anos detido ontem pela nona vez. A ficha de F. ultrapassa os 4 metros, quase três vezes o tamanho do garoto, de 1,50 metro, produzida em pouco mais de um ano. “Não lembro de outro menino com tão pouca idade que se dedicasse ao furto e à receptação de veículos como ele.” O delegado afirmou que F. precisa do apoio dos órgãos públicos para se recuperar. “Não vejo uma mente criminosa. Ele furta carros para voltar para casa.”

Os educadores do Abrigo Auxiliadora, no Bom Retiro, visitaram a casa onde F. mora com a família, na zona sul. O pai, de 63 anos, e a mãe, com quase 40, vivem em uma casa pobre, mas não miserável. F. tem até um quarto na casa onde vive, enquanto os pais dormem na sala.

O promotor da Infância e da Juventude, Thales Cezar de Oliveira, afirma que, de acordo com o ECA, o correto seria colocar F. em liberdade. Quando completou 12 anos, em setembro, F. teve os antecedentes apagados. Desde o aniversário, essa é sua segunda passagem na polícia. “O ECA prevê a internação somente em casos com violência, ameaça ou na terceira reincidência de casos sem violência”, explica.

As informações são do Jornal da Tarde.

Pais esquecem criança de três anos em aeroporto

Uma criança de três anos foi esquecida pela própria família, judia ultra-ortodoxa, no aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv  (foto), durante viagem de volta para Paris, onde todos moram.

Após realizaram comprar no free shop do aeroporto, os pais rapidamente tomaram o caminho do avião, percebendo somente depois que apenas quatro dos cinco filhos estavam junto. A criança foi embarcada no vôo seguinte para a capital francesa. O porta-voz da Polícia israelense, alertou que o casal pode ser interrogado caso retorne em novas férias a Israel.

BBC/UK

Casal é preso por fotos de filho com arma e cigarro

Os pais do bebê D.B., de dois anos e dois meses, que foi fotografado por telefone celular com cigarro na boca e revólver na mão, Samara Élita Pereira da Silva, de 23 anos, e George da Luz, de 22 anos, foram presos na Delegacia da Criança e do Adolescente, em Teresina, capital do Piauí.

As fotos e o vídeo da criança imitando ações violentas e de vício foram encontradas no celular de Samara Élita, na última quarta-feira, quando ela foi presa com o atual namorado, Cláudio José Correia Leite, de 18 anos, por suspeita de tráfico de drogas.

Numa das fotos, o menino aparece no colo dele, com um cigarro na boca. Em outras duas, aponta um revólver calibre 38 para a câmera do aparelho e usa uma corrente grossa semelhante aos dos cantores e músicos de rap.

Samara Élita, que foi liberada após a primeira detenção, admite que as fotos foram feitas com seu telefone celular, mas não por ela:

– Eu vi que estavam fotografando, mas não percebi a gravidade.

O pai, George Luz, disse não ter responsabilidade pelo ocorrido: – Não moro mais com a mãe de meu filho.

A juíza Maria Luíza Freitas determinou que a criança fosse encaminhada para o Lar da Criança, orfanato mantido pelo governo do Estado.

%d blogueiros gostam disto: