Tag Archives: GLS

Projeto proíbe família gay em publicidade

ImagemEstá em análise na Câmara dos Deputados um projeto de lei (5921/2001) que regulamenta a publicidade infantil e obriga que as marcas utilizem apenas modelos tradicionais de núcleo familiar. A norma foi incluída pelo deputado federal Salvador Zimbaldi (PDT/SP) em um texto substitutivo ao projeto original, apresentado há 12 anos, pelo então deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB/PR), hoje licenciado.

De acordo com o parágrafo 4º do artigo 6º do projeto, “a família é a base da sociedade e, quando exibida na propaganda comercial, institucional ou governamental, deverá observar a unidade familiar prevista no artigo 226, §3º da Constituição Federal”. Isso significa que só poderão aparecer em propagandas famílias formadas por homem e mulher. Estariam excluídas, portanto, famílias de pais solteiros, que criam seus filhos sozinhos, ou de homossexuais, formadas por dois homens ou duas mulheres.

Segundo o relatório apresentado pelo deputado Zimbaldi, “hoje, os meios de comunicação, como a televisão, rádio e a internet representam cada vez mais um relevante papel na formação, não somente de conhecimento, como também moral das crianças” e, por isso, “é necessário que haja uma legislação específica que regule a publicidade dirigida ao público infantil”.

Entre outros aspectos, o projeto trata da linguagem da publicidade para crianças, os produtos que podem ou não ser anunciados, a veiculação em mídia, a proibição do uso de animações ou canções cantadas por crianças, ou personagens com vozes infantis.

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL/RJ) se manifestou, via Twitter, na tarde desta terça-feira, 9, contrário ao projeto. Para ele, o projeto quer transformar aqueles que não têm “família de margarina” em sujeitos “sem família alguma”. “Será que esta é a forma de tornar as pessoas mais tolerantes com o próximo e menos preconceituosas? Ou será que é apenas uma forma de reforçar os preconceitos e a intolerância contra crianças sem o nome do pai ou da mãe no documento? Ou criar uma consequência futura para crianças registradas com o nome de dois pais ou de duas mães, amparada em lei?”, perguntou Wyllys, na rede social.

Segundo o projeto – que deve entrar em tramitação na Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI), de acordo com o Câmara dos Deputados – podem ser penalizados caso não cumpram a lei tanto o anunciante, quanto as agências de publicidade e os veículos de comunicação. A punição prevê advertência, multa de R$ 5 mil a R$ 100 mil e imposição de contrapropaganda.
Via Meio&Mensagem

Lei argentina de fertilização assistida inclui casais homossexuais

casaisgays2[1] A partir desta quinta-feira (6/6), casais homossexuais argentinos poderão recorrer a tratamento de fertilização assistida. A nova lei, aprovada na quarta-feira (5/6) pela esmagadora maioria da Câmara de Deputados, não faz distinção entre casais heterossexuais e do mesmo sexo ou ainda solteiros, que querem mas não podem ter filhos sem tratamento. Atualmente há 600 mil casais na Argentina nestas situações.
A lei estava em discussão há um ano e determina que qualquer pessoa com mais de 18 anos – qualquer que seja o estado civil ou orientação sexual – terá acesso a técnicas de reprodução médica, mesmo as de alta complexidade. Menores de 18 anos que, por problemas de saúde corram risco de não poder procriar no futuro, também terão direito a congelar seus gametas ou tecidos reprodutivos.

O texto da lei estava em discussão há um ano e havia sido modificado pelo Senado. Em seguida o texto voltou para a Câmara dos Deputados e foi aprovado por 203 votos a favor, um contra e dez abstenções. O custo dos tratamentos varia entre R$ 800 e R$ 20 mil. Agora, essas técnicas de reprodução assistida estarão incluídas no PMO (Programa Médico Obrigatório) e nos serviços básicos oferecidos por planos de saúde privados e de sindicatos.

Segundo o presidente da CHA (Comunidade Homossexual Argentina), Cesar Cigliutti, a aprovação da lei é mais uma prova de que “a Argentina é o país da América Latina que mais respeita a diversidade”. Os argentinos já contam, desde Segundo o presidente da CHA (Comunidade Homossexual Argentina), Cesar Cigliutti, a aprovação da lei é mais uma prova de que “a Argentina é o país da América Latina que mais respeita a diversidade”. Os argentinos já contam, desde 2010, com uma lei permitindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo e, no ano passado, aprovou lei autorizando travestis e transexuais a escolher o nome e o sexo que querem colocar em documentos de identidade.

HQ: Fãs de Batman lamentam morte de Robin

Fim do Menino Prodígio será contado na próxima edição da “Batman 

 

Os fãs de Batman vão chorar mais uma morte nos gibis — recurso que vem sendo usado à exaustão por editoras como a DC Comics para aumentar as vendas das revistas de super-heróis.

Quem se despede agora, no entanto, não é o morcegão, mas seu filho, Damian Wayne. O garoto de 10 anos é fruto do affaire do ricaço Bruce Wayne com a vilã Talia al Ghul, filha de um dos principais rivais do atormentado herói de Gotham City, Al Ghul.

 

roOs fãs de Batman lamentaram a morte antecipada de Robin, cujo fim será contado na próxima edição da “Batman Incorporated”, revista da DC Comics, que será lançada nesta quarta-feira. “Salva o mundo. Faz o seu trabalho como Robin e morre como herói absoluto”, disse o autor dos quadrinhos, Grant Morrison, em entrevista exclusiva para o New York Post.

Em “Batman incorporated”, Robin é Damian Wayne, garoto de 10 anos que é filho de Bruce Wayne e Talia al Ghul.
Não é o primeiro “Robin” a morrer. Jason Todd foi morto pelo Coringa, e depois ressuscitou em 2005.

Perguntado se Robin será substituído, o escritor disse que “nunca se pode dizer nunca no mundo dos quadrinhos … Enfim, Batman terá sempre um parceiro”.

“Foi de partir o coração”, comentou Erik Marcos no blog da DC Comics, enquanto outros fãs lamentavam o fato de estarem cientes da história antes do início das vendas da próxima edição da publicação: “Deixem que os leitores leiam a revista!”, protestou Shariq Ansari. (AFP/Correio do Povo)

Comerciante troca a mulher pelo sogro

casalOswaldo Nunes Bissoli, 37 anos, comerciante e persona non grata na Família Oliveira Lafaiette. O estopim para o ódio se deu a partir da revelação que genro e sogro mantinham relações íntimas em segredo e desejam tornar público o amor que compartilhavam.Antonio Novaes Lafaiette, 60 anos, bancário e pai de três filhas surpreendeu amigos e familiares ao abandonar o lar onde viveu por 32 anos para viver com Oswaldo este amor ‘proibido’. Natália Oliveira Lafaiette, 59 anos, aposentada e abandonada está à base de ansiolíticos desde que soube do fato.As famílias que moram no município de Vila Velha no Espírito Santo nunca suspeitaram que a amizade entre genro e sogro transcendesse os limites fraternais. Ambos durante anos cultuavam o hábito de pescar e por isso viajavam pelos recantos mais belos do Brasil em busca de rios em que pudessem colocar suas varas.

A impactante descoberta se deu quando Oswaldo pediu para seu cunhado A.O.L. 17 anos formatasse seu computador. Curioso o jovem decidiu “conhecer melhor” o computador antes de realizar o serviço. Neste momento ele se depara com uma pasta repleta de fotos íntimas do sigiloso casal.

Karina Oliveira Lafaiette 35 anos, professora e esposa traída, num momento de fúria decidiu enviar as fotos íntimas deles para amigos e familiares do casal e hoje responde a um processo por violação de privacidade. Quem viu as fotos diz que o comerciante possuía uma ‘pequena empresa’ enquanto o seu sogro era detentor de um ‘grande negócio’.

Fonte: Rondônia Infoco

POLITICA: OS MELHORES DO CONGRESSO

O senador Eduardo Suplicy (PT-SP) e o deputado Jean Wyllys (Psol-RJ) venceram o prêmio Congresso em Foco de 2012. Os dois são donos de trajetórias pessoais e políticas totalmente distintas, mas foram avaliados por internautas como os melhores representantes da população no Congresso Nacional deste ano. Trata-se da sétima edição do prêmio.

Os vencedores das duas últimas edições foram o senador Cristovam Buarque (PDT-DF) e o deputado Chico Alencar (Psol-RJ). Cristovam foi o mais votado pelos internautas nos últimos três anos, mas ficou em segundo lugar neste ano. Os vencedores receberam troféus feitos pela escultora Suzana Gouveia.

O senador Randolfe Rodrigues (Psol-AP) e a deputada Luiza Erundina (PSB-SP) ficaram com a terceira colocação.

Estudioso confirma: Shakespeare era bissexual

Um especialista em Shakespeare do Reino Unido confirmou que o histórico dramaturgo era bissexual, aconselhando as pessoas a superarem seus preconceitos em relação a este tema.
As declarações do professor Stanley Wells, presidente do Shakespeare Birthplace Trust, vieram a público depois que o ator Sir Ian McKellen, que é homossexual, afirmou em público que o dramaturgo teve relações com outros homens.
.
Sir Ian afirmou que não há “nenhuma dúvida” que William Shakespeare teve relações sexuais com homens, o que gerou certa polêmica nas terras de sua majestade.
.
Segundo o Professro Wells, Sir Ian não é “de maneira nenhuma” o primeiro a afirmar isso. E esclarece que a questão está clara há vários séculos, visto que há diversos sonetos de Shakespeare que são, inquestionavelmente, dirigidos a um homem.
“Shakespeare tinha três filhos e como tal é provável que não fosse exclusivamente homossexual. Mas ele pode ter amado tanto os homens como as mulheres.” disse. E brincou com a camiseta que o famoso actor do Senhor dos Aneis e X-Men usa em algumas situações: “Algumas pessoas são gays. Get over it!”.
A sexualidade de Shakespeare já é debatida desde o século XIX. Mesmo que não se baiba exatamente qual a identidade do jovem homem a quem os sonetos são dirigidos, não é posto em questão o fato que os alvos do amor transcritos nas palavras do autor são em alguns casos homens e noutros casos mulheres, reforçando assim a bissexualidade do autor.
Por outro lado na peça O Mercador de Veneza há uma relação entre o já envelhecido Antonio e o seu jovem companheiro Bassanio. Há também a paixão entre homens em Henrique V.

Gay que inspirou Crô vai receber 80 mil de indenização por agressão

O cantor David Alvarez, que inspirou e deu aulas de trejeitos gays para o ator Marcelo Serradodesenvolver o Crô da novela “Fina Estampa”, entrou num acordo com a boate moderninha Fosfobox, de Copacabana, onde foi agredido por seguranças na madrugada do dia 2 de maio.

Por meio do advogado Ricardo Brajterman,contratado por David, foi costurada uma indenização a título de agressão e danos morais no valor de R$ 80 mil, mais alguns benefícios, como passe vip para o clube noturno de propriedade de Cabbet Araújo.

O dono processou a empresa de segurança, e espera receber uma indenização no mesmo valor.

Anna ramalho

Literatura: a última carta do poeta García Lorca ao seu amante

A última carta de García Lorca, destinada a seu amante Juan Ramírez de Lucas e até então inédita, desperta o interesse das editoras espanholas. O documento mostra relatos íntimos dos últimos momentos em vida do poeta espanhol mais traduzido de todos os tempos.

Ramírez de Lucas (foto ao lado), que havia guardado o registro junto de um poema que Lorca havia lhe dedicado e um diário onde se falava sobre a relação dos dois, entregou os documentos à sua irmã antes de morrer, em 2010.

O teor íntimo dos documentos inéditos dividiu a família, que ainda não está certa se deve publicar ou não.

Escrita em 1936 em Granada, a carta expunha as intenções do poeta Frederico García Lorca em fugir com seu amado para o México. Porém, a Guerra Civil Espanhola impediu que os amantes se vissem novamente. O escritor morreu fuzilado um mês depois de escrever a carta.

Outra carta escrita por Lorca, endereçada dessa vez ao historiador e crítico literário Melchor Fernandez Almagro, onde ele expõe sua “missão poética”, havia sido vendida em 2007 por 19.200 libras (aproximadamente R$ 61.300).

Dramaturgo e poeta, García Lorca era ativista de esquerda, defensor da República e abertamente homossexual.

Cult

HOMOFOBIA: são 3,4 denúncias por dia

A violência fruto da intolerância é um dos temas combatidos no Dia Internacional contra a Homofobia e a Transfobia (rejeição a transexuais e travestis) – celebrado nesta quinta-feira,17 de maio.

A comemoração foi criada por ativistas franceses em 2005 para marcar a dada em que a homossexualidade foi tirada, há 22 anos, da lista de doenças mentais da Organização Mundial da Saúde.

A  Secretaria de Direitos Humanos)do governo federal registrou em 2011 uma média de 3,4 denúncias diárias de violência praticada contra homossexuais no Brasil.

As 1.259 denúncias foram recebidas de forma anônima pela secretaria por meio do telefone 100 do Disque Direitos Humanos.Elas englobam casos de violência física, sexual, psicológica e institucional, além de episódios envolvendo de discriminação relacionada à opção sexual do indivíduo. Cada caso foi repassado para a polícia e governos locais.

Entre os Estados que mais registraram queixas estão São Paulo (210), Piauí (113), Bahia e Minas Gerais (105 cada), e Rio de Janeiro (96). O governo federal e a maioria dos Estados não fazem levantamentos sobre o número de crimes praticados contra homossexuais.

A estatística nacional mais aproximada é produzida pela entidade GGB (Grupo Gay da Bahia), que faz sua contagem por meio de notícias publicadas na imprensa. Segundo o levantamento, em 2011 ocorreram 266 homicídios – um recorde desde o início dos levantamentos na década de 1970. De acordo com o GGB, foi o sexto ano consecutivo em que houve aumento desse tipo de crime.

‘A relação é que a cada um dia e meio ocorre uma morte. O Brasil é um país relativamente perigoso para homossexuais’, disse o presidente do GGB, Marcelo Cerqueira.

Para tentar estimular a denúncia e contabilizar os crimes de intolerância contra homossexuais, o governo criou há um mês uma forma de se registrar boletins de ocorrência pela internet, segundo Heloisa Gama Alves, a coordenadora de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria de Estado da Justiça.

O software permite à polícia registrar à distância as comunicações de crimes contra a honra (injúria, calúnia, difamação, etc), discriminando se eles foram cometidos por homofobia – o que permite que uma contagem seja feita eletronicamente.

Tramita no Senado uma proposta para criminalizar atos de discriminação praticados contra homossexuais.

O projeto transforma em crime formas de preconceito relacionado a orientação sexual ou identidade de gênero praticado no mercado de trabalho, nas relações de consumo e no serviço público.

A proposta, porém, encontra resistência de alguns membros da bancada evangélica da casa.

Atualmente, agressões e injúrias praticadas contra homossexuais são punidas com base no código penal.

Vocalista de banda punk Against Me! vira mulher

Tom Gabel, vocalista da banda punk americana Against Me!, revelou à revista Rolling Stone ser transgênero e que planeja viver como mulher. Além de tomar hormônios e fazer tratamentos com eletrólises para se depilar, Gabel pretende mudar seu nome para Laura Jane Grace.

De acordo com a publicação, ele tem sofrido de transtorno de identidade de gênero por anos em segredo. Pai de uma menina, o músico diz que pretende continuar casado com sua mulher, Heather. “Para mim, a coisa mais aterrorizante sobre isso era como ela reagiria”, afirmou em entrevista. “Mas ela tem sido incrível e compreensiva”.

Gabel acredita que passará por “momentos de vergonha” durante a transformação. “Isso não será divertido. Mas faz parte do processo de contar às pessoas: você espera que elas compreendam e espera que sejam gentis”.

A banda Against Me! tem cinco álbuns lançados. Em “New wave”, uma das canções do grupo, Tom Gabel canta que “se eu tivesse escolhido, eu teria nascido uma mulher. Minha mãe me disse uma vez que ela daria o nome de Laura”.

HvWeP18RpmM

%d blogueiros gostam disto: