Arquivos de tags: Gerdau

Gerdau abre mais de 200 vagas para Trainee

A Gerdau abriu inscrições para o Programa Futuro GerdauTrainee 2011.

São mais de 200 oportunidades para trainees na empresa, nos Estados de São Paulo,Rio de janeiro, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Bahia e Ceará.

Podem se candidatar profissionais recém formados de diversas áreas  é necessário ter domínio do inglês e ter conhecimentos de espanhol. O Programa terá duração de dois anos.

A seleção será feita por meio de análise curricular, provas de conhecimentos gerais e de raciocínio lógico, dinâmicas de grupo e entrevistas individuais.

As inscrições estão abertas e vão até o dia 1º de setembro de 2010, para se inscrever basta acessar o site da Gerdau: www.traineesgerdau.com.br.

Gerdau vai demitir no Rio Grande do Sul

A Gerdau adotou novas medidas como parte de ajustes feitos desde dezembro para adaptar a produção aos efeitos da crise financeira mundial sobre a demanda. Na Aços Especiais Piratini, em Charqueadas (RS), a mudança foi no regime de trabalho, que passou a ter duas turmas, em vez de três.

Na Gerdau Riograndense, em Sapucaia do Sul (RS), o grupo informou que serão demitidos alguns funcionários, sem detalhar o número. Entre os funcionários, circulou a previsão de que haverá 40 demissões hoje, de um total que pode passar de 120. Os metalúrgicos terão reunião com a empresa na próxima semana.

A Riograndense tem cerca de 1.200 empregados. Conforme a Gerdau, a decisão foi adotada ?após a tomada de uma série de medidas para reduzir custos e adequar a produção à menor demanda por aço?. A Gerdau Riograndense havia antecipado manutenções e adotado férias entre 15 de dezembro e 4 de janeiro.

Na Piratini, a mudança reduziu as turmas de trabalho de três para duas em áreas industriais, mantendo os mesmos dois turnos. Com isso, o adicional de turno pago aos funcionários envolvidos na mudança caiu de 15% para 6% sobre a remuneração, explicou o grupo. A Gerdau ressaltou que a medida não resultará em demissões e será feita mediante antecipação de férias. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Charqueadas, Jorge Luiz Silveira de Carvalho, disse que a modificação está legalmente amparada nos contratos de trabalho, mas o ideal é que fosse negociada antes com a categoria.

SANDRA HAHN

Vale corta 1,3 mil empregos e dá férias coletivas

A Vale do Rio Doce informou nesta quarta-feira (3) que demitiu 1,3 mil funcionários em todo o mundo. A assessoria de imprensa da empresa não informou quando as demissões se iniciaram. A companhia também dará férias coletivas para 5,5 mil empregados, de forma escalonada.

A Vale tem 62 mil funcionários em todo o mundo. A demissão de 1,3 mil pessoas representa, portanto, um corte de 2,09% de sua força total de trabalho. A companhia ainda não tem o detalhamento completo das demissões.

Entretanto, a assessoria de imprensa da empresa informou que 20% delas (cerca de 260) serão em Minas Gerais, estado que foi alvo de recente corte de produção. O estado concentrará a maior parte dos trabalhadores que entrarão em férias coletivas – serão 4,4 mil, ou 80% do total.

Votorantim adia investimento e demite 118 funcionários no RS

Justificativas

Segundo a Vale, a medida é motivada pela necessidade de ajustes devido à redução da produção. A companhia informou ainda que 1,2 mil funcionários estão sendo treinados para assumir novas funções e atuar em áreas diferentes.

As primeiras turmas de funcionários entraram em férias nesta segunda-feira (1º). De acordo com o cronograma, os últimos grupos deverão voltar no início de março de 2009, segundo informações da assessoria de imprensa.

Cortes e ‘ginástica’

Em outubro, a empresa anunciou a interrupção da produção de minério de ferro em algumas unidades no Brasil, com volume que equivale a aproximadamente 10% de sua produção total. Também foi suspensa a produção em algumas unidades fora do Brasil, devido à queda na demanda por minérios e metais no mercado mundial.

No mês passado, em visita a Brasília, o presidente da Vale, Roger Agnelli, afirmou disse que a empresa tinha de fazer “ginástica” para evitar cortes de pessoal. Na ocasião, em que se reunião com o presidente Lula, o executivo afirmou que a empresa tentaria manter o quadro de funcionários inalterado até o início de 2009.

“Até lá [fevereiro] o que a gente está fazendo é uma ginástica no sentido de [manter] empregados. Isso tudo tem limite. A gente está torcendo para que as coisas melhorem mais rapidamente”, revelou. Segundo ele, a falta de demanda por aço e minério está prejudicando os negócios da empresa.

G1

RS: Gerdau dá ferias até janeiro

A Gerdau informou hoje que irá antecipar a manutenção na siderúrgica Riograndense, em Sapucaia do Sul (RS), por causa da “histórica sazonalidade verificada no quarto trimestre e da redução da demanda em razão do novo cenário econômico”.

Com a medida, os funcionários das áreas de produção e algumas administrativas irão interromper o trabalho no dia 15 de dezembro e retornarão no dia 4 de janeiro do ano que vem. A Gerdau informou que os clientes continuarão sendo atendidos e as áreas comercial, de logística e suprimentos não sofrerão mudanças.

Na semana passada, a Gerdau já havia informado que anteciparia manutenção programada na Açominas e Siderperú, no Peru. Na siderúrgica mineira, o trabalho no alto-forno 1 será feito entre 15 de dezembro e 15 de março. Na unidade peruana, a operação foi interrompida na última quarta-feira (dia 24) e será retomada gradualmente em janeiro de 2009. O alto-forno, cuja manutenção exige mais tempo, ficará parado até março do ano que vem.

Investimentos

A Gerdau informou também que ainda está avaliando as condições do mercado de aço para definir ajustes em seus planos de investimento. Segundo o presidente do Conselho de Administração da siderúrgica, Jorge Gerdau Johannpeter, a empresa não vai desistir de nenhum projeto existente, mas poderá adiar sua execução de acordo com o mercado.

AE

Gerdau investirá US$ 524 milhões na Argentina

O grupo siderúrgico brasileiro Gerdau investirá 524 milhões de dólares para construir uma usina de produção de aço na província argentina de Santa Fé (centro-leste), anunciou a presidente Cristina Kirchner.

“O investimento da Gerdau é importantíssimo, constitui uma demonstração a mais de confiança em um modelo de desenvolvimento que estamos levando adiante na Argentina”, disse Kirchner na Casa Rosada, depois de um encontro com diretores da companhia.

O empreendimento da Gerdau será construído na cidade de Pérez, onde a empresa já tem uma usina de produção de laminados de aço. As obras começarão em novembro.

A nova usina aumentará a capacidade de produção de aço e produtos terminados a 1,1 milhão de toneladas, e criará 3.200 empregos, informou a Gerdau.

“O novo empreendimento é crucial para o desenvolvimento da Gerdau na Argentina. Estamos orgulhosos de ser produtores locais, estimular a criação de empregos e contribuir para o crescimento e a competitividade da indústria argentina”, afirmou o presidente do grupo, André Gerdau Johannpeter.
AFP
Valor

%d blogueiros gostam disto: