Arquivos de tags: Filme de Lula

Filha de Lula defende o pai no ‘The New York Times’

Uma das filhas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva enviou uma carta ao jornal americano “The New York Times” contestando uma reportagem publicada no último dia 11 sobre o filme “Lula, o filho do Brasil”.

Segundo Lurian Lula da Silva, não é correta a informação de que o filme falhou ao não contar que o então metalúrgico abandonou a mãe de Lurian, Miriam Cordeiro, quando ela estava grávida de seis meses. “Primeiro, minha mãe não foi ‘abandonada’. Apesar do fim do relacionamento entre os dois, ele pagou todas as despesas médicas, incluindo a assistência pré-natal e parto. Além disso, ele registrou meu nascimento”, declarou Lurian na carta enviada ao jornal.

Lurian recordou que nenhum filho do presidente foi citado na produção, porque a história é mais focada em sua trajetória profissional: “Por que eu deveria ser? Se o filme é sobre a trajetória do meu pai de um emigrante pobre a líder sindical. Onde meus irmãos e eu nos encaixamos? Lula é o cara!”, indagou.

Em 1989, Miriam Cordeiro ficou conhecida em todo o Brasil depois de aparecer na campanha eleitoral do então candidato Fernando Collor de Mello. Ela disse que Lula ofereceu dinheiro para que abortasse. Para analistas, a aparição de Miriam na televisão foi um dos fatores que contribuiram para a derrota de Lula naquelas eleições. Lurian apareceu no programa eleitoral de Lula, para defender o pai. Miriam declarou arrependimento tempos depois.

NYT/SRZD

Globo vai exibir o filme “Lula, o Filho do Brasil”

O filme  longa-metragem “Lula, o Filho do Brasil será exibido pela TV Globo que comprou o direito de exibição, nas tevês abertas e fechadas. O película  estreia nos cinemas de todo Brasil dia 1º de janeiro.

Levando em conta os custos do pagamento e de mídia, o contrato foi da ordem de R$ 4 milhões. O Canal Brasil também entrou no pacote, com cerca de R$ 200 mil adicionais, mas sem a primazia da estreia.

Chávez convidado a financiar o filme de Lula

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi procurado pelos produtores de Lula, O Filho do Brasil para o País bancar parte do filme. As negociações não andaram, mas a Venezuela pode ainda financiar a distribuição para integrantes do Pacto Andino (Colômbia, Bolívia, Peru, Equador e a própria Venezuela, que suspendeu sua participação no bloco). “Está em banho-maria”, disse a produtora Paula Barreto.

No final do ano passado, Luiz Carlos Barreto, o Barretão, dono da produtora LC Barreto e pai de Paula, participou de um festival de filmes brasileiros na Venezuela. Por intermédio de diplomatas, conseguiu uma audiência com Chávez, que acabou acontecendo num helicóptero, com o escritor Fernando Morais. “Eles compraram Pelé Eterno e estavam tentando comprar outros filmes brasileiros. Falei: ?Pô, nada melhor que o Lula. Vou vender o Lula! Fui lá, passei um final de semana, andei com Chávez de helicóptero, com medo de um foguete americano derrubá-lo”, conta Barretão.

Segundo o cineasta, a Amazonia Films, empresa do governo venezuelano que atua na distribuição, ofereceu pouco dinheiro. Cerca de US$ 50 mil.

Questionado sobre o fato de empresas doarem para o filme de Lula e terem interesse em atos do governo, Barretão afirmou: “Desde o Império que os empreiteiros e tudo operam com o Estado. Não é por causa do filme. Se pensar assim, você fica imóvel.” Completou: “Se quer tirar vantagem é problema dele e de quem ele vai procurar para tirar vantagem”.

Segundo Barretão, “o filme vai ter sucesso, vai ter visibilidade popular”. “Essa é atração do filme. Vai tirar o que do Lula? Vai dizer: ?Ah, eu patrocinei o seu filme, presidente, dá uma boquinha aí para mim??”

Barretão contou que, para vender o longa a empresas, diz o seguinte: “Falo que estou fazendo esse filme, que terá tantos milhões (de espectadores). ?Você quer associar a sua marca??” O longa é “um bom negócio”, diz Barretão. O objetivo é que, além de passar na TV e se transformar em DVD, o filme vire minissérie.

Questionados sobre a época de lançamento, próxima da eleição, Paula disse: “As decisões de lançamento são comerciais. A melhor data é janeiro.” Barretão resolveu não captar por meio de leis porque “não caía bem”. “O incentivo fiscal é tão burocrático, tão penoso.

Estamos sentido alívio tão grande.” Paula completou: “Se Deus quiser, o Lula vai ser um sucesso e nós vamos modificar o modo de investimento em cinema. Não vamos mais usar incentivo. ”

Julia Duailibi e Roberto Almeida/Estadao

Filme: Lula, o Filho do Brasil

Está começando a sair do papel Lula, o Filho do Brasil, o filme que Luiz Carlos Barreto e Paulo Marinho produzirão sobre a vida do presidente, com lançamento previsto para outubro de 2009. Será dirigido por Fábio Barreto.

E quem fará o papel principal? O nome mais provável até agora (embora o martelo não esteja batido) é o de João Miguel (foto) , hoje nas telas com o premiado Estômago.

A história se passará entre a infância de Lula e a morte de sua mãe (a ser vivida por Glória Pires), que ocorreu quando ele estava preso, acusado de liderar greves ilegais no ABC.

Radar

%d blogueiros gostam disto: