Arquivos de tags: Energia

Phoenix confirma existência de água em Marte

A sonda Phoenix, que explora o solo de Marte desde maio, confirmou nesta quinta-feira (31) a existência de água no planeta. A descoberta ocorreu depois que a Phoenix colocou amostras do solo em um instrumento que identifica os gases produzidos por substâncias. Para os técnicos, é a primeira vez que a existência de água é provada quimicamente.

Reuters
Imagens coloridas obtidas pela sonda Phoenix mostram superficie de Marte
Imagens obtidas pela Phoenix mostram Marte

“Nós tínhamos evidências de gelo antes, em observações da sonda Mars Odyssey e por pedaços que desapareceram [do solo de Marte] no mês passado, mas essa é a primeira vez que a água em Marte é tocada e provada”.

A função do Tega é esquentar amostras coletadas pelo braço robótico, transformando os materiais em gases. Com isso, é possível identificar os compostos químicos e analisar sua composição.

Em junho, técnicos da missão já diziam estar convictos de que o material brilhante encontrado na superfície de Marte era gelo, e não sal. Eles chegaram a essa conclusão em razão de quantidades do material que haviam sido fotografadas pela sonda terem desaparecido do solo –indicando que a água congelada sublimou após ter sido exposta no solo.

A Phoenix está em Marte desde o dia 25 de maio com a missão de investigar as características da água e outros materiais existentes no pólo norte do planeta –procurando por condições propícias para a vida no planeta, como compostos orgânicos, ou respostas para questões como a mudança climática.

Com o resultado, a Nasa (agência espacial norte-americana) decidiu estender a missão da sonda até 30 de setembro. A idéia original era que o sistema funcionasse por cerca de três meses, até o fim de agosto.

Nasa.

Ronaldo em nova boa campanhia

Parece que a novela mexicana em que a vida de Ronaldo se transformou acaba de ganhar mais um capitulo. Nesta quinta-feira, outras fotos do craque num iate em Ibiza cairam na rede. O que tem de novo? Uma convidada no minimo… suspeita.

Ao lado do craque – que tá só de cueca, e visivelmente fora de forma – uma loira de minissaia e lingerie. Ah, sim, não é a namorada Bia Anthony.

Outro detalhe:

o contrato de Ronaldo com o Milan venceu na segunda-feira e ainda não foi renovado. E, pelo visto, ele não parece nada preocupado.

Gás de lixo pode produzir 15% da energia do país

O lixo das 300 maiores cidades brasileiras poderia produzir 15% da energia elétrica total consumida no país. A estimativa consta no Plano Decenal de Produção de Energia 2008/ 2017 e considera todo o lixo recolhido nestes municípios. O documento deveria ser lançado ainda neste mês e está em fase final de elaboração.

O Ministério de Minas e Energia não tem planos de realizar leilões com a energia do lixo nos próximos anos. Segundo o governo, as prioridades em fontes renováveis são eólica, solar e hidrelétrica.

A única usina construída especialmente para aproveitar o potencial energético dos dejetos é a termelétrica da Universidade Federal do Rio de Janeiro, com capacidade de 200 kW por mês, suficiente para abastecer 2.300 casas. Além dessa usina, há os aterros sanitários Novagerar, em Nova Iguaçu no Rio, Bandeirantes e São João, em SP, que utilizam o gás metano resultante da decomposição natural da matéria orgânica.

Dados do IBGE de 2000 indicam que 63,3% dos municípios brasileiros tratam o lixo de forma errada -em geral apenas determinam o terreno em que os detritos devem ser jogados.

O lixo pode gerar créditos de carbono e favorecer o Brasil nas negociações sobre mudanças climáticas.

A geração de créditos se deve à queima do metano, produto natural da decomposição orgânica. Este gás é mais danoso ao aquecimento global do que o gás carbônico CO2 -mas é eliminado com a combustão.

FSP

Lei prevê uso obrigatório de aquecedor solar

O setor de aquecimento solar espera crescer 30% neste ano, impulsionado pela regulamentação de uma nova lei que prevê o uso obrigatório desses equipamentos em construções residenciais que possuam quatro ou mais banheiros.

De acordo com o Departamento Nacional de Aquecimento Solar (Dasol) da Associação Brasileira de refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (Abrava), a regulação prevê ainda que as novas instalações devem conter rede de água quente e fria em todas as construções, também com até três banheiros.
A lei estabelece que setores como hotelaria, saúde, lavanderia, clubes, escola e indústria (somente para instalações de cozinha e higiene) também sofrerão alguns ajutes com a nova regulamentação, que passa a vigorar em 21 de julho de 2008, na cidade de São Paulo.

Para o diretor de energia da Abrava, Carlos Faria, a lei atuará em três vertentes importantes: econômica, já que reduzirá os investimento na geração de energia elétrica em usinas hidrelétricas, nucleares e termoelétricas; ambientais, com a diminuição da emissão de dióxido de carbono (CO2) no meio ambiente e, por último, a macro.

Somente em 2007, o setor de aquecimento solar teve incremento de 30%, o que permitiu uma economia energética no país de aproximadamente 620 GWh. Hoje, apenas 1,48% das residências brasileiras utilizam o aquecedor solar, o que representa cerca de 730 mil domicílios.

(Déborah Costa – InvestNews)

Alquimia moderna transforma lixo em energia

Não estamos falando de transformar chumbo em ouro, mas a General Electric está trabalhando em uma forma moderna de alquimia, a conversão de lixo em eletricidade.

A empresa, que planeja obter 25 bilhões de dólares anuais em vendas de suas divisões ecológicas, até 2010, está trabalhando para adaptar sua tecnologia de gaseificação, empregada para queimar carvão de modo menos poluente, à transformação de lixo urbano em um gás de queima relativamente limpa.

O processo toma material sólido e o aquece a temperaturas de até 1.400 graus, bem superiores às de um incinerador, e isso faz com que a maior parte da matéria adote o estado gasoso.

O gás resultante do processo é convertido em um combustível conhecido como syngas, em larga medida desprovido de poluentes, que pode ser utilizado para acionar uma turbina produtora de eletricidade.

Os materiais que não se convertem em gás, entre os quais alguns metais e minerais, adotam o estado líquido e, ao esfriar, se tornam “slag”, uma substância estável semelhante à rocha. A estabilidade do slag significa que seu conteúdo não vaza para o ambiente, de modo que o material pode ser usado de maneira segura na indústria da construção.

O desafio agora é como transformar um processo utilizado com um insumo uniforme -carvão- e fazê-lo funcionar de maneira suave com a mistura de materiais que termina sendo criada nos depósitos de lixo.

“Estamos realmente nos esforçando para compreender a variabilidade que existe no lixo urbano sólido”, disse Kelly Fletcher, líder de tecnologias avançadas de energia sustentável no centro de pesquisa da GE em Niskayuna, Nova York.

Os grupos ecológicos há muito se opõem à incineração de lixo -processo que libera gases poluentes na atmosfera e cria cinzas que podem ser perigosas-, mas alguns deles estão abertos à idéia de gaseificar resíduo municipal sólido.

Reuters

Conta de luz mais barata pra quem gasta pouco

 

A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado vai se reunir esta semana semana para debater e votar uma pauta com onze projetos. 

Um deles cria descontos de até 65% na conta de energia elétrica de casas onde o consumo é baixo. Isso se a família for beneficiária de algum programa social do governo.

Se o projeto for aprovado pelo Senado, a conta de energia das residências em que o consumo for de até 30 kWh/mês terá um desconto de 65%. Se o consumo for de 31 a 100 kWh/, o abatimento ficará em 40%. Por último, haverá desconto 10% para consumo que variar de 101 a 220 kWh/mês.

CH

Roland Garros confirma convite a Guga

A organização do Aberto da França confirmou nesta quinta-feira que o brasileiro Gustavo Kuerten está entre os tenistas convidados para o torneio, que terá início no dia 25 deste mês. A participação de Guga no evento que o consagrou no tênis mundial já era dada como certa, mas ainda dependia do anúncio oficial da federação francesa.

Aos 31 anos, o ex-número 1 do mundo faz sua turnê de despedida e dará adeus às quadras em Roland Garros. No saibro francês, o catarinense conquistou três títulos, em 1997, 2000 e 2001.

Além de Guga, foram convidados cinco franceses – Eric Prodon, Olivier Patience, Jeremy Chardy, Adrian Mannarino e Jonathan Eysseric – e os vencedores de torneios classificatórios especiais realizados nos EUA e na Austrália. Wayne Odesnik recebeu a vaga norte-americana e Robert Smeets, a australiana.

AE

 

Embratel lança serviço de banda larga sem fio

A Embratel lançou hoje em Brasília serviços com a rede WiMax, tecnologia de banda larga e telefonia sem fio. O foco será nas pequenas e médias empresas, com pacotes que variam de R$ 129 a R$ 189 e incluem entre duas e quatro linhas de telefone fixo e banda larga 1 Mbps (Megabite por segundo).

Até o fim de abril, o serviço estará disponível em 12 capitais, entre elas São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. A empresa investiu R$ 175 milhões nesta primeira fase.

Com o WiMax, a internet chega à casa ou empresa do cliente por ondas de rádio. Lá, ele terá um receptor que conecta o computador e os telefones. O cliente poderá acessar a internet a até 1 km do aparelho.

Até o fim do ano, os pacotes serão oferecidos em 61 cidades. A expectativa é chegar a 200 até o fim de 2009. O investimento total previsto é de R$ 600 milhões.

O diretor-executivo de Tecnologia e Qualidade de Rede da Embratel, Ivan Campagnolli, disse que, como a importação do aparelho receptor é muito cara, a empresa negocia com a Motorola a criação de uma linha de montagem no Brasil.

FolhaonLine

Brasil: 28 mortes por raios este ano

O Brasil já registra, apenas no ano de 2008, 28 mortes causadas por raios. O número é 64% maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Só esta semana, as descargas elétricas fizeram sete vítimas. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o aumento de raios no Brasil se deve ao fenômeno La Ninã, resfriamento das águas do Oceano Pacífico que altera a circulação dos ventos de forma global e favorece a formação de tempestades.

As regiões onde mais caíram raios foram Rio Grande do Sul e São Paulo.  O alto número de raios em São Paulo se deve a poluição, construções e asfalto que criam “ilhas de calor”  que facilitam a formação de tempestades e raios.
Já no Rio Grande do Sul, as descargas são causadas pela proximidade com o norte da Argentina e do Paraguai, regiões com os maiores índices de tempestade da América do Sul.

Algumas medidas preventivas – como evitar ficar em locais descampados ou dentro da água (mar, rios, etc.) e não andar descalço – podem ser adotadas durante as chuvas com trovões (raio associado ao som). Nas tempestades, é preferível estar dentro de residências, prédios ou veículo fechado.

São 50 milhões de raios por ano e 180 milhões de pessoas. O aumento na incidência de raios deve continuar em todas as regiões brasileiras.

Agência Brasil

Eletrobrás avança no Sul

A Eletrosul, uma subsidiária da Eletrobrás, anunciou ontem que irá comprar o controle de duas concessionárias.
A estatal informou que vai exercer o direito de preferência para a compra de 51% do capital de duas concessionárias de transmissão de energia do Sul, a SC Energia e a RS Energia. As duas participações pertencem à Schahin Engenharia e à Engevix Engenharia.

O anúncio da decisão da Eletrosul pegou de surpresa o mercado, que não contava com o aumento da participação da estatal no setor elétrico. O receio é que esse movimento seja um sinal de reestatização.

O governo já deu alguns passos nesse sentido. Há pouco tempo, enviou medida provisória ao Congresso que autoriza a Eletrobrás e suas subsidiárias a participar de consórcio para a compra de empresas de produção ou transmissão de energia elétrica, coisa que era vetada desde o governo FHC.

MercadoAberto

%d blogueiros gostam disto: