Arquivos de tags: discriminação

SP: Beijaço gay reúne mais de 500 pessoas na USP

Foi em clima de redenção que aconteceu, no final da noite de ontem, dos estudantes da Faculdade de Letras da USP. O ato foi uma resposta à expulsão dos alunos da Faculdade de Letras José Eduardo Góes, de 18 anos, e Jarbas Rezende Lima, de 28, da festa do Centro Acadêmico da Faculdade de Veterinária, na sexta-feira da semana passada. Eles foram retirados do local porque estavam se beijando na boca na frente de todos.

Por volta das 23h de ontem, mais de 300 estudantes se concentraram na frente da Faculdade de Economia e Administração, fizeram uma caminhada até o Centro Acadêmico da Faculdade de Veterinária, onde acontecia a tradicional festa de sexta-feira, invadiram o local, e promoveram o beijaço. Os manifestantes, que vestiam fantasias, levavam bandeiras e balões coloridos e davam gritos de guerra, se beijaram de forma indistinta. Havia beijos homossexuais, heterossexuais, depois trocavam de parceiros.

DSP

Itália: classe diferente para aluno imigrante

O governo italiano estuda um sistema de acesso à escola específico para os alunos imigrantes, mediante um teste de ingresso, e classes diferentes, o que provocou duras críticas da oposição, nesta quarta-feira, que classifica a medida como discriminatória.

A Câmara dos Deputados aprovou na terça-feira uma emenda apresentada pela ultranacionalista Liga Norte, membro do governo de Silvio Berlusconi, que obriga o Executivo a estudar medidas para integrar melhor os estrangeiros na escola italiana.

A emenda da Liga Norte, que precisa ser aprovada no Parlamento para virar lei, prevê que as crianças imigrantes entrem no colégio após aprovação em um teste e provas específicas de avaliação.

Para aqueles que não aprovados, serão organizadas ‘classes ponte’ para garantir a inserção do aluno no grupo correspondente.

JP/RAI

Negros ganham 50% menos que brancos

A diferença de renda entre negros e brancos no Brasil está caindo nos últimos anos, mas, se o ritmo atual for mantido, somente será zerada em 2029. A conclusão é de estudo divulgado ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base em dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2007. De acordo com o Ipea, a renda per capita dos negros representa menos da metade da renda domiciliar per capita dos brancos.

“Trata-se de desigualdade particularmente detestável, na medida em que não é atribuível a nenhuma medida de mérito ou esforço, sendo puramente resultado de discriminações passadas ou presentes”, diz o documento. A desigualdade começou a cair a partir de 2001. Até 2007, um quarto da diferença foi retirada. “Se o ritmo continuar o mesmo, haverá igualdade na renda domiciliar per capita apenas em 2029”, avalia o Ipea.

A redução da desigualdade até agora não pode ser atribuída à redução da discriminação racial necessariamente, segundo o Ipea. Segundo a análise, 72% da queda da desigualdade de renda entre negros e brancos se deve à redução generalizada da desigualdade na sociedade brasileira e apenas 28% aconteceu em razão da mobilidade social dos negros, com migração para para classes mais altas. A ausência de políticas de ação afirmativa “de grande envergadura” é apontada pelo Ipea como causa principal desse desequilíbrio.

IPEA/AGB

%d blogueiros gostam disto: