Arquivos de tags: Clodovil

Morre Clodovil

O corpo do deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP), morto em Brasília na tarde desta terça-feira (17), será velado e sepultado na cidade de São Paulo nesta quarta-feira (18). De acordo com ao Partido da República, o velório terá início às 12h na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. O enterro será às 17h30 no cemitério do Morumbi.

Clodovil será enterrado ao lado de sua mãe, Izabel Sanches Hernandes, no jazigo da família. O deputado faleceu em Brasília, no fim da tarde desta terça-feira (17), vítima de uma parada cardíaca, horas depois de ter sido confirmada sua morte cerebral. Os médicos avaliam a possibilidade de doação dos órgãos do deputado. Na ausência de familiares, ela foi consentida por pessoas próximas e autorizada pela Promotoria de Justiça.

O parlamentar foi vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na manhã desta segunda-feira (16). Desde então ele estava internado na UTI do Hospital Santa Lúcia, na capital federal. O deputado já havia sofrido um outro acidente desse tipo em 2007.

Médicos que acompanham o deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) informaram, nesta terça-feira (17), que foi constatada sua morte cerebral. O boletim médico divulgado logo cedo já dizia que o quadro clínico do deputado permanecia  de “extrema gravidade”.  O parlamentar sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) e foi encontrado caido ao lado da cama na segunda-feira (16).

Durante a manhã desta terça-feira, Clodovil passou por exames que ajudaram a detectar a morte cerebral.

Os médicos disseram que a córnea, a íris, o fígado e o coração do deputado seriam retirados para doação, mas depois concluiram pela não doação devido aos problemas de saúde do estilista, como pressão alta, mais de um aneurisma, cancer… A autorização para a retirada foi dada por pessoas próximas ao deputado e pelo Ministério Público, uma vez que ele não tem parentes próximos com os quais mantinha contato. Se corpo deve ser enterrado em São Paulo.

Clodovil Hernandes nasceu em Elisário, interior de São paulo em 1937. Ficou famoso como estilista, apresentador de Tv, ator de teatro e político brasileiro.

Ficou conhecido principalmente por seu caráter polemizador e por declarações consideradas impróprias ou indelicadas, muitas vezes dirigidas a outras personalidades famosas.

Com mais de quarenta anos trabalhando na televisão, foi apresentador de inúmeros programas em diversas emissoras. Após sua demissão da emissora Rede TV!  em 2005,  criticou sua antiga emissora assim como outras pessoas que nela trabalhavam e perdeu espaço na televisão brasileira.

Era deputado federal desde 2006.

Em julho de 2007, Clodovil Hernandes deu uma entrevista a ÉPOCA na qual falou sobre sua personalidade e fez alguma revelações, como a de que já havia feito sexo dentro de um avião a caminho de Paris. Em suas respostas, o estilista e apresentador também deixou transparecer sua infelicidade. “A maior mentira que já contei é a de que sou feliz”, disse.

Qual é seu maior medo?
Não tenho medo de nada. Porque, se eu tivesse, não acreditaria em Deus.

Figura histórica com que mais se identifica…
Fernando Pessoa e Eva Perón.

Pessoa viva que mais admira…
Dalai Lama.

Característica que você mais odeia em si mesmo…
São tantas, nem sei se eu tenho qualidades.

Uma extravagância…
Uma vez, em Milão, vi um casaco de US$ 28 mil. Apaixonei-me e o comprei. Dali, tive de voltar para o Brasil porque não tinha dinheiro para continuar a viagem. Hoje, o casaco apodreceu.

Maior mentira que já contou…
Que eu sou feliz.

Bem mais precioso…
Meu caráter.

O que escreveria em sua lápide?

É preferível afrontar o mundo e servir nossa consciência a afrontar nossa consciência para ser agradável ao mundo.

Pior inimigo…
Eu mesmo.

Maior desafio…
Viver.

Clodovil internado em estado grave com AVC

O médico Alan Ricardo Coutinho Ferreira classificou como “muito alto” o risco de morte do deputado Clodovil Hernandes (PR-SP), de 71 anos, que está internado em estado grave em um hospital particular em Brasília desde a manhã desta segunda-feira (16).

Clodovil teve um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico durante a madrugada e foi submetido a um procedimento de drenagem do sangue por meio de um cateter.

“O quadro é muito grave e o risco de morrer é muito alto. É em cima dessa pequena possibilidade (de sobrevivência) que estamos trabalhando”, disse o médico.

Ferreira, que faz parte da equipe de atendimento a Clodovil, afirma que o paciente chegou às 8:17 no hospital com nível cinco de coma em uma escala que vai de três a quinze, sendo que, quanto mais baixo o nível, pior o estado do paciente.

Clodovil foi encontrado nesta manhã por um assessor parlamentar em sua residência na capital federal ao lado de sua cama. Ele teria sofrido o AVC durante a madrugada e depois teria caído da cama.

No hospital, o deputado foi submetido a um procedimento de drenagem, uma vez que uma cirurgia, devido à gravidade da lesão, não era recomendada. “Os procedimentos foram feitos da maneira mais precoce visando obter recuperação do paciente. Devido à gravidade, o que poderia ter sido feito já foi feito. Não vai ser feito nenhum novo procedimento. Temos que esperar este procedimento surtir efeito”.

De acordo com o médico, o mais provável é que o AVC hemorrágico tenha sido espontâneo e não tenha relação com o AVC isquêmico que o deputado sofreu em 2007.

De acordo com Susana Collares, assessora parlamentar de Clodovil,  enfrentou uma semana de “fortes emoções e muito estresse”, com o julgamento, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de processo no qual era acusado de infidelidade partidária. Clodovil deixou o PTC e ingressou no PR. Ele foi absolvido da acusação e teve o mandato mantido pelo TSE.

Quando a empregada chegou ao apartamento, por volta 6h desta segunda-feira, Clodovil estava passando mal. Ele foi levado para o hospital por ambulância do posto médico da Câmara dos Deputados.

De acordo com informações de sua assessoria de imprensa, ele teria caído da cama e batido com a cabeça no chão. Clodovil teve hemorragia no lado esquerdo do cérebro e  os médicos avaliaram que não se trata de caso para cirurgia e fazem a retirada de coágulos por meio de um catéter.

Clodovil foi vítima de um acidente vascular cerebral (AVC) de “leve intensidade” em junho de 2007.

Ele ficou sete dias internado no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. Em maio do mesmo ano, ele passou por um cateterismo na Clínica Santé. O parlamentar ficou internado com suspeita de dengue na mesma clínica, em março.

AE

Clodovil é internado com embolia pulmonar

O deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP), de 72 anos, está internado no Hospital Alemão Oswaldo Cruz, na zona sul de São Paulo, com embolia pulmonar.

Ontem o parlamentar sentiu-se mal em sua casa, em Ubatuba, no litoral norte paulista, e, orientado por seu médico, foi para o hospital à noite. Inicialmente, ele foi mantido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Hoje, com o quadro estável, foi encaminhado para um quarto.

Segundo sua acessoria, ele deve permanecer mais cinco dias na unidade. De acordo com assessoria de imprensa do deputado, no último dia 28 ele passou por uma cirurgia no mesmo hospital para a colocação de um dispositivo na uretra.

G1/Terra

Clodovil quer reduzir número de deputados

Quase no apagar das luzes do primeiro semestre legislativo, o deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) apresentou à Mesa da Câmara proposta de emenda à Constituição (PEC) que visa reduzir o número de deputados federais dos atuais 513 para 250. A proposta recebeu o apoiamento de 279 deputados, mas bastava o apoio de 172 deputados para que ela fosse apresentada. Agora a proposta deverá ser encaminhada à Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), para primeira análise.
De acordo com a PEC, a representação por estado e pelo Distrito Federal será estabelecida por lei complementar, proporcionalmente à população.

Clodovil afirma que a Câmara exerce atividades que viabilizam a realização dos anseios da população com a discussão e aprovação de propostas sobre as mais diferentes áreas. “Entendemos que a Câmara, com 250 membros, já possuirá amplas condições de representar a diversidade da sociedade brasileira e redundará até mesmo em diminuição de despesas públicas”, justifica Clodovil.

Se a proposta vier a ser aprovada haverá um corte de 263 deputados e redução de gastos, só em despesas com esses parlamentares, da ordem de R$ 26,3 milhões por mês, pois um deputado custa por mês em torno de R$ 100 mil, incluindo salário, despesas gabinete, verba indenizatória, moradia e passagens.

AG Brasil

Clodovil propõe corte de deputados

O deputado Clodovil Hernandes (PR-SP) protocolou ontem na Mesa da Câmara proposta de emenda constitucional que propõe o corte de 263 vagas na Câmara, reduzindo o número de deputados dos atuais 513 para apenas 250. Clodovil alega que o corte permitiria uma economia grande de gastos e ainda reduziria o nível de corrupção no país.

A proposta foi subscrita por 279 parlamentares (o mínimo é de 171 assinaturas), muitos deles expressivos e experientes como o presidente do PMDB, Michel Temer (SP), o ex-presidente da Câmara Aldo Rebelo (PCdoB-SP), os líderes Luciano Castro (PR-RR) e Fernando Coruja (PPS-SC), além de nomes como Miro Teixeira (PDT-RJ), Ciro Gomes (PSB-CE) e Sarney Filho (PV-MA).

Clodovil lembra que, hoje, cerca de 20% dos deputados estão em campanha, e que a Câmara funciona perfeitamente com menos da metade da atual composição, se houver realmente interesse de trabalhar. Reconhece que muitos dos que assinaram a proposta podem retirar o apoio numa votação no plenário.

%d blogueiros gostam disto: