Arquivos de tags: celso Roth

Roth renasce no comando do Grêmio

Quando despontou no cenário da elite do futebol, no meio da década de 1990, Celso Juarez Roth era mais um candidato a manter a tradição gaúcha de formar técnicos campeões.

Porém, de lá para cá, após 11 anos dirigindo clubes grandes, tudo o que o técnico conseguiu foi ganhar a fama de fazer suas equipes praticarem um futebol retranqueiro e que, mesmo assim, não conseguiam ir longe.

Agora, aos 50 anos e em sua terceira passagem pelo Grêmio, clube que tem a tradição de reabilitar jogadores em baixa e que agora faz o mesmo com seu técnico, Roth ganha mais uma chance de desmentir seus críticos e voltar a figurar como técnico considerado de elite.

Num campeonato marcado pela irregularidade até dos times que estão nos primeiros lugares e sem um clube que possa ser apontado como grande favorito ao título, o Grêmio virou líder por mais de uma rodada pela primeira vez desde que voltou da Série B, em 2005.

Depois de sua mais recente passagem pela segunda divisão, o clube, que em 2007, com Mano Menezes, chegou ao vice-campeonato da Libertadores, só tinha sentido o gosto de comandar a principal competição do país por um breve momento.

Em 2006, logo na primeira rodada do Nacional, os gremistas, beneficiados por terem vencido sua estréia com uma diferença de gols maior que os demais times, apareciam em primeiro lugar. Depois disso, jamais voltaram ao topo.

Para Roth, a última vez na liderança de um Brasileiro também não foi além de uma rodada. No Nacional do ano passado, o seu Vasco fechou a quinta jornada em primeiro lugar, mas depois não conseguiu se manter nem dentro do G4.

Neste sabado, contra o Atlético-MG, às 18h20, treinador e clube têm a oportunidade de conquistar simbolicamente o título do primeiro turno –uma vitória no Mineirão lhe garante a ponta.

Além disso, o Grêmio pode se tornar o melhor time em um primeiro turno do campeonato na era dos pontos corridos.

Em caso de triunfo em Belo Horizonte, a equipe fechará a primeira metade da competição com um aproveitamento de 71,9% dos pontos.

Esse índice é mais alto do que todos os outros campeões de primeiro turno –e que depois conquistaram o título.

No ano passado e em 2006, o São Paulo fechou com 68,4% e 66,7%, respectivamente. Em 2005, o Corinthians obteve 68,3%. Em 2004, o Santos conseguiu 57,6%. Em 2003, o Cruzeiro fechou os primeiros 21 jogos (de um total de 42) com 69,7% de aproveitamento.

O Grêmio, nas mãos de Roth, tem se apresentado no melhor estilo do futebol gaúcho –conforme, aliás, a diretoria afirmara pretender ao trocar o ofensivo Vagner Mancini por Roth.

Segundo o Datafolha, é o Grêmio é o time que mais desarma (133,8 por jogo), o que mais comete faltas (25,2) e o que mais acerta cruzamentos (27,8%). Mas o fato de pontear o Brasileiro tem sido motivo de pressão extra para Roth.

“Andar na frente é responsabilidade maior, temos a sobrecarga de ser o alvo dos outros”, declarou o treinador.

PAULO GALDIERI
Folha de S.Paulo

%d blogueiros gostam disto: