Arquivos de tags: Carro Zero

Kia Cerato chega ao Brasil

O sedã Cerato, da Kia, deve desembarcar no Brasil nos primeiros meses de 2009. Pela faixa de preço, o modelo chegará para concorrer com o Honda Civic e o Toyota Corolla.

De acordo com Carro Online o sedã deve ser comercializado por R$ 55 mil na versão manual e menos de R$ 70 mil na versão automática.

Dentre os equipamentos e acessórios que integrarão o Cerato estão os seis airbags, freios ABS e rádio MP3 player embutido no painel. O modelo deve ser equipado com motor 1.6 16V e 126 cv de potência movido a gasolina.

Carro Online

Carro flex atinge 87% dos novos em setembro

As vendas de automóveis e comerciais leves novos, do tipo bicombustível (flex), somaram 221.424 unidades em setembro, respondendo por 87,1% das vendas totais nesses dois segmentos, segundo dados divulgados hoje pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

No acumulado dos nove primeiros meses do ano, o número de carros flex vendidos totalizou 1.832.701 unidades, o que representa crescimento de 30,47% em relação ao comercializado no mesmo período de 2007.

Juro para carros deve subir até 25%

A  crise global provocou uma onda de precaução entre bancos e financeiras que, a partir desta quarta-feira (1º), devem aumentar as taxas de juros para a compra de carros novos e usados em até 25%. A taxa foi verificada em pesquisa feita pelo economista Ayrton Fontes, da MSantos, empresa especializada no varejo de automóveis.

O aumento de juros é uma ação preventiva, pois os bancos brasileiros têm apenas 8% dos empréstimos captados no exterior e poderiam manter as taxas atuais. O levantamento feito junto a seis grandes bancos mostra que as novas tabelas que chegam às concessionárias nesta quarta vêm com aumentos de 10% a 25% nas taxas mensais.

Na terça-feira, as concessionárias de veículos foram orientadas pelas instituições financeiras a fecharem contratos pendentes, antes da entrega das novas tabelas.

Segundo o levantamento, quem operava com 1,38% passa a cobrar 1,65% mensais. Planos com juros a 1,48% ao mês vão para 1,8%. Os prazos, por enquanto, não serão alterados e chegam a até 72 meses, embora o plano preferido pelos consumidores seja o de 48 meses.

Os juros baixos e os prazos longos têm alimentado o mercado de carros novos, que voltou a crescer depois de registrar queda em agosto. Até segunda-feira (29), foram vendidos 252 mil veículos no mês passado e a previsão é de encerrar setembro com mais de 260 mil unidades vendidas.

No acumulado do ano até o mês passado, foram vendidos até agora 2,19 milhões de veículos, 26% a mais que no mesmo período de 2007.

G1/Car

RS: gasolina barata e protesto contra impostos

Em pelo menos 25 municípios do Rio Grande do Sul esta terça-feira, dia 27, será lembrada como o Dia da Liberdade de Impostos. Desde 1º de janeiro, o cidadão que trabalhasse exclusivamente para quitar tributos o faria por 148 dias – período encerrado nessa segunda-feira, dia 26.

Para conscientizar o contribuinte, haverá caminhadas, protestos e venda de produtos sem impostos. A gasolina será o destaque. Serão 42 mil litros, com desconto de 47%, valor médio dos tributos cobrados.

Além da capital do Estado, Porto Alegre, participam postos das cidades de Novo Hamburgo, Pelotas, Cachoeira do Sul, Lajeado e municípios da região. A mobilização é encabeçada pela Associação da Classe Média (Aclame).

A gasolina foi o produto escolhido para a ação porque é altamente taxado e comum à maior parte da população. Novo Hamburgo, Lajeado, Cachoeira do Sul e Pelotas terão à venda um automóvel zero quilômetro, sem impostos.

– Se o carro custa R$ 20 mil, são cerca de R$ 13 mil de impostos. Ou seja, o comprador terá de pagar R$ 7 mil pelo veículo e mais um valor extra, correspondente à doação. Quem fizer a maior doação, leva o carro – explica Bertuol.

Em São Paulo, o Impostômetro, painel que soma o que é desembolsado em impostos pelo brasileiro, terá mais uma casa, a do trilhão de reais. A expectativa é de que o Impostômetro alcance, pela primeira vez, mais de R$ 1 trilhão em 2008. No ano passado, marcou R$ 921 bilhões.

ZH

%d blogueiros gostam disto: