Arquivos de tags: Caixa Federal

Caixa fará concurso para níveis Médio e Superior

 

A Caixa Econômica Federal lançou ontem o concurso público para os cargos de técnico bancário (Nível Médio), advogado, arquiteto e engenheiro (Superior). A seleção formará cadastro reserva e valerá para todo o País. O banco pretende contratar 12 mil funcionários até o fim do ano. Os salários iniciais variam entre R$ 1.744 e R$7.734 e as jornadas de trabalho são de 30 e 40 horas semanais.

Somados aos auxílios refeição (R$ 435,16) e cesta-alimentação (R$ 339,08), os salários chegam a R$ 2.558,24 (Nível Médio) e R$ 9.444,24 (Superior). Outros benefícios oferecidos pela Caixa são planos de saúde e odontológico (Saúde Caixa), auxílio-creche para crianças até 7 anos, participação nos lucros e nos resultados, plano de previdência complementar, auxílio-transporte e incentivo à graduação e pós-graduação.

Quem pretende ingressar no banco pode se inscrever a partir de segunda-feira por meio do site da organizadora, a Fundação Cesgranrio: http://www.cesgranrio.org.br. O prazo vai até 13 de março. As taxas de participação são de R$ 37 e R$ 73, dependendo do cargo. Interessados em pedir isenção terão dois dias para fazer a solicitação pela Internet: segunda e terça-feira.

Para verificar a confirmação de inscrição, basta acessar o site da banca a partir do dia 18 de abril. O candidato terá que imprimir o cartão, que virá com seus dados pessoais,número de inscrição, polo de opção, macropolo, data, horário e local de realização das provas. A previsão é que os exames objetivos sejam aplicados no dia 22 de abril.

Aprovados no certame serão chamados de acordo com a disponibilidade de vagas. O candidato poderá acompanhar as convocações por meio do site http://www.caixa.gov.br/download, opção concurso público, admissional, e ainda, por meio da central de atendimento da Caixa, no telefone 0800 726 0101.

Avaliação em três etapas

O concurso da Caixa terá três etapas. Na primeira fase, o candidato passará por avaliação de conhecimentos (provas objetivas de caráter eliminatório e classificatório). Na segunda, será aplicada prova de redação, que é eliminatória. Na última etapa, será a vez dos exames médicos admissionais, também de caráter eliminatório.

As provas objetivas terão 60 questões: Conhecimentos Básicos (30) e Específicos (30). O primeiro exame será composto por Língua Portuguesa, Matemática, Atualidades, Ética, Atendimento, História e Estatuto e Legislação.

Já a prova de Específicos terá questões de Conhecimentos Bancários I e Noções de Informática. Para alguns polos, a prova terá questões de Tecnologia da Informação e Conhecimentos Bancários II.

BB: 700 mil inscritos

Mais de 700 mil pessoas se inscreveram no concurso público para o cargo de escriturário do Banco do Brasil. A seleção formará cadastro de reserva para unidades nos estados de Alagoas, Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, São Paulo e Tocantins, além do Distrito Federal. As inscrições terminaram no dia 14.

Selecionados para a função terão jornada de trabalho de 30 horas semanais. A remuneração mensal é de R$ 1.408, mais gratificação semestral de 25%, paga mensalmente, e participação nos lucros e resultados da empresa.

O número de candidatos inscritos este ano é recorde e cerca de 50% superior ao maior patamar alcançado até então, verificado no concurso realizado em 2007. Nos últimos dois anos, o Banco do Brasil empossou 18.802 funcionários em diversos cargos.

Novo teto do ’Minha casa, minha vida’

imagem meramente ilustrativa

O novo teto dos imóveis do “Minha casa, minha vida”, no valor de R$ 170 mil, deve ser publicado no Diário Oficial da União, na semana que vem. Se, hoje, a maioria dos imóveis ofertados pelo programa habitacional — excluindo a faixa de renda entre R$ 465 e R$ 1.395 — corresponde exatamente ao valor máximo válido até o momento, de R$ 130 mil, a expectativa do mercado é a de que os futuros lançamentos fiquem mais caros com a elevação do limite.

Assim, se a renda familiar máxima para a compra continuar em R$ 4.900, a margem de comprometimento salarial subirá 38,97%. Isso vai excluir uma camada significativa de beneficiados.

A conta é fácil. Os especialistas recomendam que as prestações não devem passar de 30% da renda familiar. A primeira parcela de um imóvel de R$ 170 mil — com financiamento em 25 anos — ficaria em R$ 1.525,28 nas condições do “Minha casa, minha vida”. Assim, uma família com renda de R$ 4.900 comprometeria 31,13% da mesma.

Na primeira fase do programa do governo federal, iniciado em 2009, este percentual ficava em 22,4% do salário. Assim, com o novo teto, o comprometimento subirá 38,97% e representará o fim do sonho da casa própria para muita gente.

Sem subsídio

Além do corte de parcela da população, o novo valor ainda expõe outro problema do programa: o de privilegiar compradores que não precisam do subsídio do governo para a compra. Isso porque a ajuda, que chega a R$ 23 mil para famílias que ganham até R$ 1.395 e é proporcional à renda, somente é oferecida para a faixa salarial que vai até R$ 2.790.

Devido às regras de comprometimento do salário, essas famílias poderiam adquirir apenas unidades de até R$ 100 mil. Se elas já eram raras com o teto antigo, imagine agora.

É por isso que pessoas como a manipuladora Fernanda Teixeira, de 32 anos, continuam pagando aluguel. Juntando seu salário com o do marido, que é militar, a renda da família chega a quase R$ 4 mil. Sem o subsídio do governo, ela não consegue arcar com a entrada de R$ 20 mil e as prestações no valor de R$ 806 — para um imóvel de R$ 100 mil —, e continua a morar de aluguel.

Extra

Caixa abre licitações para mil lotéricas

A rede lotérica da Caixa Econômica Federal (CEF) vai ser ampliada em mais 1.101 unidades a partir de 2009, em 1.061 cidades de todo o país. Os editais vão ser divulgados nesta segunda-feira (15).

Trata-se da oferta de serviços sob regime de permissão, nos moldes de outras licitações já realizadas. As novas unidades vão comercializar todas as modalidades de jogos e prestar os serviços de banco oferecidos atualmente nas casas lotéricas.

Em 2008, foram licitadas 1,4 mil lotérias em todo o país. De acordo com a CEF, o aumento da demanda existe em razão do próprio crescimento populacional e da necessidade de expansão dos serviços prestados pelas lotéricas.

Mais informações aqui: Seja Um empresário Lotérico

Nota do editor: amigos vcs não prestam atenção na noticia aí de cima e ficam pedindo orientações  sobre como implantar Lotéricas. Vcs não perceberam o link aí em cima “Seja um empresário lotérico“?!… pois é só clicar ali e tirar suas dúvidas. Nós do Blog não entendemos nada de Lotéricas. Apenas informamos. Bom comerciantes tem que ser uma pessoa ligada. Abraços

Nilnews

Caseiro Francenildo rejeita oferta de indenização

O caseiro Francenildo dos Santos Costa rejeitou a proposta da Caixa Econômica Federal (CEF) de indenizá-lo em R$ 45 mil, desde que ele concordasse em assinar uma petição inocentando a instituição de ter violado o sigilo de sua conta bancária. A condição para fechar o acordo – sugerido pelo juiz da 4ª Vara da Justiça Federal, Itagiba Catta Preta Neto – consta na petição enviada pelos advogados da Caixa à defesa de Francenildo.

O documento afirma que “a Caixa mantém o seu entendimento de que em nenhum momento violou o sigilo bancário do autor”. Mais à frente, a CEF impõe a mesma afirmação a Francenildo. Ou seja, para ter direito à reparação, ele teria de recuar da denúncia de que seu sigilo bancário foi quebrado e endossar a afirmação de que “o senhor Francenildo dos Santos Costas mantém o mesmo entendimento da Caixa”, como consta na petição.

Para o advogado do caseiro, Wlicio Chaveiro Nascimento, os termos da proposta inviabilizaram de vez o acordo. “Não só por anular o esforço de reparar um ato criminoso, mas também porque fica claro a tentativa de derrubar a denúncia contra o ex-ministro Palocci no Supremo”, explica, referindo-se à petição do Ministério Público ao Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar a suposta participação do então ministro Antonio Palocci, hoje deputado, na violação da conta bancária de Francenildo.

O processo é relatado pelo presidente do STF, ministro Gilmar Mendes e está prestes a ser julgado. Na última audiência com o juiz Itagiba, dia 5 de agosto, o caseiro disse que aceitaria uma indenização de R$ 45 mil, e não de R$ 35 mil, como propunha a Caixa, não por concordar com ela, mas por “duvidar da Justiça no País”.

Francenildo teve a conta na Caixa violada em abril de 2006, após ter afirmado em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo que o então ministro era um dos freqüentadores das reuniões realizadas mansão do lago sul, alugada por seus amigos de Ribeirão Preto, em que ele trabalhava. Segundo ele, ali eram realizadas festas com garotas de programa e ocorria a partilha de dinheiro que chegava numa mala. Na CPI dos Bingos, o caseiro disse que Palocci era chamado no local de “chefe”.

AE

Timemania não emplaca

Em vigor desde fevereiro, a expectativa era de que a loteria Timemania repassaria R$ 10 milhões mensais a clubes. De março a junho foram R$ 13,4 milhões. O objetivo do jogo é ajudar os times a quitar tributos.

– Passados quase seis meses da legalização e regulamentação da Timemania, em fevereiro, a loteria esportiva criada para ajudar os clubes de futebol brasileiros a saldar suas dívidas com o governo ainda está longe de atingir as expectativas iniciais.

Segundo dados da Caixa Econômica Federal (CEF), que administra os concursos, de março (mês do primeiro sorteio) até o final de junho haviam sido repassados R$ 13,4 milhões às agremiações. As projeções iniciais, entretanto, indicavam repasses entre R$ 8 milhões e R$ 10 milhões por mês, o que totalizaria algo entre R$ 24 milhões e R$ 40 milhões no período.

A Timemania, à qual já aderiram 80 clubes, foi criada para ajudar as equipes a deduzirem suas pendências com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e Receita Federal em até 240 meses. Muitas dessas pendências ainda eram questionadas judicialmente, mas ao se associarem à Timemania os clubes automaticamente concordam em assumir todas as suas dívidas, mesmo as que ainda tramitavam na Justiça.

Apesar desse resultado, o vice-presidente da área de loterias da Caixa, Wellington Moreira Franco, acredita que a Timemania está atingindo seus objetivos. “A função dela não é ser o único meio que faça os clubes pagarem as dívidas, mas sim ser um facilitador para que isso ocorra”, defende Moreira Franco. “Não há jogo suficiente para cobrir todas as dívidas dos clubes”, afirma ele, que tem como manchete em seu site oficial uma notícia intitulada “Timemania: Nova loteria é a salvação dos clubes de futebol”.
Moreira Franco acha muito cedo para decretar que a Timemania não emplacou. “Ainda não é hora de fazer esse tipo de análise”, afirma.

Para participar da loteria, as agremiações pagam uma mensalidade de R$ 50 mil à Caixa.  Mesmo que a arrecadação atinja os níveis previstos inicialmente pela Caixa, clubes com dívidas acima de R$ 72 milhões terão arrecadação inferior à mensalidade obrigatória.

Gazeta Mercantil

Solange Couto fica de calcinha em porta de banco

Segundo informações da colunista Regina Rito, do jornal O Dia, a atriz Solange Couto foi parar na 41ª Delegacia de Polícia, no Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira, dia 28.

Ao tentar entrar na Caixa Federal para pagar uma conta, o vigilante mandou que ela colocasse todos os pertences no compartimento da porta automática. Solange passou por uma “situação constrangedora” . A definição é da própria atriz, que tirou ficou de calcinha na porta de um banco na Freguesia, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio. Nervosa, ela acabou tirando a bermuda branca, em sinal de protesto. “Estava quase tirando a blusa quando passei mal”, conta.

Como a porta ainda estava impedindo a sua entrada no banco, segundo Solange, em tom de deboche, o vigilante teria pedido para que ela abaixasse a roupa para ver se não portava algum objeto metálico. A atriz então tirou a bermuda e ficou parada na porta do banco só de calcinha.

Muito abalada pela situação e chorando muito, ela telefonou para seu advogado Sylvio Guerra, que a aconselhou a registrar queixa na delegacia. O advogado pretende entrar com uma ação em Vara Cível, buscando indenização sua cliente por danos morais.

ODia

Sai resultado de concurso da Caixa

Cerca de 760 mil pessoas devem acessar a internet nesta quarta-feira (23) para conferir o resultado do concurso público da Caixa Econômica Federal. A lista foi divulgada hoje pela Fundação Cesgranrio, organizadora da seleção.

CONFIRA AQUI O RESULTADO DO CONCURSO.

O concurso foi realizado para formar um cadastro de reserva em âmbito nacional, exceto para os estados do Rio de Janeiro e São Paulo. O cargo ofertado foi o de técnico bancário, que exige formação de nível médio.

Quem for chamado deve ganhar R$ 1.244 para trabalhar 30 horas semanais. Os aprovados recebem também participação nos lucros e resultados, plano de saúde e previdência complementar, auxílio-refeição/alimentação e auxílio cesta-alimentação. De acordo com o edital, a Caixa promove ainda a possibilidade de ascensão e desenvolvimento profissional.

A seleção foi realizada através de testes objetivos com 60 questões de matemática. Língua portuguesa, atualidades, noções de ética e atendimento. A próxima etapa da seleção é a avaliação médica.

Mesmo ofertando vagas apenas para cadastro de reserva, a concorrência foi alta. Em todo o país, cerca de 760 mil pessoas se inscreveram na seleção. Apenas em Brasília foram contabilizadas 71.120 inscrições.

CONFIRA AQUI OS CONCURSOS QUE ESTÃO COM INSCRIÇÕES ABERTAS.

Caixa vai contratar 3,1 mil concursados

A Caixa Econômica Federal vai convocar, até o final do ano, 3,1 mil concursados para substituir os trabalhadores terceirizados de sua folha de pagamentos.

Do total, 1,6 mil funcionários foram aprovados no último concurso nacional realizado pelo banco, em 2004, e serão contratados até 11 de julho. As outras 1,5 mil vagas serão divididas com os candidatos que tiverem os melhores desempenhos na próxima seleção — a prova será realizada em 29 de junho e o resultado deve ser divulgado em 23 de julho.

A substituição de terceirizados por concursados teve início em maio deste ano, com a contratação de 1.903 pessoas e o processo já foi concluído nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Acre.

Os profissionais vão ocupar as vagas de 9.229 terceirizados que serão dispensados por estarem exercendo funções exclusivas de concursados, como, por exemplo, a atuação em agências bancárias ou em áreas ligadas à tecnologia da informação. A mudança foi negociada durante quatro anos com o Ministério Público do Trabalho, que vem passando um pente fino no quadro de pessoal não só da Caixa como de outras instituições governamentais com o intuito de eliminar as terceirizações ilegais.

Com a intenção de dar uma assistência aos trabalhadores que serão demitidos, o TAC prevê ainda que a Caixa ofereça cursos e disponibilize 500 computadores para que possam se aperfeiçoar. Além disso, eles terão acesso gratuito a material didático para estudar para os próximos concursos da Caixa, segundo Carlos Alberto Gandola, presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Processamento de Dados, Serviços em Informática e Similares (Fenadados).

Caixa

CAIXA LIBERA R$ 5,4 BILHÕES PARA PENHOR

Com a facilidade de obter empréstimo de forma rápida e sem burocracia, as operações de penhor de jóias têm apresentado grande crescimento nos últimos anos. Só no primeiro trimestre deste ano, os empréstimos da Caixa Econômica Federal totalizaram R$ 1,3 bilhão, aumento de 16,5% em relação ao mesmo período do ano passado. O número de contratos ativos nos primeiros três meses deste ano ultrapassou a marca dos 2,3 milhões.

Em função do aumento do interesse por essa modalidade, a Caixa resolveu oferecer R$ 5,4 bilhões para operações de penhor neste ano. Segundo o gerente de produto de penhor do banco, Paulo Roberto Gomes, esse tipo de linha tem sido procurado para empréstimos de curto prazo ou como uma forma de as pessoas guardarem as peças preciosas em períodos de viagem.

O banco oferece duas linhas de penhor com limite mínimo de empréstimo de R$ 50 e máximo de R$ 50 mil. A taxa de juros dessas linhas varia de 1,8% a 2,85% ao mês.

%d blogueiros gostam disto: