Arquivos de tags: Bolsas de Estudo no Exterior

BRASIL: bolsas de estudos na União Europeia

Reunida com representantes da União Europeia, a presidente Dilma Rousseff (PT) assina nesta quinta-feira (24) acordo de cooperação para criar cem bolsas de estudos no centro de pesquisa integrada do bloco europeu.

O acordo faz parte do programa Ciência Sem Fronteiras e vale apenas para alunos de doutorado e pós-doutorado. O acordo foi elaborado em parceria com o Ministério da Ciência e Tecnologia.

O centro de pesquisa da União Europeia tem oito unidades em cinco países diferentes (Itália, Bélgica, Espanha, Alemanha e Holanda). A prioridade são bolsas para áreas de prevenção de desastres naturais, mudanças climáticas, energia, segurança alimentar, bioeconomia, nanotecnologia e tecnologia da informação.2148993-2354-rec

Estudantes poderão ir ao exterior com bolsas de estudo e passagens aéreas pagas

Até 2014, 75 mil estudantes poderão ir ao exterior, com bolsas de estudo e passagens aéreas pagas, além de seguro médico. Alunos que cursam desde o nível médio até o pós-doutorado serão beneficiados por um novo programa de internacionalização, o Ciências sem Fronteira.

O projeto-geral será apresentado à presidenta da República, Dilma Rousseff, no dia 15 próximo, pelos ministros da Educação, Fernando Haddad, e da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante. Os primeiros bolsistas devem ser selecionados no primeiro semestre de 2012. – Não se trata de um rompante em que levaremos muitos estudantes ao exterior, mas de um grande projeto, que será institucionalizado pelo governo federal –, explicou Haddad. À Capes, caberá a oferta de 40 mil bolsas, com estimativa de investimento de US$ 936 milhões ao longo de quatro anos.

O CNPq, por sua vez, será responsável por outras 35 mil bolsas. – Para ter ideia da amplitude do programa, basta comparar o número atual de bolsas concedidas em 2010 — 5,3 mil — às 75 mil que serão ofertadas em três anos –, ponderou Mercadante. O novo programa pretende atender áreas consideradas prioritárias para o desenvolvimento do país. Dada a escassez de mão de obra qualificada em engenharia e tecnologia, tais setores serão o ponto central da iniciativa. – São áreas em que o mercado de trabalho está aquecido e há déficit de pessoal.

Para cada 50 formandos no país, temos apenas um engenheiro –, disse Mercadante. Uma das novidades é a concessão de bolsas a estudantes de cursos técnicos de nível médio — serão três mil em três anos.

Além dos estudantes de cursos técnicos, serão beneficiados os de educação profissional. – Teremos 15 mil bolsas: 6 mil para cursos superiores de tecnologia, 3 mil para licenciatura em matemática, física, química e biologia, 3 mil para bacharelado tecnológico e 3 mil para estudantes de nível médio –, afirmou o secretário de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação, Eliezer Pacheco. Ainda na fase preliminar de negociação, o Ministério da Educação manteve conversações com instituições de ensino de vários países.

Nos Estados Unidos, das 97 universidades contatadas, 95% manifestaram interesse em receber estudantes brasileiros. Elas oferecem alojamento gratuito, estágios de pesquisa e treinamento prévio em língua inglesa. O plano de ação da Capes prevê em 338% o crescimento no número de bolsas no exterior em relação a 2010.

MEC

Bolsa de estudo em países ibéricos

O Programa Bolsas de Mobilidade Internacional Santander Universidades – USP, apoiado pela Pró-Reitoria de Graduação da Universidade de São Paulo (USP), aceita inscrições até o dia 1º de março.

Segundo a USP, o programa oferece, para intercâmbio acadêmico no segundo semestre de 2010, 45 bolsas no valor de 4.650 euros. O valor será dividido em uma parcela de 2.250 euros e duas parcelas bimestrais de 1,2 mil euros cada uma.

Os alunos interessados devem apresentar a documentação diretamente à Comissão de Graduação de sua unidade para avaliação, além de realizar uma prova de conhecimento da língua espanhola.

O programa é voltado somente para alunos de graduação que já tiverem, no mínimo, 40% do curso concluído. A relação de universidades participantes e as instruções para a inscrição estão disponíveis na página da Pró-Reitoria de Graduação.

Os resultados serão divulgados no dia 23 de abril. Em 3 de maio a Pró-Reitoria de Graduação fará reunião de todos os alunos contemplados.

OBS: Os paises ibéricos são a Espanha e Portugal (e também Andorra), localizados na denominada Península Ibérica.

Mais informações no site da USP.

%d blogueiros gostam disto: