Arquivos de tags: Acidentes de transito

Lei seca:mortes no trânsito caem 22,5%

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, comemorou ontem, no Rio, os resultados da lei seca, que completa um ano no sábado, ampliando as sanções para motoristas flagrados dirigindo alcoolizados.

Ele acredita, no entanto, que ainda existem muitos desafios, como a ampliação da fiscalização para todos os municípios brasileiros.

Segundo dados divulgados pelo ministério, houve queda de 22,5% no número de mortes em consequência de acidentes de trânsito.

Os atendimentos às vítimas desses desastres, em hospitais conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS), caíram 23%, quando comparado o segundo semestre de 2007 com igual período de 2008.

Nos primeiros meses após a entrada em vigor da lei, disse o ministro, a redução no número de acidentes foi mais “drástica, tendo arrefecido um pouco depois”. Ele defendeu, no entanto, que o País precisa persistir para que toda a população desenvolva a consciência de sua responsabilidade em não misturar álcool e direção.

Acidente com moto é epidemia no Brasil

Os acidentes com motociclistas já ganham proporções de epidemia no Brasil e provam que o trânsito deve ser encarado como um problema de saúde pública. A taxa de mortalidade das vítimas de acidentes de moto aumentou cerca de vinte vezes em dezesseis anos, segundo pesquisa do Ministério da Saúde.

A maior parte das mortes ocorreu entre motociclistas de 15 a 39 anos, principalmente em municípios com menos de cem mil habitantes. Especialistas avisam que o número de motos não vai parar de crescer. São Paulo se tornou uma cidade de serviços e os motoboys não circulam só com pizza: carregam documentos, ferramentas e até sangue para cirurgias.

Além disso, muitos motoristas que ficavam para trás, parados dentro do carro, mudaram de transporte e preferiram a agilidade da moto. Outros que usavam o ônibus viram na motocicleta uma oportunidade mais em conta que o carro popular. A Associação Brasileira de Medicina de Tráfego calcula que entre 1999 e 2006 houve um crescimento de 560% em acidentes e mortes com motos.

Na pesquisa feita pela Abramet, 33% dos acidentes com motos foram colisões com carros. O responsável pela área de medicina ocupacional da entidade, Dirceu Alvez, diz que a situação se tornou ainda pior com uma mudança feita na legislação. O engenheiro Cláudio Barbieri, da Escola Politécnica da USP, lembra que o crescimento do número de motos mostra o esgotamento do sistema viário das cidades e explica que as pessoas buscam cada vez mais alternativas individuais. Embora significativas, as mortes com motocicletas ocupam a quarta colocação entre as causas de óbito no trânsito.

As principais vítimas são os pedestres, principalmente crianças e idosos, em segundo estão as causas indeterminadas, seguido de acidentes com automóveis. Um estudo da Organização Mundial da Saúde mostra que os acidentes de trânsito são a principal causa mundial de morte de jovens entre 10 e 24 anos. Todos os anos, quase 400 mil pessoas morrem em ruas e estradas, sendo mais da metade das vítimas residentes na África e no Sudeste Asiático.

JP

%d blogueiros gostam disto: