Arquivos da Categoria: Video

Operadora americana DishTV se prepara para suas operações no Brasil

Antena DishTV

O mercado nacional de televisão por assinatura está prestes a ganhar um novo concorrente internacional. A operadora norte-americana de TV via satélite DishTV se prepara para iniciar suas operações no Brasil e, segundo fontes, a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aguarda o pedido de autorização da empresa para sua entrada no mercado brasileiro. A notícia saiu no jornal A Folha de S. Paulo.

No primeiro momento, Charles Ergen, controlador da DishTV, analisou a criação de parcerias com outras operadoras que já atuam no país, visando reduzir os custos com investimentos para a sua entrada no mercado brasileiro. A empresa teve conversas sem muito sucesso com a Oi e com a Telefônica – inclusive, foi levado em consideração um acordo efetivo com a empresa espanhola se comprometendo a compartilhar 670 mil assinantes, que recebem TV e internet através de micro-ondas.

Porém, quando a Telefônica venceu o leilão da tecnologia de conexão móvel da quarta geração (4G) no ano passado, ela foi obrigada a devolver as licenças de TV por micro-ondas, pois acabariam atrapalhando a transmissão de dados da nova tecnologia. Os clientes da TV por micro-ondas poderiam receber o sinal da DishTV via satélite, mas a empresa norte-americana também queria participação na base de usuários da TV da Telefônica – as companhias não conseguiram chegar a um acordo mútuo e as negociações foram encerradas.

A entrada da operadora no Brasil está diretamente relacionada com outra empresa norte-americana, a Hughes, também de propriedade do bilionário Charles Ergen. A Hughes venceu, em 2011, um leilão da Anatel que lhe concedeu o direito de instalar um satélite no espaço do Brasil com um lance de R$ 145 milhões e ágio de 3.500%, tirando a Sky da competição. Com base no acordo estipulado no leilão, a empresa tem até cinco anos para iniciar suas atividades comerciais no país.

Estima-se que a chegada da DishTV no Brasil poderá acarretar na redução de até 30% no valor dos pacotes de TV por assinatura, fora que o mercado nacional é muito pormissor para o setor com os consumidores brasileiros respondendo pela metade dos assinantes de TV a cabo no mundo todo até 2017. Por enquanto, ainda não há data prevista para o início das operações da operadora norte-americana no país.

Matéria completa: http://canaltech.com.br/noticia/tvs/Operadora-americana-DishTV-se-prepara-para-iniciar-suas-operacoes-no-Brasil/#ixzz2O8M4gl9E

Ecad é condenado por formação de cartel

ecad-2011[1]O Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) e seis entidades de defesa dos direitos autorais no País foram condenados por formação de cartel e abuso da posição dominante. O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), órgão que fiscaliza a livre concorrência, condenou as entidades por quatro votos a dois.

Segundo o jornal O Globo, para os conselheiros do Cade “o Ecad e seus associados não apenas se organizaram para tabelar valores, mas criaram barreiras à entrada de novas associações na entidade”.

A prova sobre o acordo de fixação dos preços foi encontrada no próprio site do Ecad: as tabelas de valores cobrados por tipo do usuário. “Também é possível encontrar na página do Escritório na internet os critérios de cálculo e de preço para cobrança de direitos autorais. Comprovaram o ilícito ainda as atas das assembleias gerais realizadas pelo Ecad durante as quais eram discutidas questões relativas à combinação de valores entre as associações”, diz o comunicado do Cade.

“Entendo pela existência de prática de cartel. O atual sistema de arrecadação (de direitos autorais), não viabiliza de jeito nenhum a concorrência”, disse ao jornal o relator do processo, Elvino Mendonça. Segundo ele, as regras de cobrança eram determinadas pelas seis associações que compõem o Ecad, e o escritório dificultava a entrada de novas entidades – tanto que a última delas entrou há mais de 30 anos.

O Ecad e as entidades terão de pagar uma multa de R$ 38 milhões – mas o valor não deve vir do dinheiro que é repassado aos artistas. Além disso, eles não poderão mais tabelar os valores cobrados por direitos autorais. A recomendação do Cade é que o Ministério da Cultura supervisione a atuação do Ecad.

O processo contra o Ecad foi movido pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA), que contestou o valor cobrado pelas associações (2,55% da receita bruta das empresas de TV por assinatura).

É o segundo golpe contra o Ecad desde o ano passado. Há um ano, senadores da CPI montada para investigar a atuação do Ecad pediram o indiciamento de oito diretores e da superintendente da instituição, Glória Braga. No relatório final da CPI, os senadores falam em crime de falsidade ideológica, apropriação indébita, agiotagem e crime contra a ordem econômica.

“Dirigir o ECAD se tornou um negócio rentoso”, disseram os deputados. Segundo os senadores, a atual Lei de Direitos Autorais (Lei nº 9610-98) apenas deu ao Ecad o monopólio sobre a arrecadação e a distribuição. “A fixação de preços pelas músicas, por exemplo, bem como o custo da taxa de administração de cada entidade, deveriam ser estabelecido livremente, por cada entidade”. O relatório fala em “confraria do Ecad”, que “seria elogiável se não prejudicasse os titulares de direitos autorais e os usuários de músicas”.

O relador da CPI, Senador Randolfe Rodrigues, falou com o Linkna época. Ele defendeu a criação de um órgão para supervisionar a arrecadação de direitos autorais no País. “Não cabe a uma entidade o monopólio de arrecadação e distribuição. Podemos até manter o Ecad, mas ele precisa se limitar a arrecadar e distribuir. Não pode ser o único detentor de direitos”, disse.

 

via

  • Tatiana de Mello Dias/Estadao

DATA: 12-12-12: os astros da música vão ajudar vítimas do furacão Sandy

24420719[1]Outro dia 12-12-12 só se repetirá daqui a 100 anos, o que torna a sacada do nome do show mais especial ainda. Paul McCartney, Eric Clapton, Billy Joel, Alícia Keys, Bruce Springsteen, Bon Jovi, Davi Grohl, Eddie Vedder, Roger Waters, Kanye West, The Who, entre outros, são as estrelas confirmadas para a apresentação que acontecerá no Madison Square Garden, um dos mais importantes palcos do mundo, com renda revertida para a Fundação Hobin Hood, que ajudará os desabrigados do furacão Sandy.

Até as empresas de vendas de ingressos resolveram colaborar e não cobraram a taxa de conveniência – que encarece os preços dos tickets aqui e lá fora. Vale lembrar que a causa é nobre, já que o furacão Sandy invadiu a costa leste dos Estados Unidos no dia 29 de outubro, atingindo as áreas litorâneas dos estados de Nova Jersey e Nova York e causando a morte de 120 pessoas. Os danos, só em Nova York, foram de US$ 30 bilhões.

Microsoft lançará Windows 8 em outubro

A gerente de Marketing e Finanças da Microsoft, Tami Reller, anunciou nesta segunda-feira que a nova versão do sistema operacional Windows, o Windows 8, estará à venda no final do mês de outubro, segundo informou o blog da companhia.

A data foi divulgada durante a Conferência para Sócios que está sendo realizada nesta semana pela Microsoft em Toronto, no Canadá, onde foi confirmado que a fabricação em série do Windows 8 terá início na primeira semana de agosto.

Nesse mesmo mês, os clientes empresariais filiados ao programa ‘Software Assurance’ terão acesso completo ao sistema operacional, atualizado para concorrer no mercado dos tablets, smartphones e computadores pessoais.

O Windows 8 será lançado em 231 mercados mundiais e em 109 idiomas.

‘Este será o maior ano na história de nossa empresa quanto a lançamentos de produtos e serviços, criando oportunidades maciças para que nossos sócios prosperem em seus negócios’, disse Steve Ballmer, executivo-chefe da Microsoft na conferência.

A companhia anunciou que, até o momento, vendeu mais de 630 milhões de licenças do Windows 7. EFE

Justiça libera fotos nuas e cenas de sexo de Xuxa na internet

 

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu a favor do Google no processo movido por Xuxa Meneghel, informa o jornal “Folha de S. Paulo” desta quarta-feira (27).

A apresentadora entrou com um processo na Justiça contra a empresa em outubro de 2010, pedindo que as cenas em que ela aparece nua ou em atos sexuais fossem retiradas dos resultados.

O pedido de Xuxa incluía o bloqueio de todos os resultados relacionados à busca feita pelo nome da apresentadora seguido das palavras “pedofilia” e “pornografia”. Essas palavras levam ao filme “Amor Estranho Amor” (foto), de 1979, no qual ela aparece em cenas de sexo com um menino de 12 anos.

Para o STJ, o Google não é culpado pelo conteúdo contido na internet, sendo somente um buscador online. A liberação se estende também para outras companhias do Google, como o YouTube.

A decisão, no entanto, não é definitiva e a apresentadora ainda pode recorrer.

Xbox 360 feito no Brasil custará R$ 799

Produção brasileira será feita por empresa parceira na Zona Franca de Manaus e terá capacidade para fabricar 17 mil consoles por semana

A Microsoft Brasil confirmou nesta terça-feira, 27, por meio de comunicado, a fabricação no Brasil do videogame Xbox 360. O console será produzido na Zona Franca de Manaus pela Flextronics, parceira da Microsoft que já fabrica o videogame na China.

A unidade brasileira terá capacidade para produzir 17 mil consoles por semana e poderá triplicar o volume, a depender da demanda.

Segundo a Microsoft, o preço o Xbox 360 no mercado brasileiro será reduzido em até 40%. A expectativa, por exemplo, é de que o preço do modelo de 4 GB caia de R$ 1.299 para R$ 799 reais. Já o modelo com 250 gigabytes passará de R$ 1.600 mil para R$ 1.100 mil. Os primeiros consoles chegarão às lojas do país já no próximo dia 5 de outubro, segundo a Microsoft.

A fábrica brasileira também vai produzir o jogo Gears of War 3, que chegou às lojas de Europa e Estados Unidos no último dia 20. A ideia é diminuir seu preço de R$ 180 para R$ 130.

O presidente da Microsoft Brasil, Michel Levy dará entrevista coletiva nesta terça-feira em Brasília para falar sobre o investimento.

A Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa) anunciou que a empresa americana investirá US$ 6,4 milhões neste novo projeto.

“Não teremos nenhum benefício fiscal. A iniciativa para fabricar no Brasil veio da própria Microsoft. As conversas que tivemos com o governo aparecem como os primeiros passos para futuros negócios”, afirmou Guilherme Camargo, gerente de mercado do Xbox 360. na apresentação do projeto.

O anúncio da gigante do software acontece em um momento em que grandes companhias de tecnologia estão aumentando investimentos no país em meio à retração da demanda de mercados desenvolvidos causada pela crise de dívida na Europa e Estados Unidos.

/ REUTERS E EFE

Vila Sésamo: Becas e Egas são apenas “amigos”

É oficial: Becas e Egas não são gays. Os produtores da Vila Sésamo garantem que a dupla não irá casar numa cerimonia civil, apesar da pressão  exercida nesse sentido por uma petição que circula na Internet.

 

Os responsáveis pela petição, que já foi assinada por  mais 7 mil pessoas, defendem o casamento dos dois personagens da Rua Sésamo como uma forma de encorajar a tolerância em relação a quem é gay.

Em comunicado, os produtores da série infantil frisaram que Becas e Egas “são marionetas e não têm orientação sexual”.

 

 

Morre a cantora punk Poly Styrene

A cantora Poly Styrene, ex-vocalista da banda punk X-Ray Spex, morreu na noite desta segunda-feira, em Londres, de câncer.

A informação é do site Gawker. Seus assessores divulgaram a notícia via Twitter. “Confirmamos que a bela Poly Styrene, que foi uma verdadeira guerreira, venceu a batalha nesta segunda para ir a lugares mais elevados”.

Em entrevista à BBC no mês passado sobre seu último álbum solo, a cantora disse que seria lembrada por Oh Bondage Up Yours. “Gostaria de ser lembrada por algo mais espiritual”, disse na ocasião.

Styrene, cujo nome verdadeiro era Marianne Elliot-Said, foi pioneira na cena punk. Ela formou o X-ray Spex em 1976 depois de assistir a um show dos Sex Pistols e lançou o sucesso “Oh bondage up yours”. O álbum de estreia do grupo, “Germ free adolescents”, saiu em 1978.

NET lança locadora virtual com filmes em lançamento

Companhia oferece locadora virtual com 2 mil títulos entre filmes e conteúdo geral de sua grade de programação.

A partir de 25 de abril, a Net lança em regiões de São Paulo o Now, um serviço de televisão sob demanda que dará aos assinantes de pacotes de TV em alta definição acesso a uma biblioteca composta por filmes recém-lançados em locadoras e por programas veiculados em canais da Net.

Haverá 2 mil títulos, dos quais 600 são filmes que poderão ser alugados pelos períodos de 24 horas ou 48 horas, por preços entre R$ 3,90 e R$ 9,90.

Os outros 1,4 mil títulos poderão ser acessados gratuitamente. Eles são programas exibidos recentemente nos canais que compõem o pacote do assinante e poderão ser vistos sob demanda.

Márcio Carvalho, diretor de produtos e serviços da Net, afirma que o lançamento é parte da estratégia de diferenciação da empresa.

A Net se prepara para a abertura do mercado de TV a cabo, que deve ganhar novos concorrentes a partir do segundo semestre, quando a Agência Nacional de Telecomunicações pretende conceder novas licenças do tipo.

“Há um monte de empresas novas se preparando para entrar, temos de criar diferenciais para os clientes e outros escolherem a Net frente à concorrência”, diz.

No final do ano passado, a agência estimava que as novas licenças poderiam dobrar o número de assinantes de TV paga no país.

Carvalho nega que o lançamento seja uma resposta prévia da Net à chegada da GVT a São Paulo, o que deve ocorrer também no segundo semestre. E a promessa da GVT é entrar na cidade com uma oferta de televisão paga via satélite que permitirá interatividade via internet.

O modelo é semelhante ao do Now – a diferença é que a Net utiliza sua rede para transmitir vídeos e a GVT usará satélite. “Já falávamos de vídeo sob demanda há muito tempo, mas este serviço exige muito da rede”, afirmou Carvalho.

A empresa não divulga os valores aplicados especificamente no Now, mas destina mais de R$ 1 bilhão por ano para rede. Até o fim do ano o serviço estará disponível em toda a cidade de São Paulo, bem como em municípios do interior do estado e em outras capitais.

A Net, que lidera o segmento de televisão paga no país com 43% de participação de mercado, encerrou o ano passado com 4,3 milhões de clientes deste serviço.

A empresa não informa o percentual da base que assina pacotes de alta definição – e que terão acesso ao Now -, mas a alta definição ganhou força desde 2010, com a Copa do Mundo. “A alta definição é o que as pessoas querem cada vez mais.”

Concorrentes

Outras empresas de TV paga têm serviços semelhantes ao da Net. A Sky, de TV via satélite, lançou o “Sky on demand” desde maio do ano passado. Trata-se de um sistema de locação virtual com filmes e shows, com conteúdo gratuito e pago.

Já a TVA oferece, desde 2010, em parceria com a Telefônica, o Fibra TV, com 2 mil títulos de filmes, séries e programas infantis. Eles podem ser alugados por 24 horas ou 48 horas, por valores de R$ 3,90 a R$ 6,90.

O serviço da TVA está disponível em 20 bairros da capital de São Paulo, onde a Telefônica tem rede de fibra óptica. O serviço tem 2 mil clientes e está disponível em 400 mil residências.

A intenção é chegar a mais três bairros paulistanos ao longo de 2011 e levar o seviço para outras cidades, tão logo a Anatel conceda novas licenças, já que, por hora, a TVA tem autorização para atuar apenas na capital.

“Temos pedidos de licenças para outras cidades. Conseguindo, pretendemos expandir o serviço para onde a Telefônica tenha fibra”, afirma Ricardo Perez, diretor de marketing da TVA.

Donte: Brasil Econômico

Fecha a Brasileirinhas, maior produtora pornô do Brasil

A Brasileirinhas, maior produtora de filmes eróticos do país, fechou depois que o proprietário sofreu um violento assalto e decidiu atender os apelos da família religiosa de parar com a exploração do sexo, como informa a coluna “Gente Boa”, publicada no jornal “O Globo”, neste domingo.

Ainda segundo a publicação, o canal “Sexy Hot” comprou dois mil clássicos da produtora, entre eles filmes com Gretchem e Bruna Surfistinha.

%d blogueiros gostam disto: