Arquivos da Categoria: Olimpiadas

Globo faz oferta milionária para tirar Olimpíada da Record

A Record recusou uma proposta considerada tentadora da Globosat, programadora dos canais da Globo, pelos direitos de transmissão na TV paga da Olímpiada de Londres, em 2012, e também dos Jogos de Inverno de Vancouver, em 2010. A informação é do colunista da Folha de S.Paulo, Daniel Castro.

A Globo estava disposta a pagar cerca de US$ 12 milhões para ter exclusividade pelo pacote, mais do que todas as TVs abertas e fechadas pagaram pelos direitos de Pequim – 2008. Setores da emissora afirmam que o conteúdo deve valer, no máximo, US$ 5 milhões para toda a TV paga.

De acordo com Daniel Castro, a Record recusou imediatamente a proposta, mas se arrependeu devido à alta do dólar. A cotação alta da moeda encarece os US$ 60 milhões que a emissora de Edir Macedo terá que pagar e, além disso, desvaloriza o evento para os canais brasileiros.

Mesmo tentada pela proposta, a Record só aceita negociar com a Globosat se ela se comprometer a repassar os direitos para outros canais. As negociações da Record com a BandNews estão bem avançadas. Com o ESPN ainda não início. Na TV aberta, a emissora não abre mão de exclusividade.

Ad/News

Jade acusa CBG: muito remédio e pouca água

A polêmica lesão no punho direito de Jade Barbosa ganhou novos contornos nesta sexta-feira. Em entrevista à Folha de S. Paulo, a ginasta acusou a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) de ter prescrito a ela medicação em alta dosagem, o que teria proporcionado vômitos e mal-estar durante os Jogos de Pequim.

A carioca disse que passou a tomar o antiinflamatório Prexige em fevereiro deste ano para controlar as dores no punho, a mando do médico da CBG, Mário Namba. A dose começou com um comprimido de 400 g no início do ano, passou a duas cápsulas em julho e a três em agosto, durante as Olimpíadas. Segundo especialistas consultados pela Folha, a quantidade foi excessiva.

A ginasta ainda revelou que a CBG impede suas atletas de beberem água. “Era proibição dos técnicos. Podíamos no máximo dar borrifadas de uma garrafinha com spray na boca, mas isso era feito escondido”, acusou Jade, que relacionou seus problemas de pedra nos rins à medida adotada pela entidade. “Quando tive crise renal, fui orienta pelo médico a tomar 1,5 litro de água por dia, mas tive restrições e tinha que ouvir piadas: ‘Lá vai a Jade tomar a aguinha'”.

Por esses motivos, questões contratuais e salariais e principalmente pela gravidade da lesão no punho da ginasta, o pai dela, César Barbosa, já afirmou que pretende processar a CBG. A entidade ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto e o fará na tarde desta sexta-feira, em entrevista coletiva concedida em Curitiba.

FolhaOnLine

Olimpíadas Escolares: 2.800 atletas 21 estados

A partir do dia 18 a cidade mineira de Poços de Caldas será a sede da maior competição esportiva escolar do Brasil. Em sua quarta edição, as Olimpíadas Escolares contarão com cerca de 2.800 jovens atletas, entre 12 e 14 anos, de 800 escolas públicas e privadas do país, representando 21 estados brasileiros. A etapa para atletas de 15 a 17 anos será entre os dias 6 e 16 de novembro, na capital da Paraíba, João Pessoa.

A novidade desta edição fica por conta da participação de atletas da cidade sede. Poços de Caldas (MG) poderá ter competidores no atletismo, basquete, futsal, handebol, judô, natação, tênis de mesa, vôlei e xadrez. Em termos esportivos, as Olimpíadas Escolares 2008 também deixarão legados para a cidade sede no quesito instalações, como a reforma da piscina do Country Clube e a inauguração da pista de atletismo da cidade. Outras dezenove instalações receberão sete modalidades. As melhorias poderão ser usufruídas pelos atletas de Poços de Caldas tão logo termine a competição. Além dessa novidade no formato da competição, as Olimpíadas Escolares contarão com uma programação cultural paralela ao evento, reforçando o conceito de formar atletas e cidadãos.

Criadas em 2005, as Olimpíadas Escolares proporcionam um novo padrão de serviços (acomodações, transportes, instalações) para os participantes. O papel do professor de Educação Física também é destacado nas Olimpíadas Escolares, já que a prática esportiva tem uma importante função complementar para a educação pedagógica nas escolas da rede pública e privada de todo o país.

As Olimpíadas Escolares 2008 integram um projeto sem precedentes na história do esporte estudantil brasileiro e são fruto de uma parceria do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) com o Ministério do Esporte, com o apoio das Organizações Globo e a participação da Prefeitura Municipal de Poços de Caldas (MG).  http://www.cob.org.br

Prata em Pequim pode ficar inválido

Ouro nos Jogos de Atlanta (1996) e prata na marcha atlética das Olimpíadas de Pequim, o equatoriano Jefferson Pérez enfrenta o maior desafio de sua vida. De acordo com seu irmão, Fabián, o atleta sofre de uma doença degenerativa que ameaça suas articulações e pode levá-lo à cadeira de rodas em, no máximo, cinco anos.

– O problema de Jefferson é grave. Ele tem um problema degenerativo de suas articulações, especialmente nos joelhos e coluna. É uma forma irreversível e, em até cinco anos, pode determinar a utilização de uma cadeira de rodas – explicou Fabián Pérez.

De acordo com o irmão de Jefferson, o atleta conhece seu quadro clínico há dez anos, quando a doença foi diagnosticada em um exame feito nos Estados Unidos.

– Aconteceu porque Jefferson esforçou demais seu corpo, ou seja, maltratou muito seu organismo. Foi um preço muito alto que ele quis pagar por amor a ele próprio, à sua família e ao país. Ninguém buscará culpados. É preciso ter fé em Deus para que isso não ocorra logo ou que nunca ocorra – disse Fabián.

Diante do problema, o atleta deve anunciar sua aposentadoria em breve, mas precisará readaptar seu corpo à falta de treinos. A parada súbita nos exercícios pode levá-lo a um ataque cardíaco.

 Jefferson receberá homenagens no Equador nesta sexta-feira, quando será esperado por várias instituições esportivas, particulares e pelo governo local.

AE

Record investe US$ 70 milhões no tripé olímpico

 

A Rede Record diz que US$ 70 milhões foram consumidos na compra pelos direitos de exibição dos Jogos de Inverno de Vancouver, em 2010, pelo Pan-Americano de Guadalajara, em 2011, e, finalmente pela Olimpíada de Londres, em 2012.

A empresa espera pagar a conta com patrocinios e lucrar com o bolo. Quem quiser pagar pelos 3 eventos para anunciar na  Record em “ene” inserções a serem distribuídas por 4 anos poderá desembolsar em torno de US$ 54 milhões. E, claro, há a opção de se anunciar só por Guadalajara ou por Vancouver, antes que Londres chegue.
Até lá, a missão da casa é reconstruir o departamento de esportes e convencer a platéia sobre a mudança de canal do cardápio. Vai ser dificil!

AE/Cristina Padiglione

Atletas da ginástica olímpica recebem menos que salário mínimo

Segundo o  jornalista Alex Solnik, a atleta Jade Barbosa, falando com amigos, fez denúncias sérias do que ocorre com as atletas da ginástica olímpica que participaram dos certames em Pequim. Informou que as atletas recebem quantia inferior ao salário mínimo e, mesmo assim, o pagamento está atrasado desde janeiro. Há outras participantes que não possuem salários estabelecidos.

Pela informação fornecida pela própria Jade Barbosa, para suprir as necessidades de sobrevivência, se sente obrigada a fazer algum dinheiro. Isso consegue com a venda de camisetas e bonés que manda fazer. Com essa atitude, consegue reunir algum dinheiro com o qual enfrenta as necessidades do treinamento. As que não têm patrocinador não podem, nas entrevistas, citar o nome dos que ajudam na participação.

Em virtude disso, dificilmente conseguem apoio de pessoas ou empresas. Jade Barbosa criticou parte da imprensa pelas críticas feitas ao atleta Diego Hipólito. Refere-se a ele como profissional de alta competência, que teve acidente infeliz na exibição.

Com a dissolução da equipe permanente de ginástica artística, Jade Barbosa está de volta ao Flamengo, onde passará a treinar. A ginasta deveria voltar ao trabalho ainda esta semana, mas uma conjuntivite no olho esquerdo adiou o fim das “férias” para a próxima segunda-feira. Além de se recuperar, ela fará exames no punho direito, que machucou no inicio do ano.

 Ari Cunha/Correio Braziliense

Maurren Maggi receberá prêmio de 300 mil

Maurren Maggi desembarca nesta terça-feira em São Paulo com uma medalha de ouro no peito e a conta bancária mais recheada. Pela conquista no salto em distância na Olimpíada de Pequim, a atleta brasileira receberá prêmios de seus patrocinadores na ordem de R$ 300 mil.

Uma das empresas que patrocina Maurren avisou que a atleta receberá R$ 100 mil pelo feito. Outro patrocinador informou, antes mesmo da Olimpíada, que a recompensa por medalha seria de até R$ 120 mil.

A terceira fatia deve ser em ouro. A bolsa de futuros de São Paulo costuma premiar os integrantes da sua equipe com uma barra de ouro de um quilo. Se a tradição for mantida, Maurren ganhará mais R$ 44 mil em ouro. Uma quarta empresa que a patrocina preferiu não divulgar valores.

Maurren Maggi é a priemira mulher a conquistar uma medalha de ouro para o Brasil em esporte individual. Antes dela, o país já tinha no vôlei de praia, com Jaqueline e Sandra Pires, em Atlanta-96. Ela já deveria ter voltado de Pequim. Mas, o Comitê Olímpico Brasileiro a convidou para ser a porta-bandeira na cerimônia de encerramento no domingo.

AE

Ronaldinho teria pedido atleta sueca em casamento

A jogadora da seleção sueca de futebol, Johanna Almgren, de 24 anos, disse em entrevista a jornais locais que recusou um pedido de casamento do meia brasileiro Ronaldinho Gaúcho. Explica-se: as duas delegações ficaram no mesmo hotel em Shenyang, durante as Olimpíadas de Pequim, e Johanna garante ter recebido a ‘proposta’ durante um encontro com o camisa 10 do Brasil.

Johanna era a camisa 10 da seleção sueca de futebol feminino nas Olimpíadas. O número não foi a única atração entra ela e Ronaldinho Gaúcho. Segundo a jogadora, o craque pediu sua mão em casamento na concentração das equipes em Shenyang, durante os Jogos de Pequim.

Nas quartas-de-final, a seleção masculina do Brasil e a feminina da Suécia ficaram hospedadas no mesmo hotel em Shenyang. De acordo com Johanna, ela pediu um autógrafo a Ronaldinho, que respondeu com um beijo em sua mão. Depois, o craque teria ligado para a jogadora e a convidado para ir no seu quarto.

Primeiro, Joahanna pensou que era brincadeira. Mas quando percebeu que o convite era sério, pegou a câmera e levou outras jogadoras para conhecer o brasileiro.

– Alguém me ligou dizendo que Ronaldinho estava me chamando para ir no seu quarto. Ele não falava inglês muito bem. A conversa foi mais por sinais – diz a atleta à imprensa sueca.

Em seguida, a jogadora revelou o pedido de casamento:

– O intérprete disse que o Ronaldinho perguntou se eu queria casar com ele. Fiquei chocada e respondi imediatamente: não! Segundo Johanna, ela teve problemas para explicar ao namorado o que aconteceu com o brasileiro.

– Eu tenho meu Adão em casa. Apesar que eu tive dificuldades para acalmá-lo depois que lhe contei que encontrei os jogadores do Brasil…

Olimpíada: ibope da manhã da Globo cresceu 72%

Fim das audiências olímpicas, que a Globo experimentou desde o início dos Jogos de Pequim. Durante a Olimpíada, em comparação com a média de julho, a Globo viu crescer em 72% seu ibope entre 6h e meio dia e 34% nas madrugadas.

Aos números: nas manhãs, a audiência era de 7 pontos e passou para 12 pontos, em média; e nas madrugadas pulou de 6 pontos para 8 pontos. Agora, sobretudo nas manhãs, volta a rotina das vitórias apertadas sobre as concorrentes.

Lauro Jardim/Vejaonline


Dunga até sugere Luxemburgo

O técnico da seleção brasileira, Dunga, mostrou-se tranqüilo em seu desembarque no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, nesta segunda-feira.

Ao ser indagado sobre sua permanência ou não no cargo de técnico da seleção, Dunga tratou de lembrar que Vanderlei Luxemburgo, postulante à posição de técnico, também passou por algo similar na Olimpíada de 2000, em Sydney. “Eu estou muito tranqüilo. Sei que meu trabalho está sendo bem feito. Se por um acaso algo mudar, sei que existem bons profissionais cotados, como o Luxemburgo, que disputou uma Olimpíada e teve um ano de preparação, mas não conseguiu ganhar uma medalha.”

Ao contrário de Sydney-2000, a CBF não deu tanta importância à conquista da medalha de ouro olímpica nos Jogos de Pequim, tanto é que nenhuma preparação especial foi realizada, tendo como resultado a medalha de bronze. Em 2000, Luxemburgo traçou um planejamento de praticamente um ano para conquistar o ouro, mas viu o sonho terminar com a derrota para Camarões, nas quartas-de-final. Já em 2004, a seleção sequer conseguiu sua classificação aos Jogos.

Dunga, que seguiu destino a Porto Alegre, já pensa nos dois jogos da seleção principal nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010. O primeiro embate será diante do Chile no dia 7 de setembro, em Santiago, e o segundo, diante da Bolívia, acontece no dia 10, no Maracanã. Caso venha a obter resultados aquém dos esperados, o atual técnico da seleção sofrerá ainda mais com a pressão para deixar o cargo.

AE

%d blogueiros gostam disto: