RS: campanha publicitária contra trabalho infantil doméstico


O Ministério Público do Trabalho (MPT) começará a divulgar na mídia do Rio Grande do Sul, a partir da próxima terça-feira, 12 de junho – Dia Mundial contra o Trabalho Infantil – nova campanha de cunho social. O título das peças é “Quem emprega crianças mata a infância”.

A criação e a veiculação das propagandas foi possível graças a acordo firmado, em 2009, com o Grupo CEEE. O ajuste envolve R$ 4 milhões. Ao longo dos últimos quatro anos, foram investidos R$ 1 milhão/ano em campanhas de conscientização contra violação dos direitos das crianças e adolescentes.

Em 2010, o tema trabalho infantil doméstico também foi utilizado. Em 2009 e 2011, a ação abordou a exploração sexual de crianças e adolescentes. Neste ano, a campanha criada e produzida pela agência Centro – contratada pelo Grupo CEEE – prevê veiculações de spots de 30s em emissoras de televisão e de rádio, anúncios de meia-página em jornais, outdoors, busdoors e bustevê. Também foram produzidos encartes de jornal e folders.

A partir de agora e durante três meses, 1,5 milhão de contas dos clientes dos 72 municípios gaúchos atendidos pelo Grupo CEEE também divulgarão a campanha. Denúncias podem ser feitas – pessoalmente – na sede do MPT no Rio Grande do Sul, na rua Ramiro Barcelos, 104, bairro Floresta, em Porto Alegre, ou – virtualmente – no site www.prt4.mpt.gov.br, onde são encontrados, ainda, os endereços das oito unidades do MPT no Interior do Estado. Mais informações pelo telefone (51) 3284-3000.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: