Deficientes físicos tem linha de crédito com juros reduzidos …


Os brasileiros com algum tipo de deficiência têm à disposição uma linha de crédito para financiar, por exemplo, cadeiras de rodas mais modernas. 

O governo federal, por meio do Banco do Brasil, abriu uma linha de crédito voltada para pessoas comdeficiência física. Os juros serão de 0,64% ao mês, até três vezes mais baixos do que os cobrados nos empréstimos consignados, por exemplo. A medida aplica-se aos deficientes com rendimento de até 10 salários mínimos. O limite de crédito é de R$ 30 mil por pessoa.

A Lei , de autoria do Executivo, foi publicada  no Diário Oficial da União, e faz parte do Plano Viver sem Limites, lançado em novembro de 2011. O objetivo é promover a inclusão e independência, facilitando o acesso a equipamentos básicos e de alta tecnologia.

Diretor de Empréstimos e Financiamentos do Banco do Brasil – Marcelo Labuto: A pessoa precisa ser ou se tornar um correntista do Banco do Brasil, ter renda até dez salários mínimos, e, a partir disso, ele já pode ir a mercado, verificar qual o bem, a necessidade que ele tem – não precisa necessariamente o benefício ser voltado para a pessoa que faz o empréstimo, uma mãe pode fazer para um filho, qualquer coisa dessa natureza – e já pode adquirir o bem, voltar ao Banco do Brasil de posse da nota fiscal e solicitar a conclusão da operação.

Além de aparelhos comuns como cadeiras de rodas e aparelhos auditivos, os deficientes poderão utilizar esse volume de crédito para aquisição, por exemplo, de adaptações que facilitem a utilização de seus carros, como um sistema adicional para a otimizar a utilização dos freios e aceleradores, que custam em média R$ 1.000, e máquinas automáticas de elevação de cadeiras de rodas – semelhantes aos elevadores utilizados em ônibus –, que custam aproximadamente R$ 25 mil.

Nardini antecipou que pode haver uma ampliação do programa. “O governo federal, por medidas provisórias, está dando incentivo aos bancos privados a cederem uma linha de crédito no mesmo modelo, só que a renda vai acima de 10 salários mínimos e com taxas de até 2%, sem limite de crédito”, contou.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • DARCIRENE PANTOJA  On fevereiro 12, 2014 at am:22 am

    MUITO BOA INICIATIVA! ONTEM VI NO JORNAL HOJE, A PUBLICAÇÃO, É ME PERGUNTO QUEM RECEBE, SÓ UM SALÁRIO MÍNIMO! PRECISA ADAPTAR A CASA, UMA CADEIRA DE RODA, IRIA FACILITAR A VIDA DA MINHA IRMÃ, QUE CARREGA, O FILHO DE 12 ANOS P/ TODOS OS LUGARES. ELA VAI PODER, P/ MENOS ADAPTAR A CASA ?

  • SANDRA ESPÍNDOLA  On janeiro 20, 2013 at pm:50 pm

    Os Bancos deveriam oferecer uma linha de crédito para o deficiente físico poder utilizá-lo de acordo com suas necessidades pessoais, além das especiais .

  • Renata  On setembro 25, 2012 at pm:25 pm

    No site do Banco do Brasil não consta aparelho auditivo tem algum link que posso acessar para obter linha de credito para esse produto

  • Cesar  On agosto 29, 2012 at pm:43 pm

    O governo deveria dar mais apoio aos deficientes e nestes esquipamentos conceder descontos e isenção nos impostos.

  • maria zenilda domiciano  On agosto 16, 2012 at pm:48 pm

    É Muito boa essa iniciativa,mas ao mesmo tempo eu fico pensado,uma pessoa igual mim que conta apenas com um salario mínimo jamais porá compra por exemplo uma cadeira de rodas motorisada,custa em torno de 7a6mil reais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: