Arquivo do dia: fevereiro 23, 2012

Britânico de 20 anos fala 11 idiomas e quer mais

Este britânico, Alex Rawlings, de 20 anos de idade, fala 11 línguas e pretende aprender outros idiomas. “Quanto mais se aprende, mais fácil fica”, diz ele, que passa atualmente uma temporada de oito meses na cidade russa de Yaroslva para se aperfeiçoar no idioma russo, que estuda como parte de seu curso na Universidade de Oxford, onde também estuda o alemão. Alex fala inglês, francês, grego, alemão, russo, espanhol, italiano, catalão, holandês, hebreu e africâner. “Fiz muitos amigos por causa dos meus idiomas. Quero aprender outras línguas”, diz.

Numa entrevista concedida à BBC, Alex Rawlings explica, em Inglês, que à medida que vai aprendendo novas Línguas o processo de aprendizagem “fica mais simples”. Há especialistas que defendem, por outro lado, que a idade é relevante: quanto mais jovem, mais facilmente se consegue aprender Línguas de outros países. Alex começou este processo muito jovem, confirmando essa tese.

Segundo a BBC, o jovem Alex Rawlings é o ‘multilingue’ mais completo do Reino Unido, com estas 11 Línguas que adicionou ao seu Inglês.

Outro hiperpoliglota chama-se inglês Ray Gillon, de 54 anos, que consegue falar e compreender 18 línguas diferentes, entre as quais o Português. É um autodidata que aprende por prazer e sente prazer em conhecer a etimologia, a origem das palavras.

Ser capaz de se expressar em diversos locais do mundo tem outra grande vantagem: Alex Rawlings e Ray Gillon reforçam a sua capacidade de se expressar na Língua-mãe. Pelo contrário, os monoglotas enfrentam mais dificuldade em falarem na única Língua que sabem falar.

Estima-se que em todo o mundo sejam faladas 7000 Línguas. Segundo a UNESCO Mandarim, Inglês, Espanhol, Hindi, Árabe, Bengali, Russo, Português, Japonês, Alemão e Francês são as mais faladas do mundo. Alex Rawlings e Ray Gillon têm muito para aprender, mas sobretudo muito para ensinar.

BBC

Clic abaixo e veja ele falando os 11 idiomas…

assistir.htm?&tagIds=15269&time=all&orderBy=mais-recentes&edFilter=editorial&video=britanico-de-20-anos-fala-11-idiomas-e-quer-aprender-mais-04020E983070CCA92326

Hitler teve um filho na França


Jean-Marie Loret morreu em 1985, aos 67 anos. Ele seria apenas mais um cidadão francês não fosse por um simples detalhe: ele nasceu de um namoro de sua mãe, Charlotte Lobjoie, com um soldado alemão da I Guerra Mundial chamado Adolf Hitler.

A moça, então com 16 anos, conheceu um soldado alemão em férias na região de Lille, no norte da França. O rapaz estava desenhando e isso acabou atraindo a curiosidade da francesa.

Como a maioria dos filhos de soldados alemães e mulheres francesas, Jean-Marie Loret foi discriminado na escola. Sua mãe nunca revelou a identidade de seu pai e ele acabaria sendo entregue para ser adotado por uma família de sobrenome Loret. Hitler nunca reconheceu o filho, mas manteve contato com Charlotte ao voltar para a Alemanha.

À beira da morte, Charlotte revelou ao filho quem era seu verdadeiro pai, um dos ditadores mais famosos da história. Loret acabaria lutando na II Guerra Mundial contra as tropas alemãs comandadas pelo seu pai legítimo.

Investigando o seu passado, Loret descobriu que tinha o mesmo tipo sanguíneo, semelhança física e a mesma caligrafia de Adolf Hitler. Outro indício são documentos oficiais do exército alemão comprovando que Hitler enviou dinheiro para Charlotte na França.

Loret também encontrou nos pertences da mãe vários desenhos assinados por Hitler. Na Alemanha, nos documentos do ditador foi achado um desenho idêntico ao rosto de Charlotte Lobjoie.

@Telegraph

%d blogueiros gostam disto: