CQC: Rafinha saiu porque assumiu a carapuça de vítima, diz Marcelo Tas


“O Rafinha é um cara de talento. É uma questão de maturidade, de saber lidar com algo que é comum. (…) A maior questão neste caso foi a reação. O Rafinha assumiu a carapuça de vítima, o que não é a forma mais madura de resolver uma situação dessa, e acabou prolongando o caso. Ele dividiu as pessoas entre as que eram a favor ou contra. E isso foi chato porque quem faz o programa teve que tomar um partido de contra ou a favor”.

A afirmação é de Marcelo Tas, o condutor do CQC, da Band, ao comentar o afastamento de Rafinha, uma das atrações do programa. “Mas a questão é que isso não é um problema dele com o CQC. O problema é com a Band e a carreira dele”, acrescentou Marcelo, em uma entrevista ao site Meio&Mensagem.

Marcelo informou que o CQC já planejou a temporada de 2012, quando terá nove integrantes, um a mais do que agora. Confirmou a saída também de Danilo Gentili e acrescentou que pretende acertar mais três participantes. O primeiro, já definido, é Maurício Magalhães, que estava na produção de Legendários. O segundo, que está em processo de contratação, é o garoto João Pedro, de 12 anos, que já atuou em alguns quadros da atração. O terceiro ainda está sendo selecionado

ColetivaNet

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: