Siemens demite diretor no Brasil por falta grave


Depois de descobrir o que considerou “graves violações de conduta”, o grupo alemão Siemens demitiu nesta terça-feira o presidente da subsidiária brasileira, Adilson Primo. Sem dar maiores detalhes do que se tratam as violações, a empresa informou, por meio de nota em sua página na internet, que as investigações ainda estão em curso e que os problemas teriam ocorrido em 2007 na subsidiária do Brasil. Adilson Primo estava no comando da operação brasileira desde 2001.

Em seu lugar assume o engenheiro elétrico Paulo Ricardo Stark. Ele já trabalhou em subsidiárias da Siemens no México e na Alemanha, onde ocupava até recentemente a diretoria de uma unidade de negócios da companhia. Stark tem 42 anos e passa a comandar uma operação que teve receita de 1,8 bilhão de euros em 2010 e pedidos firmes de 2,1 bilhões de euros. A subsidiária brasileira da companhia alemã tem mais de 10 mil colaboradores, 13 unidades fabris e sete centros de pesquisa, desenvolvimento e engenharia.

Mídia News

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: