Para constranger Dilma em ida à ONU, funcionários se dizem submetidos a salários “em nível de pobreza nos EUA”.


Aproveitando a viagem da presidenta Dilma Rousseff a Nova York (EUA) para a Assembleia Geral da ONU (Organização das Nações Unidas), os funcionários locais de consulados e embaixadas do Brasil ao redor do mundo enviaram uma carta à secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, reclamando das condições de trabalho nas missões brasileiras.

“Há décadas não conseguimos reajuste salarial. Aos nossos salários, que já configuram nível de pobreza nos EUA, tampouco incorrem reajustes anuais”, diz a carta.

O piso desses funcionários é de 2,2 mil dólares, apenas 10% acima do valor de 1996.

Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: