Arquivo do dia: setembro 11, 2011

Bispo Edir Macedo acusado de lavar dinheiro de fiéis

O Ministério Público Federal em São Paulo denunciou o bispo Edir Macedo e mais três dirigentes da Igreja Universal do Reino de Deus, acusados de formação de quadrilha e lavagem de dinheiro arrecadado dos fiéis. De acordo com a investigação, o grupo teria utilizado os serviços de uma casa de câmbio de São Paulo para mandar recursos de forma ilegal para os Estados Unidos, entre 1999 e 2005.

Os frequentadores da Universal seriam, segundo a denúncia, vítimas de estelionato. Os denunciados são acusados de só declarar à Receita parte dos recursos arrecadados com doações.

Em 2009, o Ministério Público Estadual de São Paulo chegou a apresentar denúncia contra Macedo e oito dirigentes da Igreja por lavagem de dinheiro, mas o Tribunal de Justiça do estado anulou o processo, em outubro de 2010, porque entendeu que a investigação deveria ser remetida para a Justiça Federal.

A nova denúncia foi apresentada no dia 1 de setembro pelo procurador da República Sílvio Luís Martins de Oliveira e utiliza fatos que foram levantados pela investigação do Ministério Público Estadual. Para o procurador, os “pregadores valem-se da fé, do desespero ou da ambição dos fiéis para lhes venderem a ideia de que Deus e Jesus Cristo apenas olham pelos que contribuem financeiramente com a Igreja e que a contrapartida de propriedade espiritual ou econômica que buscam depende exclusivamente da quantidade de bens materiais que entregam”.

O Globo

k. d. lang: joias de um pop na sua melhor fase

Emanuel Bomfim/AE

K.d. lang está feliz. Os olhos brilham, o sorriso sai fácil. Diz ela que, após 28 anos, chegou ao seu melhor registro na carreira. Difícil contestar tamanho bom humor quando os primeiros acordes de I Confess abrem Sing it Loud. Do silêncio, do leve toque ao piano, surge um country-rock monumental. Algo como se o Wilco agora tivesse a canadense em seu time. O trânsito pelo underground, aliás, é só charme.

Lang faz canção para arrebatar, sem gênero ou categoria específica. Sua personalidade à frente dos microfones traz uma mescla de rock-star com diva do jazz. Mas, aqui, o principal feito vem do coletivo, como gosta de dizer técnico de futebol. Ao lado do produtor e compositor Joe Pisapia, ela resolveu montar uma banda nova.

Preservou dois integrantes antigos e contratou mais dois. Pronto. Nascia a Siss Boom Bang band. Assim, com créditos na capa e toda pompa necessária, o grupo tirou o fardo do “disco de cantora” para dar amplitude às ideias de sua protagonista. “Parecia mágica”, descreveu k.d. lang sobre as poucas, mas intensas sessões de estúdio. Delas, vieram preciosidades como Perfect Word, um lamento resignado sobre o desencontro.

“Eu não preciso ganhar esta luta”, diz o refrão. A química com os novos companheiros prova-se azeitada na melancólica A Sleep With No Dreaming. Há poucos acordes, muitos espaços e narrativa em franco diálogo com os versos de dor de amor. Em tom mais acústico, a saudade de casa bate forte em Inglewood.

Na faixa-título, porém, o sentimento é mais refrescante, um libertar do próprio lirismo. “Cante alto para que todos saibam quem é você”, prega. A versão “oficial” do álbum vem com dez faixas, mas há o exemplar com quatro canções extras, que guarda a excepcional Reminiscing. Um apelo extra ao impecável retorno de k.d. lang, guardiã de um pop flutuante e de refinado processo criativo.

%d blogueiros gostam disto: