Arquivo do dia: agosto 15, 2011

Primeiro carro de fabricação brasileira completa 55 anos

A Romi-Isetta não é apenas um carro de design diferenciado. No Brasil ele é histórico por ter sido o primeiro veículo automotor produzido no país, de 1956 a 1961, na cidade de Santa Bárbara d’Oeste, interior de São Paulo.
Para comemorar os 55 anos da fabricação do primeiro automóvel nacional, será realizado no dia 3 de setembro um encontro dos modelos Romi-Isetta na cidade de Santa Bárbara d’Oeste, no interior de
São Paulo. O pequeno Romi-Isetta foi o primeiro carro fabricado em série no Brasil.
Lançado oficialmente no dia 5 de setembro de 1956, ele era produzido pelas Indústrias Romi S.A., que hoje fabricam máquinas e ferramentas para processamento de plásticos.

O primeiro encontro dos célebres modelos foi realizado em 2006. Na época, era comemorado o aniversário de 50 anos do veículo, com 36 automóveis participantes no total.No ano passado, em razão das
comemorações de 80 anos das Indústrias Romi, foi realizado o
segundo encontro, com 27 Isettas. Para o terceiro encontro,a expectativa é reunir 55 carros, fazendo uma alusão aos 55 anos do lançamento do modelo no Brasil.

O evento poderá ter novamente a presença de um colecionador
gaúcho. “Estive no que marcou os 50 anos do Romi-Isetta e fui convidado parair este ano”, revela Mário Célio dos Santos, dono de um modelo 1957. “Comprei o carro há 26 anos e levei 10 anos para restaurar e deixá-lo perfeito”, destaca, salientando que pelo tamanho e agilidade no trânsito, ele ainda poderia fazer sucesso nos dias atuais.

Além de juntar dezenas de colecionadores de todos os cantos do Brasil, o evento contará ainda com a presença de alguns ex-funcionários das Indústrias Romi que participaram da produção do automóvel, entre os quais Mário Pacheco Fernandes, de 80 anos, que trabalhou no lançamento e no marketing do veículo.

Produzido no Brasil entre 1956 e 1961, o carro foi resultado
de um projeto da marca Romi que buscou na Itália o modelo do Iso Isetta, que foi desenvolvido pelo engenheiro aeronáutico Ermenegildo Preti e seu colaborador Pierluigi Raggi. Ao todo, foram produzidos
cerca de 3 mil exemplares em território brasileiro.

O Romi-Isetta conseguiu incorporar muitos conceitos e características marcantes em um estilo único, assinado pelo designer italiano Giovanni Michelotti. São marcas registradas do modelo itens como a
porta localizada na frente do carro, o motor transversal posicionado
entre-eixos e as dimensões extremamente compactas, podendo transportar
dois adultos e uma criança. O carro atingia velocidade máxima de 85 km/h e tinha consumo de 25 km por litro rodado.

Coluna do Cezar Brezolin – O Sul

Nova Miss Mundo Brasil namora o Edilson do Grêmio

A gatíssima acima é a gaúcha Juceila Bueno, coroada Miss Mundo Brasil 2011, em Angra dos Reis, sábado. A beldade é a representante do Rio Grande do Sul e tem 23 anos. Um outro detalhe importante do perfil da moça é que ela namora o jogador do Grêmio Edilson, há duas semanas.

No dia 6 de novembro, Juceila vai disputar o concurso Miss Mundo, em Londres (Inglaterra).

“Tenho muito jogo de cintura. Quando a gente gosta de verdade, entende o trabalho do outro. Apesar de pouco tempo, nosso relacionamento é muito tranquilo”, contou Juceila que conheceu o atleta num projeto social.

Questionada sobre a possibilidade de posar nua, a miss eleita disparou: “Não posaria por dinheiro nenhum do mundo. Não me acho sexy. Tenho outro tipo de beleza, uma coisa mais meiga.”

Apresentação com custo zero
Relatando dificuldades financeiras, a nova Miss Mundo Brasil 2011 investiu apenas R$185 na sua produção:

“O valor que eu gastei foi apenas para imprimir os meus portifólios. O restante veio através de doações. Desde o vestido até os sapatos, tudo veio com a colaboração dos meus amigos que sempre acreditaram em mim. Eu não tinha condições de bancar uma produção grande, mas tinha a força de vontade e consegui”, contou.

Já a candidata representante de Minas Gerais gastou cerca de R$ 20 mil, incluindo o transporte e hospedagem da sua caravana que tinha aproximadamente 40 pessoas: “O verdadeiro lucro são as amizades. Fiz amigas aqui para sempre. Não rolou aquela coisa de briguinhas”, contou a modelo. As informações são do Ego.

%d blogueiros gostam disto: