Arquivo do dia: julho 21, 2011

Judeu ortodoxo compra ‘Diários Ocultos de Mengele’

Um judeu ortodoxo americano comprou nesta quinta-feira, por US$ 300 mil
(quase R$ 466 mil), os “diários ocultos” do criminoso de guerra nazista Josef
Mengele, informou a Casa de Leilões Alexander Autographs.

Foto: AFP

Alguns dos diários do criminoso de guerra nazista Josef Mengele, conhecido
como Anjo da Morte, são expostos em casa de leilões em Stamford, Connecticut,
EUA (19/07/2011)

Os diários contêm 3,5 mil páginas inéditas, com detalhes da vida de Mengele
na Argentina, Paraguai e Brasil, além de poemas, aforismos e pensamentos
políticos e filosóficos daquele que foi chamado o “Anjo da Morte”.

O preço final pago pelos documentos chegou a US$ 292.775, afirmou o
vice-presidente da casa, Peter Klarnet. Uma empresa especializada em documentos
históricos militares havia calculado seu valor entre US$ 300 mil e US$ 400 mil.

Klarnet não quis divulgar a identidade do comprador, limitando-se a dizer que
se trata de “um colecionador privado do Meio-Oeste” americano, “um judeu
ortodoxo que planeja abrir seu próprio museu”. O comprador “está muito contente
de que os diários estejam agora nas mãos certas”, acrescentou.

Os documentos manuscritos, de grande “relevância histórica” são às vezes
ilustrados e estão em excelente condição”, segundo a Alexander Autographs,
localizada em Stamford, no Estado de Connecticut, nordeste dos EUA.

Alguns extratos, escritos entre 1960 e 1975, foram publicados na Alemanha,
mas “95% do material” é inédito, segundo a casa de leilões. O vendedor foi uma
sociedade anônima americana.

Josef Mengele era um dos médicos encarregados da seleção dos deportados que
chegavam ao campo de concentração nazista de Auschwitz-Birkenau, onde foram
assassinadas 1,1 milhão de pessoas, das quais um 1 milhão eram judias, durante a
Segunda Guerra Mundial (1939-1945).

Era Mengele quem ordenava diretamente a ida para as câmaras de gás de
crianças, velhos e de todos que considerasse fracos para trabalhar. Também
escolhia alguns como cobaias de “experimentos científicos”. Ao final da guerra,
conseguiu fugir para a América Latina com uma falsa identidade. Morreu afogado
numa praia no sul do Brasil, em 1979.

HIV: tratamento reduz em 96% chances de transmissão em casais

Pesquisa pioneira internacional mostra que o tratamento com remédios reduz em 96% as chances de transmissão do vírus HIV em casais sorodiscordantes (quando um tem o vírus e o outro não).

Riegel participou dos estudos Crédito: ARTHUR PULS

Riegel participou dos estudos Crédito: ARTHUR PULS

O resultado foi bem recebido pela equipe do Serviço de Infectologia do Hospital Conceição, de Porto Alegre, que integrou a pesquisa.

Segundo o chefe do Serviço, Breno Riegel Santos, a principal mudança, a partir do resultado da pesquisa, está relacionada à distribuição de remédios, uma vez que os pacientes que têm a doença dentro de limites considerados seguros, com baixa carga viral e reduzida possibilidade de desenvolver uma doença associada, não recebem medicamentos.

A pesquisa iniciada em 2005 envolveu mais de 1,7 mil casais da América, da África e da Ásia. Apenas pelo Hospital Conceição, foram indicados 90 casais participantes. O projeto integra a rede de estudos “HIV Prevention Trials Network”, responsável por diversos estudos sobre como prevenir a transmissão da doença.

Os casais foram separados em dois grupos. Em um, os pacientes soropositivos recebiam a medicação; em outro, não. Na última comparação, haviam ocorrido 28 transmissões do vírus – uma no grupo medicado e 27 no outro. “Somente este dado já suspendeu a pesquisa, mostrando que ela já havia alcançado os resultados oficiais”, disse Riegel.

%d blogueiros gostam disto: