Simon pede que Sarney se retrate por afirmações sobre Ulysses


O senador Pedro Simon (PMDB-RS) sugeriu, em discurso na tribuna nesta segunda-feira (18), que o senador José Sarney (PMDB-AP) peça desculpas à família de Ulysses Guimarães (1916-1992) por afirmação publicada no livro Sarney – a Biografia, de que Ulysses seria “um político menor”.

O livro, escrito pela jornalista Regina Echeverria, foi lançado no mês passado. Simon disse que abordava o assunto a pedido da enteada de Ulysses, Celina Campello, filha de d. Mora, também falecida no acidente que vitimou o então presidente do PMDB.

– Eu tenho certeza, Celina, de que o dr. Sarney vai telefonar para ti. Vai lamentar e vai dizer que, num livro de 600 páginas, isso escapou. Ele não vai deixar, dentro da sua biografia, permanecer uma frase como essa, uma frase menor. O dr. Sarney voltará a ter o respeito de todos nós se disser: ‘Houve um equívoco, houve um erro, houve um vazio e eu peço desculpas’ – disse Simon na tribuna.

O livro reproduz trecho de diários escritos por Sarney na época em que foi presidente da República – entre 1985 e 1990 – em que o senador responsabiliza Ulysses por causar problemas ao governo. Sarney diz que Ulysses “não tem grandeza nem espírito público. É um político menor, que tem o gosto da arte da política, puro gosto do jogo, nada mais”.

Grandeza de Ulysses

Pedro Simon lembrou a importância histórica de Ulysses Guimarães e disse que ele, que na época era presidente da Câmara dos Deputados, é quem deveria ter assumido a Presidência da República em 1985, quando Tancredo Neves adoeceu, e não José Sarney, vice de Tancredo, que não havia ainda tomado posse. Ele frisou que Ulysses abriu mão dessa possibilidade para garantir a sucessão a um civil.

– Não são muitas as pessoas na história da humanidade que têm esse gesto que o dr. Ulysses teve – afirmou.

Simon ressaltou que Ulysses, em vez de se preocupar em assumir a Presidência, orientou e coordenou todas as forças para que o senador José Sarney assumisse o cargo.

– A atitude de Ulysses foi uma atitude de grandeza. E o dr. Sarney devia ser grato – disse.

Simon leu em Plenário o email em que a filha de Ulysses, Celina, pede sua intervenção no caso. Celina relembra a admiração e amizade de Simon por Ulysses e pede que o senador, “com a sua inteligência e capacidade de comunicação”, lembre o legado político do deputado, fazendo um comentário sobre a afirmação do senador José Sarney sobre Ulysses.

Da Redação / Agência Senado

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • Deocler Rocha  On abril 18, 2011 at pm:13 pm

    Qual o benefício do senhor Ulisses Guimarães para o povo brasileiro? Era mais um que sonhava com a presidencia. E logo quem, o Ético do Mampituba Prá Cima, defensor do pior governo que tivemos no RS ( a Yedita), com todos os mandos e desmandos de mesma, acusações de corrupções na Casa Civil, Detran, Escolas de Lata etc., não vimos nós gauchos, o sr. Ético do Mampituba Prá Cima, fazer qualquer questionamento. Aliás quando Collor de Mello disse que ele ia nos gabinetes fazer afagos e depois na tribuna dizia alhos e bugalhos, dá para entender este seu choróró pelo Ulisses Guimarães.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: