Arquivo do dia: abril 17, 2011

Boa audiência faz Radio Pampa incrementar programação

NET lança locadora virtual com filmes em lançamento

Companhia oferece locadora virtual com 2 mil títulos entre filmes e conteúdo geral de sua grade de programação.

A partir de 25 de abril, a Net lança em regiões de São Paulo o Now, um serviço de televisão sob demanda que dará aos assinantes de pacotes de TV em alta definição acesso a uma biblioteca composta por filmes recém-lançados em locadoras e por programas veiculados em canais da Net.

Haverá 2 mil títulos, dos quais 600 são filmes que poderão ser alugados pelos períodos de 24 horas ou 48 horas, por preços entre R$ 3,90 e R$ 9,90.

Os outros 1,4 mil títulos poderão ser acessados gratuitamente. Eles são programas exibidos recentemente nos canais que compõem o pacote do assinante e poderão ser vistos sob demanda.

Márcio Carvalho, diretor de produtos e serviços da Net, afirma que o lançamento é parte da estratégia de diferenciação da empresa.

A Net se prepara para a abertura do mercado de TV a cabo, que deve ganhar novos concorrentes a partir do segundo semestre, quando a Agência Nacional de Telecomunicações pretende conceder novas licenças do tipo.

“Há um monte de empresas novas se preparando para entrar, temos de criar diferenciais para os clientes e outros escolherem a Net frente à concorrência”, diz.

No final do ano passado, a agência estimava que as novas licenças poderiam dobrar o número de assinantes de TV paga no país.

Carvalho nega que o lançamento seja uma resposta prévia da Net à chegada da GVT a São Paulo, o que deve ocorrer também no segundo semestre. E a promessa da GVT é entrar na cidade com uma oferta de televisão paga via satélite que permitirá interatividade via internet.

O modelo é semelhante ao do Now – a diferença é que a Net utiliza sua rede para transmitir vídeos e a GVT usará satélite. “Já falávamos de vídeo sob demanda há muito tempo, mas este serviço exige muito da rede”, afirmou Carvalho.

A empresa não divulga os valores aplicados especificamente no Now, mas destina mais de R$ 1 bilhão por ano para rede. Até o fim do ano o serviço estará disponível em toda a cidade de São Paulo, bem como em municípios do interior do estado e em outras capitais.

A Net, que lidera o segmento de televisão paga no país com 43% de participação de mercado, encerrou o ano passado com 4,3 milhões de clientes deste serviço.

A empresa não informa o percentual da base que assina pacotes de alta definição – e que terão acesso ao Now -, mas a alta definição ganhou força desde 2010, com a Copa do Mundo. “A alta definição é o que as pessoas querem cada vez mais.”

Concorrentes

Outras empresas de TV paga têm serviços semelhantes ao da Net. A Sky, de TV via satélite, lançou o “Sky on demand” desde maio do ano passado. Trata-se de um sistema de locação virtual com filmes e shows, com conteúdo gratuito e pago.

Já a TVA oferece, desde 2010, em parceria com a Telefônica, o Fibra TV, com 2 mil títulos de filmes, séries e programas infantis. Eles podem ser alugados por 24 horas ou 48 horas, por valores de R$ 3,90 a R$ 6,90.

O serviço da TVA está disponível em 20 bairros da capital de São Paulo, onde a Telefônica tem rede de fibra óptica. O serviço tem 2 mil clientes e está disponível em 400 mil residências.

A intenção é chegar a mais três bairros paulistanos ao longo de 2011 e levar o seviço para outras cidades, tão logo a Anatel conceda novas licenças, já que, por hora, a TVA tem autorização para atuar apenas na capital.

“Temos pedidos de licenças para outras cidades. Conseguindo, pretendemos expandir o serviço para onde a Telefônica tenha fibra”, afirma Ricardo Perez, diretor de marketing da TVA.

Donte: Brasil Econômico

%d blogueiros gostam disto: