Morre o jornalista Hélio Barcellos Jr.


Hélio formou-se em Jornalismo na Unisinos e era muito admirado pelos colegas

Morreu na madrugada desta segunda-feira (28) o jornalista e repórter da editoria de Cultura do Jornal do Comércio Hélio Barcellos Jr. Aos 47 anos, Hélio sofria de problemas cardíacos e estava internado no Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

Funcionário do JC desde 1996, natural da capital gaúcha, um dos mais recentes trabalhos do jornalista foi a produção do livro Sandra Dani – Memórias de uma Grande Atriz. Além deste, escreveu Falos & Stercus – Ação e Obra – Trajetória marcada por inconformismo e prazer (2009). Colaborou nos livros Lâmpada Mágica, uma referência cultural (2008); Memória da Cena 1990-1996 (2007) e Kassandra in Process – O Desassombro da Utopia (2006). Como dramaturgo, teve encenadas sete peças teatrais na década de 1990; tais como, Gurizada medonha (1998), Família Monstro (1994) e A Superbruxa (1993). Pelas duas últimas recebeu o Prêmio Tibicuera de Melhor Pordução pelas temporadas de 1993 e 1994. Como ator, integrou o elenco de 16 peças teatrais entre 1982 e 2000.

Em sua página no Facebook, ele dizia que tinha orgulho do que fazia. “Meu coração é grande, sou exagerado, amo teatro, cinema e adoro beijar muito. Sou jornalista, escrevo sobre teatro no Jornal do Comércio, em Porto Alegre, há muito tempo”, está escrito em seu perfil.

Hélio Barcellos Jr. formou-se em Jornalismo na Unisinos e era muito admirado pelos colegas. O velório será a partir das 14h e a cerimônia de cremação às 18h no Cemitério Metropolitano (Professor Oscar Pereira, 584).

JC

Comente ou deixe um trackback: URL do Trackback.

Comentários

  • fabio luis comparin  On abril 5, 2011 at pm:43 pm

    Aquem possa interessar; eu fabio luis comparin fui companheiro do helio por quase trez anos, nos afastamos de corpo mas ao contrario ele se fez cada vez mais presente em minjha vida, me motivando me servindo de “modelo” de carater e personalidade tinha esperança de ainda retomar-mos nosso romance, mas estava sentado na clinica de dermatologia da santa casa e vi aquela foto linda sorridente da pessoa que mais amei, se titubiar peguei e li, queria eu nunca ter lido pois ele tinha ido embora sem avisar e a minha esperança foi junto; saiba que te amo muito meu sempre eterno amado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: