Arquivo do dia: novembro 19, 2010

Brasileiro confia mais na Igreja do que na Justiça

 

 

 

 

 

 

 

 

A confiança população nas instituições sofreu uma mudança importante no último trimestre. É o que mostram os dados do ICJBrasil (Indice de Confiança na Justiça), produzido pela Direito GV.

A Igreja – que também marcou a disputa à presidência da republica no segundo turno das eleições – passou de 7º lugar no ranking de confiança nas instituições para a 2ª posição. Nesse trimestre 54% dos entrevistados disseram que a Igreja é uma instituição confiável em comparação com o segundo trimestre de 2010, quando 34% dos entrevistados deram essa resposta. Em contraposição, a confiança nos Partidos Políticos caiu de 21% para 8% no período, mantendo-se em última posição no ranking de confiança nas instituições.

As Forças Armadas continuam sendo a instituição que conquista a maior confiança da população, 66% de respostas afirmativas. Na sondagem anterior – referente ao segundo trimestre – a Marinha, o Exército e a Aeronáutica obtiveram 63%.

O resultado não é confortável para os órgãos da Justiça. Com apenas 33% dos entrevistados dizendo que o Judiciário é uma instituição confiável, a instituição empata com a Polícia e ganha apenas do Congresso Nacional (20%) e dos Partidos Políticos (8%). As outras instituições ficaram com os seguintes resultados no que diz respeito à confiança da população : Grandes Empresas (44%), Governo Federal (41%), Emissoras de TV (44%) e Imprensa Escrita (41%).

Confiança nas Instituições

O ICJBrasil foi criado pela Direito GV para mensurar o grau de confiança no Judiciário e como a população utiliza as instituições da Justiça para a reivindicação de direitos e busca por soluções de controvérsias. O ICJBrasil do terceiro trimestre de 2010 foi de 4,4 pontos, em uma escala de 0 a 10, o mesmo índice obtido no trimestre anterior. O índice é formado pelos subíndices de comportamento e percepção, sendo que o segundo cravou uma nota 6,3 e o primeiro, 3,5 pontos, sempre em uma escala de 0 a 10.

O Distrito Federal foi o Estado que registrou maior confiança no Judiciário, com 4,6 pontos, desbancando a liderança do Rio Grande do Sul que, desde o início da sondagem, em julho de 2009, ocupava o posto. No período, o estado gaúcho recebeu um índice de confiança de 4,5 pontos. São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram o mesmo índice de confiança, 4,4 pontos, e os Estados da Bahia, Minas Gerais e Pernambuco são os que menos confiam no Judiciário : cada um teve 4,3 pontos no índice de confiança.

A principal motivação do uso do Judiciário pelos entrevistados está relacionada à questões trabalhistas (demissão, indenização, pagamento de horas extras, etc), seguida por questões relativas ao direito do consumidor (cobrança indevida, cartão de crédito, produtos com defeito, etc) e direito de família (divórcio, pensão, guarda de menores, inventario, etc)

Sobre o ICJBrasil

O ICJBrasil começou a ser mensurado no segundo trimestre de 2009 pela Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (Direito GV). O índice é composto por dois subíndices: o de percepção avalia a opinião dos respondentes a respeito do Judiciário nos seguintes aspectos: confiança, tempo de solução de conflitos, competência para a solução de conflitos, custos de acesso ao Judiciário, facilidade de uso do Judiciário, honestidade, independência, um panorama dos últimos 5 anos e a perspectiva para os próximos 5 anos.

O subíndice de comportamento procura saber se, em situações hipotéticas, o cidadão recorreria à justiça. Foram excluídas propositadamente situações onde o Estado é obrigado a atuar no caso, como, por exemplo, crimes.

Foram entrevistados 1.550 pessoas de 7 Estados (Rio Grande do Sul, São Paulo, Distrito Federal, Minas Gerais, Pernambuco, Bahia e Rio de Janeiro) durante os meses de julho, agosto e setembro de 2010. Esses Estados representam 60% da população brasileira, segundo dados do Censo de 2000 do IBGE.

Proibido livro “Cem melhores contos brasileiros do século” para ensino publico

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) proibiu, em decisão liminar, nova distribuição de exemplares do livro Cem melhores contos brasileiros do século a alunos da rede pública de ensino. Segundo a decisão, divulgada nesta quinta-feira, há contos no livro que evidenciam “elevado conteúdo sexual, com descrições de atos obscenos, erotismo e referências a incestos”.

De acordo com a liminar, os textos contestados são impróprios para estudantes que têm entre 11 e 17 anos, “sem desmerecer, em hipótese alguma, a qualidade técnica e literária das obras”.

Com relação aos livros já distribuídos aos alunos, a Justiça entendeu que o eventual desrespeito à dignidade das crianças e adolescentes já teria se consolidado e, portanto, seria ineficaz o recolhimento das obras.

A liminar proíbe a Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo a distribuir, a qualquer aluno, exemplares do livro até o julgamento definitivo da ação. A secretaria deve providenciar o recolhimento dos exemplares que, eventualmente, ainda estejam em poder das escolas, ou seja, que ainda estejam aguardando distribuição.

Em caso de descumprimento, foi fixada a multa no valor de R$ 200 por cada exemplar da obra que venha a ser distribuído.

Confira  a decisão liminar na íntegra.

Ozzy Osbourne: shows no Brasil em março e abril

Ozzy Osbourne vai pisar em terras brasileiras em breve. A produtora Time For Fun confirmou que o ex-líder do Black Sabbath fará cinco shows no país em 2011.

As apresentações fazem parte da turnê de divulgação do disco “Scream” e acontecem em Porto Alegre (30/mar), São Paulo (2/abr), Brasília (5/abr), Rio de Janeiro (7/abr) e Belo Horizonte(9/abr).

Nesta sexta-feira (19), começou a pré-venda exclusiva para clientes Credicard, Citibank e Diners para os shows de São Paulo e Rio de Janeiro. O público em geral poderá garantir sua entrada para estas apresentações a partir do dia 26 de novembro.

Os ingressos antecipados podem ser adquiridos pelo telefone 4003-0848, pelo site Tickets For Fun ou em pontos de vendas espalhados pelo país.

Mendigos de rua pedem esmola pela internet

Um é ex-profissional de informática, e o outro, formado em psicologia. Lyndon Owen , galês de 37 anos, e Manuel Calvo García, espanhol de 55, são os Lazy Beggars (mendigos preguiçosos).

Não é o nome de um grupo de rock. É uma dupla de, como diz o nome, mendigos, que por inovadora maneira de pedir dinheiro, já foi matéria no Der Spiegel, The Guardian e, ontem, no El País.

Quando recebem uma esmola (cerca de 40 euros por dia), agradecem recomendando que a pessoa visite seu site/blog. Donos de um laptop de segunda mão, eles mendigam também via Internet: receberam quase mil euros em quatro anos através do sistema de pagamento PayPal.

 

A dupla também faz um “tour” pela Espanha (duas vezes por ano param em Madri) arrecadando dinheiro. Sempre usando a sinceridade como arma para conseguir umas moedas: “Para cerveja.Para vinho. Para whisky. Para ressaca”, diz nas placas de cartolina colocadas na rua.

Oriscila Guilayn

Cláudia Leitte é vaiada em show e desabafa

Cláudia Leitte, uma das cantoras mais populares da atualidade, viveu a experiência de ser vaiada num show. Aconteceu na cidade de Pato Branco, no interior do Paraná, no último dia 14. O motivo das vaias foi um atraso de duas horas na apresentação.

O vídeo do desabafo corre a internet, com ampla discussão no Twitter – os fãs de Cláudia lamentam, e quem não gosta dela tira sarro.

Sincera, e chorando, Cláudia conseguiu com seu desabafo dobrar alguns dos que o vaiavam. E não perdeu o rebolado – mesmo diante do clima hostil, e com diversas falhas técnicas (o real motivo do atraso), Cláudia continuou a apesentação. Afinal, o show não pode parar.

Confira o desabafo de Cláudia:

“Sou muito sincera em tudo o que eu faço. Viajei seis horas, fiz um show ontem até às 5h da manhã, cheguei toda feliz em Pato Branco há duas horas atrás, direto para o show, estava no camarim esperando que um problema que não sei qual foi, nosso painel de LED não funciona (choro), nosso som ainda não está funcionando direito aqui pra gente em cima, infelizmente alguém não comunicou isso pra vocês, acho que vocês têm todo o direito de bradar contra isso, mas vocês me fizeram sentir uma porcaria lá dentro, um lixo…

Saí da minha casa, meu filho, crente, abafando, de que ia chegar a Pato Branco e receber o maior carinho, o maior amor do mundo, mas eu me senti um nada, uma porcaria lá atrás, e eu peço desculpas a vocês que não fizeram parte dessa coisa bizarra, para me agredir ou me humilhar, o que for, a culpa não é minha, peço desculpas a vocês que fizeram parte do show, mas não fizeram parte disso, porque eu infelizmente não tenho um sorriso verdadeiro para dar agora, vou fazer como der, o que eu puder fazer, e a hora que o sorriso brotar e eu espero que ele vá direto para o coração das pessoas que fizeram isso comigo, me fizeram me sentir muito mal… mas, olhe, eu não vim aqui para conversar, não. Eu vim para fazer o melhor show da minha vida, e eu vou fazer.”

Veja o vídeo no YouTube:

%d blogueiros gostam disto: